Cientistas encontraram pela primeira vez a cor azul em penas fossilizadas

(dr) Marta Zaher / University of Bristol

Ilustração da ave Eocoracias brachyptera

Pela primeira vez, cientistas encontraram a cor azul em penas fossilizadas, tendo como base do estudo a espécie pré-histórica Eocoracias brachyptera.

Depois de milhões de anos de fossilização, as penas desaparecem mas os pigmentos de melanina, chamados melanossomas, podem ser preservados. Até agora, o problema tem sido conseguir identificar separadamente os tons negros, acastanhados, cinzas e azulados. Mas agora, de acordo com o Science Alert, especialistas foram capazes de perceber essa diferença relativamente à espécie Eocoracias brachyptera.

“Descobrimos que os melanossomas em penas azuis têm um alcance distinto em tamanho da maioria das categorias de cores e, portanto, podemos restringir quais fósseis podem ter sido originalmente azuis”, explica o paleontologista Frane Babarović, da Universidade de Sheffield, no Reino Unido, e um dos responsáveis pelo estudo publicado na revista científica Journal of the Royal Society Interface.

A chave para esta descoberta foi a possibilidade de comparar os fósseis do E. brachyptera com os seus equivalentes atuais, os rolieiros. Essa análise ajudou os investigadores a perceber se estavam a analisar fósseis de pássaros azuis ou cinzas – ambos preservam os melanossomas durante mais tempo (1.400 nanómetros) do que os restantes (apenas 300).

Para aumentar a complexidade, certas cores – incluindo o azul e o verde – não aparecem apenas através da melanina por si só, mas tornam-se visíveis graças a estruturas celulares adicionais e à refração da luz. São conhecidas como cores estruturais e muitas vezes podem ser também iridescentes (um exemplo disso são as penas da cauda de um pavão).

Ao avaliar a predominância de azul e cinza nas árvores genealógicas das aves vivas, e ao estudar os melanossomas nos fósseis do E. brachyptera, os cientistas concluíram que havia 99% de possibilidades desta ave pré-histórica ter uma cor estrutural não-iridescente, e apenas 19% de probabilidades das suas penas serem cinza.

“A sobreposição com a cor cinza pode sugerir algum mecanismo comum de como os melanossomas estão envolvidos na coloração cinza e de como essas cores azuis estruturais são formadas”, diz Babarović. “Com base nos nossos resultados, também sugerimos a possível transição evolutiva entre a cor azul e cinza“.

A equipa sugere que investigações futuras também se possam concentrar nas diferenças e semelhanças entre a coloração cinza e azul no desenvolvimento das penas, com o cinza a ser provavelmente mais comum. Como diz o Science Alert, o E. brachyptera pode ser considerado uma exceção colorida com 48 milhões de anos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Planta que não se reproduzia há 60 milhões de anos no Reino Unido revivida pelas alterações climáticas

Há 60 milhões de anos que as cicas não se reproduziam no Reino Unido. Agora, com a subida das temperaturas devido às alterações climáticas, fizeram-no pela primeira vez. As cicas são plantas lenhosas muito parecidas com …

Líderes políticos e religiosos ultraconservadores reunidos secretamente em Fátima

A reunião foi promovida pela International Catholic Legislators Network (ICLN). O encontro começou na quinta e termina este domingo. Entre muitos, conta com a participação do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. Vários líderes políticos e religiosos ultraconservadores …

Rio alerta para "divórcio violento" e medo de Costa em perder votos para o BE

O líder do PSD, Rui Rio, disse este sábado que as críticas de António Costa ao Bloco de Esquerda refletem "ingratidão" e o "medo" que o Partido Socialista tem em "perder" votos para os bloquistas …

Trump diz que Boris é "o homem certo" e promete "grande acordo comercial"

Os dois líderes estiveram reunidos à margem da cimeira do G7. Trump elogiou Boris e garantiu que o acordo comercial com o Reino Unido será rápido depois do Brexit. Johnson diz que será "fantástico". O Presidente …

Uma impressora 3D construiu uma casa em apenas 12 horas

A impressora 3D S-Squared (SQ3D) construiu um protótipo básico de uma casa em cerca de 12 horas. A estrutura tem 46 metros quadrados e foi construída através de uma mistura de cimento em camadas. O trabalho …

Uma estrela supermassiva explodiu e aniquilou tudo à sua volta

Uma estrela renegada, que explodiu numa galáxia distante, forçou os astrónomos a colocar de lado décadas de investigação e a concentraram-se num novo tipo de supernova que pode aniquilar completamente a sua estrela-mãe - não …

G7: Macron e Trump com "elementos de convergência" sobre Amazónia, Irão e comércio

O Presidente francês, Emmanuel Macron, conversou este sábado com o Presidente norte-americano, Donald Trump, durante o almoço, que durou duas horas, sobre "elementos de convergência" relativos ao comércio, ao Irão e aos fogos na Amazónia, …

Dieta com poucos hidratos de carbono pode acabar com as enxaquecas

Pessoas que têm enxaquecas frequentes sabem que qualquer dica é bem-vinda. Aqui vai uma nova: uma dieta com poucos hidratos de carbono pode ser uma boa arma para evitar estas crises. Desde 1920 que os …

Encontrado o estaleiro mais antigo do mundo. Estava afundado na costa de Inglaterra

https://vimeo.com/355759312 Arqueólogos descobriram uma estrutura de madeira com 8.000 anos de idade — que será o local de construção de barcos mais antigo do mundo. A arquitetura estava particularmente bem preservada considerando o facto de estar 11 …

Astrónomos treinam IA para encontrar antigas colisões de galáxias

Há luzes brilhantes em todo o Universo que representam as colisões de galáxias. Os astrónomos encontraram agora uma nova forma de as encontrar. Há luzes brilhantes em todo o Universo que representam as colisões de galáxias. …