Coreia do Norte lançou dois mísseis de curto alcance. Seul fala em “ameaça”

(dv) KCNA / YONHAP

A Coreia do Norte lançou na noite desta quarta-feira dois mísseis de curto alcance. Voaram 430 quilómetros, caindo no mar entre a Coreia do Norte e o Japão.

A informação foi avançada pelo exército da Coreia do Sul em comunicado e citada pelo jornal norte-americano The New York Times. O exército da Coreia do Sul relatou à CNN que os mísseis foram lançados a partir da cidade de Wonson, uma cidade costeira. Os projéteis foram lançados depois das 5h00 locais, com uma diferença de 30 minutos entre ambos.

“O nosso exército, preparando-se para lançamentos adicionais, está a manter uma postura firme ao monitorizar movimentos. Os EUA e a Coreia do Sul estão a analisar os detalhes destes lançamentos”, comunicou fonte do exército da Coreia do Sul à CNN.

Já na manhã desta quinta-feira, a Coreia do Sul veio falar de um “novo tipo de ameaça militar”. Seul diz que este lançamento põe em risco o processo de paz na península coreana. “O governo está a pedir que Pyongyang suspenda tais atividades que não ajudam aos esforços de aliviar as tensões militares na Península Coreana”, disse o porta-voz do ministério, Choi Hyun-soo, citado pela CNN.

Um dirigente norte-americano sob anonimato confirmou que os mísseis eram de curto alcance. A afirmação foi feita depois de o Estado-Maior das Forças Armadas sul-coreanas, citado pela agência noticiosa sul-coreana Yonhap, ter declarado que os norte-coreanos tinham disparado um “projétil” não identificado. Pouco depois, avançavam que tinham sido disparados dois projéteis.

A pormenorização do alcance do engenho é relevante, uma vez que o Presidente norte-americano, Donald Trump, já afirmou que os mísseis de curto alcance não afetariam as negociações com os dirigentes de Pyongyang. “Não considero uma rutura na relação de confiança. Isso pode acontecer, em algum momento. Mas agora não”, afirmou o Presidente norte-americano em maio, depois do disparo de mísseis por parte da Coreia do Norte. “Trata-se de mísseis de curto alcance. Uma coisa padrão”.

O Governo do Japão classificou como “extremamente lamentável” o lançamento de mísseis de curto alcance, informando, no entanto, que não chegaram ao território japonês nem à sua zona económica exclusiva. “Se são mísseis balísticos, trata-se de uma violação das resoluções da ONU. Os recentes disparos de projéteis são extremamente lamentáveis”, disse o ministro da Defesa japonês, Takeshi Iwaya, citado pela agência France-Presse.

Na terça-feira, John Bolton, do departamento de Segurança Nacional norte-americana, encontrou-se com autoridades oficias da Coreia do Sul para discutir a desmilitarização da península. O lançamento ocorreu também menos de um mês depois de Kim e Trump se terem encontrado na Coreia do Sul.

Em maio, a Coreia do Norte lançou dois mísseis de curto alcance, que viajaram mais de 400 quilómetros.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O Ciclo Solar 25 vai afetar a vida na Terra (e a NASA explica como)

A cada 11 anos, o Sol inicia um novo ciclo solar, marcado por períodos de violentas erupções e explosões magnéticas. Em dezembro de 2019, teve início um novo ciclo solar. Na semana passada, a NASA e …

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …