Cientistas encontraram pela primeira vez a cor azul em penas fossilizadas

(dr) Marta Zaher / University of Bristol

Ilustração da ave Eocoracias brachyptera

Pela primeira vez, cientistas encontraram a cor azul em penas fossilizadas, tendo como base do estudo a espécie pré-histórica Eocoracias brachyptera.

Depois de milhões de anos de fossilização, as penas desaparecem mas os pigmentos de melanina, chamados melanossomas, podem ser preservados. Até agora, o problema tem sido conseguir identificar separadamente os tons negros, acastanhados, cinzas e azulados. Mas agora, de acordo com o Science Alert, especialistas foram capazes de perceber essa diferença relativamente à espécie Eocoracias brachyptera.

“Descobrimos que os melanossomas em penas azuis têm um alcance distinto em tamanho da maioria das categorias de cores e, portanto, podemos restringir quais fósseis podem ter sido originalmente azuis”, explica o paleontologista Frane Babarović, da Universidade de Sheffield, no Reino Unido, e um dos responsáveis pelo estudo publicado na revista científica Journal of the Royal Society Interface.

A chave para esta descoberta foi a possibilidade de comparar os fósseis do E. brachyptera com os seus equivalentes atuais, os rolieiros. Essa análise ajudou os investigadores a perceber se estavam a analisar fósseis de pássaros azuis ou cinzas – ambos preservam os melanossomas durante mais tempo (1.400 nanómetros) do que os restantes (apenas 300).

Para aumentar a complexidade, certas cores – incluindo o azul e o verde – não aparecem apenas através da melanina por si só, mas tornam-se visíveis graças a estruturas celulares adicionais e à refração da luz. São conhecidas como cores estruturais e muitas vezes podem ser também iridescentes (um exemplo disso são as penas da cauda de um pavão).

Ao avaliar a predominância de azul e cinza nas árvores genealógicas das aves vivas, e ao estudar os melanossomas nos fósseis do E. brachyptera, os cientistas concluíram que havia 99% de possibilidades desta ave pré-histórica ter uma cor estrutural não-iridescente, e apenas 19% de probabilidades das suas penas serem cinza.

“A sobreposição com a cor cinza pode sugerir algum mecanismo comum de como os melanossomas estão envolvidos na coloração cinza e de como essas cores azuis estruturais são formadas”, diz Babarović. “Com base nos nossos resultados, também sugerimos a possível transição evolutiva entre a cor azul e cinza“.

A equipa sugere que investigações futuras também se possam concentrar nas diferenças e semelhanças entre a coloração cinza e azul no desenvolvimento das penas, com o cinza a ser provavelmente mais comum. Como diz o Science Alert, o E. brachyptera pode ser considerado uma exceção colorida com 48 milhões de anos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Há cada vez mais cidades chinesas com cortes de energia — e isso poderá ter consequências globais

Embora o problema já se tenha começado a sentir em julho, na última semana deixou de atingir apenas as zonas industriais para se estender aos bairros residenciais. População foi desaconselhada a não usar dispositivos com …

Barack Obama: "Taxem os ricos, como eu," para financiar proposta de Biden

Apelo está relacionado com a aprovação de um grande plano legislativo proposto por Joe Biden e que deverá ser negociado nas duas câmaras do Congresso norte-americano ao longo das próximas semanas. Numa semana decisiva da governação …

As origens dos antigos Etruscos foram finalmente reveladas

Vestígios de ADN encerraram, finalmente, o debate sobre a origem dos Etruscos,  uma antiga civilização cujos restos mortais foram encontrados em Itália. De acordo com quase dois mil anos de dados genómicos, recolhidos de 12 locais …

Rússia acusa Navalny e aliados de extremismo em novo processo

A Rússia intensificou a campanha contra o opositor do governo Alexei Navalny, abrindo esta terça-feira um novo processo judicial, que poderá levá-lo a cumprir uma pena de prisão de mais uma década. Navalny cumpre dois anos …

Governo demite Chefe do Estado-Maior da Armada. Gouveia e Melo provável sucessor

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai propor ao Presidente da República a demissão do Chefe do Estado-Maior da Armada, confirmaram hoje à Lusa fontes ligadas à Defesa. O Governo propôs ao Presidente da …

Borussia Dortmund 1-0 Sporting | Um Mal(en) que veio só… e foi suficiente

O “bicho papão Haaland não jogou, mas nem assim os “leões” conseguiram contrariar o maior poderio germânico. O Sporting saiu de Dortmund com uma derrota, apesar da excelente réplica no Signal Iduna Park, e muito por …

FC Porto 1-5 Liverpool | Dragão atropelado em casa

O Liverpool é uma espécie de “besta” em tons de “red” para o FC Porto. Em nove jogos oficiais, os “azuis-e-brancos” nunca venceram, somando 3 empates e 6 derrotas, a mais recente foi pesadíssima e …

China desenvolve arma invisível capaz de destruir redes de comunicação em dez segundos

Uma equipa de cientistas chineses está a desenvolver uma arma sónica, que gera um intenso pulso eletromagnético, capaz de destruir redes de comunicação e de fornecimento de energia elétrica. A arma poderá ter um alcance …

Dezenas de mulheres abusadas por funcionários da OMS na República Democrática do Congo

Dezenas de mulheres e meninas foram abusadas sexualmente por voluntários da Organização Mundial de Saúde (OMS) destacados para enfrentar o Ébola na República Democrática do Congo (RDC), entre 2018 e 2020, concluiu um inquérito independente …

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …