Coreia do Norte lançou dois mísseis balísticos no Mar do Japão

(dv) KCNA / YONHAP

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

A Coreia do Norte lançou, esta quarta-feira, dois mísseis balísticos que caíram nas águas do mar do Japão. O Governo nipónico e a vizinha Coreia do Sul já condenaram esta ação.

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, disse aos jornalistas que o primeiro míssil foi lançado pouco depois das 07h00 (23h00 de quarta-feira em Lisboa) e o segundo passados cerca de 20 minutos, tendo ambos os projéteis voado entre 420 e 430 quilómetros antes de cair nas águas do mar do Japão.

O chefe do Governo nipónico condenou esta ação, que sublinhou tratar-se de uma violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU de proibição da Coreia do Norte de disparar mísseis balísticos. O ensaio “ameaça a paz e a segurança do Japão e da região circundante”, salientou Suga.

Tóquio apresentou uma queixa formal contra Pyongyang, através da embaixada japonesa em Pequim, disse um responsável do Ministério dos Negócios Estrangeiros à agência de notícias japonesa Kyodo. O protesto deve seguir estes trâmites uma vez que os dois países não mantêm relações diplomáticas.

Depois do lançamento, Suga convocou uma reunião extraordinária do Conselho de Segurança japonês em Tóquio, no final da qual disse aos meios de comunicação social que o Japão “vai cooperar estreitamente com os Estados Unidos, a Coreia do Sul e com outros países para proteger com firmeza a vida pacífica dos cidadãos”.

Horas antes, Seul manifestou a sua “profunda preocupação” pelo lançamento dos mísseis balísticos e o exército sul-coreano indicou que o lançamento foi realizado a partir da província de Hamgyong do Sul, na costa oriental norte-coreana.

O Comando Pacífico dos Estados Unidos destacou a “ameaça que o programa ilícito de armas da Coreia do Norte representa para os seus vizinhos e para a comunidade internacional”, cita o jornal Público, que afirma que este é o primeiro grande teste diplomático do novo Presidente norte-americano.

A última vez que a Coreia do Norte tinha testado projéteis deste tipo foi a 29 de março do ano passado, quando realizou um ensaio do chamado sistema KN-25, a partir da costa oriental.

Porém, este é o segundo teste de mísseis efetuado por Pyongyang numa semana. No domingo passado, o regime norte-coreano disparou dois mísseis de cruzeiro, num momento marcado pelas pressões da Coreia do Norte para retomar o diálogo sobre desnuclearização, enquanto Washington está a rever a estratégia para lidar com Pyongyang.

O ensaio de domingo só foi divulgado na quarta-feira, com Seul e Washington a minimizarem a operação, uma vez que as resoluções da ONU não sancionam os lançamentos de mísseis de cruzeiro norte-coreanos, o que indica um aparente plano coordenado para facilitar o reinício do diálogo, suspenso desde 2019.

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, desvalorizou o caso e disse que, segundo o seu Departamento de Defesa, era “mais do mesmo”. “Não há nenhuma novidade naquilo que fizeram”, disse o norte-americano, citado pelo jornal online Observador.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Entre sorrisos e avisos sobre a Irlanda do Norte, Biden chuta para canto acordo comercial com o Reino Unido pós-Brexit

Um possível acordo comercial, a fronteira entre as duas Irlandas, a retirada do Afeganistão e as alterações climáticas foram alguns dos temas em cima da mesa na recepção de Boris Johnson na Casa Branca. Foi um …

UEFA duplica prémios do Europeu feminino

De oito para 16 milhões de euros. Prémio monetário bem diferente do Europeu anterior. A UEFA informou nesta quinta-feira que vai ser duplicado o total do prémio monetário para as selecções participantes no próximo Europeu feminino. O …

Número de animais abatidos continua a cair nos canis portugueses

É esperada uma estabilização do número de abates, dois anos após a entrada em vigor da legislação que regula o ato. Dois últimos anos foram marcados por quedas. Em 2020, foram abatidos em nos canis portugueses …

Entre professoras e uma personal trainer, Braga é o concelho do país com mais candidatas mulheres

Cerca de 63% dos 308 concelhos de Portugal têm, pelo menos, uma mulher candidata à presidência de uma Câmara Municipal. A liderar surge Braga com cinco candidatas mulheres às eleições autárquicas de domingo. Há 194 concelhos …

Pais revoltados com professor que deu aula com máscara no queixo — e que publica vídeos obscenos online

PSP foi chamada à Secundária Eça de Queirós, na Póvoa do Varzim, porque docente — que sugeriu aos alunos que seguissem o seu canal de YouTube onde tem vídeos em cuecas e nu — deu …

Sem surpresas, Medina mantém Lisboa, mas sem maioria absoluta. Costa e Pedro Nuno juntos em ação de campanha

As sondagens apontam para uma vitória de Medina, ainda que com um resultado inferior ao de 2017. A grande surpresa na capital será a Iniciativa Liberal, partido que poderá eleger um vereador e inclinar o …

Instrumentos musicais detalham a evolução das relações da população sul-americana

Num novo estudo, os investigadores analisaram a diversidade musical em todo o continente sul-americano com uma revisão dos diferentes instrumentos encontrados nos registos arqueológicos e etnográficos. A música é tida como uma expressão intrínseca da diversidade …

Manchester United perdeu em casa (e não adiantou faltar às aulas)

Primeira derrota "interna" do United, num jogo que não contou com Cristiano Ronaldo. No duelo entre treinadores portugueses, Nuno venceu Lage. Houve encontro entre treinadores portugueses na terceira ronda da Taça da Liga inglesa. O Tottenham, …

As discotecas vão reabrir a 1 de Outubro - mas 70% devem ir à falência até à Primavera

Apesar da reabertura dos espaços de diversão nocturna estar para breve, as associações que representam o sector queixam-se das burocracias e da falta de apoios e acreditam que muitas discotecas não vão voltar a abrir …

Candidato de Vila do Conde acusado de oferecer 50€ no supermercado por um voto no domingo

O candidato à Junta de Freguesia de Macieira da Maia, Filipe Santos, terá oferecido 100 euros a um casal idoso para votar no movimento independente, mas com uma condição: fotografar o boletim de voto com …