Coreia do Norte lançou dois mísseis de curto alcance. Seul fala em “ameaça”

(dv) KCNA / YONHAP

A Coreia do Norte lançou na noite desta quarta-feira dois mísseis de curto alcance. Voaram 430 quilómetros, caindo no mar entre a Coreia do Norte e o Japão.

A informação foi avançada pelo exército da Coreia do Sul em comunicado e citada pelo jornal norte-americano The New York Times. O exército da Coreia do Sul relatou à CNN que os mísseis foram lançados a partir da cidade de Wonson, uma cidade costeira. Os projéteis foram lançados depois das 5h00 locais, com uma diferença de 30 minutos entre ambos.

“O nosso exército, preparando-se para lançamentos adicionais, está a manter uma postura firme ao monitorizar movimentos. Os EUA e a Coreia do Sul estão a analisar os detalhes destes lançamentos”, comunicou fonte do exército da Coreia do Sul à CNN.

Já na manhã desta quinta-feira, a Coreia do Sul veio falar de um “novo tipo de ameaça militar”. Seul diz que este lançamento põe em risco o processo de paz na península coreana. “O governo está a pedir que Pyongyang suspenda tais atividades que não ajudam aos esforços de aliviar as tensões militares na Península Coreana”, disse o porta-voz do ministério, Choi Hyun-soo, citado pela CNN.

Um dirigente norte-americano sob anonimato confirmou que os mísseis eram de curto alcance. A afirmação foi feita depois de o Estado-Maior das Forças Armadas sul-coreanas, citado pela agência noticiosa sul-coreana Yonhap, ter declarado que os norte-coreanos tinham disparado um “projétil” não identificado. Pouco depois, avançavam que tinham sido disparados dois projéteis.

A pormenorização do alcance do engenho é relevante, uma vez que o Presidente norte-americano, Donald Trump, já afirmou que os mísseis de curto alcance não afetariam as negociações com os dirigentes de Pyongyang. “Não considero uma rutura na relação de confiança. Isso pode acontecer, em algum momento. Mas agora não”, afirmou o Presidente norte-americano em maio, depois do disparo de mísseis por parte da Coreia do Norte. “Trata-se de mísseis de curto alcance. Uma coisa padrão”.

O Governo do Japão classificou como “extremamente lamentável” o lançamento de mísseis de curto alcance, informando, no entanto, que não chegaram ao território japonês nem à sua zona económica exclusiva. “Se são mísseis balísticos, trata-se de uma violação das resoluções da ONU. Os recentes disparos de projéteis são extremamente lamentáveis”, disse o ministro da Defesa japonês, Takeshi Iwaya, citado pela agência France-Presse.

Na terça-feira, John Bolton, do departamento de Segurança Nacional norte-americana, encontrou-se com autoridades oficias da Coreia do Sul para discutir a desmilitarização da península. O lançamento ocorreu também menos de um mês depois de Kim e Trump se terem encontrado na Coreia do Sul.

Em maio, a Coreia do Norte lançou dois mísseis de curto alcance, que viajaram mais de 400 quilómetros.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Quase 10 anos depois, avião de Gaddafi continua parado num aeródromo em França

Quase uma década depois de ter aterrado em solo francês, o avião presidencial do ex-ditador líbio continua parado num aeródromo no sul do país, estando no meio de vários processos judiciais que parecem não ter …

Governo recebeu 1.600 ideias para a bazuca. Costa agradece mobilização

Durante a fase de discussão pública, o Plano de Recuperação e Resiliência recebeu mais de 1.600 contribuições e mais de 65 mil consultas. O primeiro-ministro António Costa disse que, durante a fase de discussão pública, …

"Honjok" é o nome do movimento sul-coreano que reivindica a solidão

A solidão tornou-se um tema recorrente devido à pandemia de covid-19. Na Coreia do Sul, existe um movimento chamado "honjok", que promove um estilo de vida solitário. O isolamento imposto pela pandemia de covid-19 está a …

Do subsolo sírio à nomeação ao Óscar: hospitais em tempos de guerra numa "era de impunidade"

The Cave é o nome de uma produção que esteve nomeada para o Óscar de Melhor Documentário de 2020. É também o lugar onde hospitais sírios se escondem para salvar vidas longe de bombardeamentos e …

Patrícia Mamona sagra-se campeã no triplo salto em pista coberta

Esta tarde, Patrícia Mamona tornou-se a terceira atleta portuguesa a garantir a medalha de ouro para Portugal no Campeonato da Europa em pista coberta. A portuguesa Patrícia Mamona conquistou, este domingo, a medalha de ouro na …

Dias de aulas mais longos, férias mais curtas e cinco períodos. Na Inglaterra, já se equacionam formas de recuperar o tempo perdido

Há três medidas em cima de mesa que podem vir a ser adotadas para combater os atrasos na aprendizagem dos alunos. Na Inglaterra, as escolas reabrem para aulas presenciais esta segunda-feira, mas já se pensa …

Índia abre centro de bem-estar para hóspedes abraçarem vacas e "esquecerem todos os problemas"

Animais de conforto e apoio emocional são cada vez mais populares em todo o mundo. Embora a maioria das pessoas use cães ou gatos, há também algumas escolhas mais bizarras, incluindo pavões, macacos e cobras. Os …

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, ao leme do comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. …

Governo aperta regras. Passageiros do Brasil ou Reino Unido têm de ter teste negativo e cumprir isolamento

Os passageiros provenientes do Brasil e do Reino Unido vão ser obrigados a apresentar um teste negativo e a cumprir 14 dias de isolamento profilático. A partir deste domingo, os passageiros provenientes do Brasil e do …

O primeiro hotel espacial mudou de nome (e deverá abrir em 2027)

Fechado em casa a sonhar com a próxima viagem? Esqueça as praias paradisíacas ou as grandes metrópoles. As férias do futuro podem vir a ser no Espaço. Tudo começou em 2019, quando a empresa californiana Gateway …