Investigadores descobrem mecanismo que controla disseminação de tumor maligno no cérebro

(dr) baycrest.org

Investigadores do Instituto Gulbenkian de Ciência descodificaram um programa genético que controla a disseminação das células do glioblastoma, uma forma de tumor maligno no cérebro.

Dos tumores cerebrais em adultos, o glioblastoma é o “mais frequente”, com uma prevalência na população estimada em um por cada 100.000 habitantes.

Além disso, é também “aquele com pior prognóstico”, devido à capacidade que o tumor tem de invadir o tecido cerebral circundante, tornando a sua remoção por cirurgia “extremamente difícil”, podendo mesmo “invariavelmente reaparecer após cirurgia”, explica o Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC).

De acordo com o IGC, este reaparecimento deve-se ao facto de “as células cancerosas facilmente se misturarem com as células normais do tecido envolvente, dificultando o trabalho do cirurgião quando tenta remover todo o tumor”.

Para dificultar ainda mais, o glioblastoma contém em si células ditas ‘estaminais’ do cancro, ou seja, estas têm a capacidade de originar um novo tumor, principalmente quando são “deixadas para trás”.

“A capacidade de invasão deste tipo de tumor é um assunto tão grave que muitos investigadores se dedicam a tentar compreender quais os mecanismos que permitem às células do glioblastoma invadir o tecido cerebral à sua volta”, adianta Diogo Castro, investigador que liderou a equipa que realizou o estudo, citado num comunicado do IGC.

Uma molécula que se sabia estar implicada no processo de invasão do glioblastoma chama-se Zeb1. “A Zeb1 pertence a um importante grupo de moléculas reguladoras denominadas ‘fatores de transcrição'”.

“Estes atuam dentro das células da mesma forma que um maestro conduz a sua orquestra, dizendo aos músicos quando devem começar a tocar ou deixar de o fazer. Os ‘fatores de transcrição’ fazem a mesma coisa com os genes”, explica Pedro Rosmaninho, primeiro autor deste estudo e investigador no grupo de Diogo Castro.

O investigador afirma que esta descoberta mostrou como a molécula Zeb1 “desempenha o seu papel dentro das células cancerosas quando permite que estas sejam capazes de invadir os tecidos do cérebro saudáveis à sua volta”, confirmando assim o papel crucial da molécula no glioblastoma.

Os investigadores utilizaram culturas de células criadas a partir de biópsias humanas e bases de dados que continham o perfil genético de centenas de tumores de glioblastoma, de forma a mapear no genoma humano quais os genes que são regulados pela Zeb1.

Essa experiência mostrou que “a molécula orquestra alterações importantes nas propriedades das células cancerosas, desempenhando um duplo papel, ou seja, a sua presença consegue ‘ligar’ ou ‘desligar’ simultaneamente um grande número de genes”. Isto acaba por alterar a interação entre as células cancerosas, conseguindo-se infiltrar no tecido cerebral no qual o tumor se desenvolve.

No comunicado, Diogo Castro realça a importância desta investigação. “Quanto melhor percebermos como as células do tumor de glioblastoma invadem os tecidos envolventes, mais perto estaremos de um dia encontrarmos terapias eficazes que possam interromper este processo.”

A investigação foi conduzida no Instituto Gulbenkian de Ciência em colaboração com investigadores do Edinger Institute of Neurology (na Alemanha) e da McGill University (no Canadá) e foi financiada pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), pela Deutsche Forschungsgemeinschaft (Alemanha) e pelo Canadian Institutes of Health (Canadá).

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …