Corais em risco “vestem-se” de cores brilhantes para se salvarem

Quando sentem uma temperatura anormal no mar, os corais reagem expelindo pequenas algas que vivem nos seus tecidos. Porém, nem todos ficam sem cor. Aliás, alguns revestem-se de cores néon e brilhantes.

Muitas espécies de corais que compõem estruturas como a Grande Barreira de Coral da Austrália sobrevivem devido à sua delicada relação simbiótica com as algas que se abrigam nas suas células e fornecem energia via fotossíntese.

Quando a temperatura do mar aumenta, há uma rutura nesse relacionamento e as algas abandonam as suas casas, deixando o coral branco, murcho e em risco de morrer. Esse processo conduz a eventos de branqueamento que têm devastado a Grande Barreira de Corais da Austrália nos últimos anos.

No entanto, no que tem sido um mistério para os cientistas, alguns dos corais são abandonamos pelas suas algas não se tornam brancos, mas sim revestem-se de uma variedade de cores brilhantes.

Para estudar esse fenómeno, os cientistas da Universidade de Southampton realizaram experiências de laboratório nas suas instalações de aquários de corais, através dos quais descobriram que estes corais produzem um tipo de camada protetora de “filtro solar” que se apresenta com essas cores.

De acordo com os investigadores, na ausência de todas as algas importantes para absorver a luz, ela salta dentro do tecido coral para lhe dar uma aparência branca. Porém, quando os corais conseguem continuar com algumas das suas funções normais, a luz interna aumenta a produção de pigmentos fotoprotetores coloridos, que atuam como atração para chamar as algas de volta.

“A camada de filtro solar resultante promoverá posteriormente o retorno dos simbiontes”, explicou Jörg Wiedenmann, chefe do Laboratório de Recifes de Coral da Universidade de Southampton, em comunicado. “Quando a população de algas em recuperação começar a retomar a luz para a fotossíntese, os níveis de luz no interior do coral cairão e as células do coral reduzirão a produção dos pigmentos coloridos para o nível normal”.

Os cientistas acreditam que os corais que exibem esse comportamento provavelmente sofreram eventos de aquecimento brando ou de curta duração em vez do tipo de aumentos extremos e prolongados de temperatura que ameaçam grande parte dos recifes do mundo.

“O branqueamento nem sempre é uma sentença de morte para os corais, o animal coral ainda pode estar vivo”, disse Cecilia D’Angelo, professora de Biologia Molecular de Corais na Universidade de Southampton. “Se o evento de stresse for suficientemente leve, os corais podem restabelecer a simbiose com o seu parceiro de algas. Infelizmente, episódios recentes de branqueamento global causados ​​por água morna incomum resultaram na alta mortalidade de corais, deixando os recifes de coral do mundo a lutar pela sobrevivência”.

As conclusões deste estudo foram publicadas este mês na revista científica Current Biology.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Patrick Mahomes assina o maior contrato da história do desporto: 10 anos por 446 milhões

O jogador de futebol americano Patrick Mahomes fez história ao assinar o maior contrato de sempre do mundo do desporto. O quarterback dos Kansas City Chiefs renovou por dez temporadas, num valor total de 446 …

Centeno rejeita conflito de interesses. “Não conseguia emprego em Portugal nas próximas décadas"

O antigo ministro das Finanças está esta quarta-feira a ser ouvido no Parlamento, naquela que é a sua primeira grande prova de fogo no caminho que terá que percorrer até chegar ao cargo de governador …

Centenas de holandeses nas ruas de Albufeira. GNR obrigada a intervir

A Guarda Nacional Republicana (GNR) levantou, no domingo, dezenas de autos de contraordenação a estabelecimentos e a pessoas, em Albufeira, no Algarve, por desrespeito das regras impostas devido à pandemia da Covid-19, disse esta terça-feira …

Soares atravessou jejum de golos, mas há uma estatística em que ninguém o bate

O avançado portista Tiquinho Soares é o jogador que mais golos faz de cabeça, em Portugal e na Europa. Esta temporada, já leva sete cabeceamento certeiros. Tiquinho Soares esteve 12 jogos sem marcar qualquer golo com …

"Dêem a Portugal uma Ponte Aérea". Escocês faz petição e diz que decisão do Reino Unido é injusta

Um escocês admirador de Portugal considera a exclusão da lista de países isentos de quarentena nas chegadas ao Reino Unido “injusta” e “pouco transparente” e por isso promoveu uma petição popular a pedir o levantamento …

Juiz Carlos Alexandre está em isolamento profilático

O juiz Carlos Alexandre encontra-se em isolamento profilático depois de ter participado, no final de junho, numa busca a uma agência bancária em que estiverem envolvidas três pessoas infetadas com covid-19. De acordo com a RTP, …

Jogo de loucos em Itália. Milan de Ibrahimovic derrota Juve de CR7 com golo português

Cristiano Ronaldo fez o 2-0 para a Juventus em casa do AC Milan, porém, o campeão perdeu 4-2 e desperdiçou a oportunidade de ampliar para 10 os pontos de vantagem para a Lazio, derrotada em …

A maior promessa do futebol alemão pede para sair. Chelsea prepara 100 milhões de euros

O internacional alemão Kai Havertz pediu à direção do Leverkusen para sair este verão. O Chelsea é o principal candidato à contratação do médio, tendo de desembolsar 100 milhões de euros. Kai Havertz é provavelmente a …

"A sombra de Sarkozy" e a filha de imigrantes cabo-verdianos. Novo Governo de Macron vira à direita

É um "Governo mais à direita do que nunca". O desabafo é do líder dos socialistas franceses, Olivier Faure, numa crítica ao Presidente Emmanuel Macron pelas escolhas que fez para o novo Governo do país. …

Trincão ainda não pôs os pés em Camp Nou e já tem pretendentes

O português Francisco Trincão, contratado em março passado pelo Barcelona ao Sporting de Braga, ainda não colocou os pés em Camp Nou e já tem clubes interessados na sua compra ao clube catalão. O negócio que …