Copos de café, plástico e animais: os fósseis que vamos deixar para trás quando a civilização colapsar

Daqui a milhares de anos, um arqueólogo robô poderá encontrar evidências do colapso da nossa civilização. Juntamente com sacos de plástico e copos de café takeaway, que fósseis teremos deixado para trás?

Esta é a pergunta que paleobiólogos da Missouri Western State University e da Illinois University tentaram responder, especulando sobre o registo fóssil de mamíferos que pode ser deixado por uma civilização humana global do século XXI que passou a dominar a geologia e os sistemas naturais do nosso planeta.

De acordo com as suas descobertas, que serão publicadas em março na revista científica Anthropocene, os cientistas argumentam que os seres humanos e os animais que domesticaram vão dominar o registo fóssil e exceder em muito o dos animais selvagens. Segundo o IFLSience, as civilizações futuras terão muitos humanos, porcos, gado e ovelhas nos seus museus de história natural, além de um bom número de cães e gatos.

“A probabilidade de um animal selvagem se tornar parte do registo fóssil tem-se tornado muito pequena”, disse Roy Plotnick, principal autor do estudo e professor de ciências da terra e do ambiente na UIC, em comunicado.

Parte do estudo concentra-se no uso do estado do Michigan, nos Estados Unidos, como um microcosmo para estudar o impacto da civilização moderna numa área.

Enquanto o estado é abundante em cervos de cauda branca e outra fauna, mais de 95% da biomassa de animais vertebrados do estado é composta por seres humanos e os seus animais, principalmente gado e porcos. Se voltarmos ao passado cerca de 300 anos, encontraríamos um registo fóssil que dificilmente será menos influenciado pelo comportamento humano.

A equipa chegou a estas conclusões depois de examinar centenas de artigos científicos sobre fossilização e geologia, combinados com dados sobre práticas de gado e enterro.

O objetivo do estudo é detalhar a forma como o futuro registo fóssil pode ser afetado pelo Antropoceno, uma época geológica proposta que especula que o comportamento humano está agora a moldar significativamente a geologia e os ecossistemas da Terra.

Os cientistas também propõem que esta época apresenta um distintivo “sinal de cadáver do Antropoceno”, ou seja, a forma pela qual os fósseis do século XXI poderão ser descobertos – cuidadosamente enterrados em sepulturas organizadas – é notavelmente diferente de qualquer outra época da vida da Terra.

“Estas sepulturas ordenadas são essencialmente globais, por isso encontrarão as pessoas da mesma forma em todo o lado”, disse a principal autora Karen A. Koy, bióloga da Missouri Western State University, em entrevista à Science Magazine.

Assim, os fósseis do mundo de hoje serão únicos na história da Terra e inconfundíveis para os paleontólogos daqui a 100 mil anos.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Homem pede "julgamento por combate" com espadas japonesas para resolver disputa legal com a ex-mulher

Para resolver uma disputa legal com a sua ex-mulher, David Ostrom sugere que seja feito um "julgamento por combate" com espadas japonesas. Há precedentes legais que o podem favorecer em tribunal. O insólito aconteceu no Iowa, …

Crimes violentos podem aumentar drasticamente nos EUA devido ao aquecimento global

O número de crimes violentos nos Estados Unidos pode aumentar drasticamente nos próximos anos devido ao aquecimento global, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade do Colorado, em Boulder. "Dependendo da rapidez …

Twitter pede desculpa por permitir anúncios direcionados a neonazis

O Twitter emitiu esta quinta-feira um pedido de desculpa público depois de a BBC denunciar que a rede social estava a permitir anúncios direcionados a neonazis, islamofóbicos e outros grupos de ódio. A emisorra britânica …

Carlos Silva alega falta de apoio do PS e anuncia saída da liderança da UGT

O secretário-geral da UGT não é candidato a um novo mandato na central sindical, alegando que o “desgaste tem sido tremendo” e que é visto como força de bloqueio. “Não quero continuar”, “já está decidido e …

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior. Medirá quase 100 metros

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior: o dirigível híbrido Airlander 10, que media 92 metros de comprimento, vai bater o seu próprio recorde. De acordo com a emissora britânica BBC, a aeronave passará a …

Mortes nos Comandos. Governo só indemniza famílias se for condenado

O Governo deu ordem para parar as negociações com as famílias dos recrutas que morreram durante o 127.º Curso de Comandos, que decorreu na região de Alcochete, em 2016. Segundo o Jornal de Notícias, o Governo …

Eduardo Cabrita diz que polícias compram equipamento "porque querem"

O ministro da Administração Interna afirmou que os agentes policiais que compram equipamento de proteção do seu próprio bolso fazem-no porque o querem. Numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, divulgada este fim-de-semana, o …

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …

Sem Joacine, nova direção do Livre foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos

Este domingo, no segundo dia do IX congresso do Livre, a nova direção do partido foi eleita com 95 votos a favor e 15 brancos (e não conta com a deputada Joacine Katar Moreira). No final …

Juiz pede escusa do caso dos emails por ser adepto do Benfica

O juiz desembargador apresenta vários motivos para pedir escusa do processo, nomeadamente por ser "sócio do Benfica desde 1968". De acordo com o jornal Público, Eduardo Pires, juiz desembargador do Tribunal da Relação do Porto (TRP), …