Continental admite que fez parte da “máquina de guerra” de Hitler. Explorou trabalhadores forçados “até à morte”

A empresa alemã Continental AG admitiu esta semana que contribuiu para a “máquina de guerra” de Adolf Hitler, tendo para isso utilizado cerca de 10.000 trabalhadores forçados, alguns dos quais explorados até “à exaustão e morte”.

O estudo, encomendado pela própria empresa do setor automóvel, foi levada a cabo pelo historiador Paul Erker, que investigou a papel da Continental durante o regime nazi na Segunda Guerra Mundial, conta a revista norte-americana Forbes.

“Encomendamos o estudo para ter mais certezas do que nunca sobre o capítulo mais sombrio da história da nossa empresa”, disse o CEO da Continental, Elmar Degenhart.

Citado em comunicado, Degenhart sublinhou que este estudo é uma oportunidade para melhor entender a identidade da empresa e projetar um futuro melhor para as pessoas.

O estudo, que culminou num livro com mais de 800 páginas, mostrou que “a Continental era uma parte importante da máquina de guerra de Hitler“, continuou Degenhart.

De acordo com a publicação, a Continental produziu, entre 1933 e 1945, uma variedade de componentes de produtos de consumo e armamento de que o regime nazi precisava, como pneus, tubos para sistemas de travões dos tanques, elementos para aeronaves e para o míssil teleguiado Fieseler Fi 103 (V1), bem como solas de sapatos.

A Continental, à época a maior produtora de materiais de borracha do mundo, produzia também máscaras de gás, tendo sido uma fornecedora vital para o exército de Hitler.

Para fabricar ou testar estes produtos, a empresa usou 10.000 trabalhadores forçados.

“Nos últimos anos de guerra, foram prisioneiros de campos de concentração (…) Era utilizados, por exemplo, na produção de máscaras de gás ou na transferência da produção para o subsolo”, detalha a Continental na mesma nota.

O historiador responsável pelo estudo recordou ainda que a empresa se aproveitou da mão-de-obra dos prisioneiros do campo de concentração de Sachsenhausen (Alemanha), que eram obrigados a caminhar ou a correr dezenas de quilómetros para testar os sapatos.

Alguns deles, frisou, foram “explorados e maltratados” até “à exaustão e à morte”.

Degenhart afirmou que as condições de vida e trabalho destas pessoas eram “desumanas”.

O responsável do Recursos Humanos da Continental acrescentou ainda, citado na mesma nota, que a cultura da empresa foi “deformada não apenas por fora, mas também por dentro”, reiterando ainda que  esta situação mostra que as culturas corporativas podem mudar “rapidamente sob a pressão de regimes políticos e influências sociais opostas.

ZAP //

 

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Vivemos numa época de ciência espacial que condena atos terroristas e crimes de guerra, embora nunca ficamos alheios ao passado que danificou a imagem humana ao longo dos anos…

  2. Ser humano nao entendeu o seu papel na terra. As grandes empresas beneficiaram a grande com guerra as do regime claro. Quando guerra terminou foi dominar de mercados e areas de servicos e produtos como nunca visto…. o sucesso nao chega do ceu, ou herdou ou roubou ou saio sorte grande. Algumas figuras publicas benficiaram claramente com sistemas pos guerra e ecos disso ‘e o que acontece hoje na europa….muitos pensam muito no passado arrastando dominios, dominando sistemas, impondo doutrinas subtiz de hitlarianas mas que ignoramos, ninguem esta para chatear-se com isso, mas eles beneficiam a grande com a nossa indifrenca. Assim aparecem a distursoes da realidade de todos nos….voces ‘e marioneta e nao sabe muito bem quem mundo anda….
    Maior erro da malta que desvia e rouba ao povo ‘e que estao arruinar sociedade, estao mudar a forma como se vive a vida e como se sobrevive…. ruinando tambem futuro da novas geracoes e do progresso do pais… incluindo arruinado o futuro das suas futuros descendentes a isto se chama ignorancia, como combater?????

RESPONDER

Portugal tem cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, mais de metade em Lisboa

Estima-se que, em 2020, cerca de 485 pessoas tenham abandonado esta condição, o que representa uma descida de 39% face a 2019. Portugal terá cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, segundo os resultados de …

Simone Biles: "Deveria ter desistido muito antes dos Jogos Olímpicos"

"Uma mulher preta tem que ser a melhor, as pessoas tentam menosprezar", lamentou a multi-campeã olímpica de ginástica. Simone Biles não conquistou qualquer medalha de ouro nos Jogos Olímpicos deste ano mas foi a atleta mais …

Mãe e filho de 2 anos morrem à porta do estádio. Jogo decorreu normalmente

Queda aconteceu pouco antes de começar um jogo da Major League Baseball, em San Diego. O desporto passou para segundo plano na tarde deste domingo, pouco antes de um jogo de beisebol, nos Estados Unidos da …

"Blá blá blá". Greta Thunberg acusa líderes mundiais de não cumprirem com as promessas climáticas

Ativista considera que os anúncios feitos pelos líderes mundiais não passam de bonitas intenções que, na prática, não se traduzem em ações com verdadeiro impacto na luta contra as alterações climáticas. Greta Thunberg acusou os líderes …

Mulher com síndrome de Down perde ação judicial contra a lei do aborto no Reino Unido

Na semana passada, uma mulher com síndrome de Down perdeu uma ação judicial contra o governo britânico por causa de uma lei que permite o aborto até ao fim da gestação de fetos que poderão …

Tribunal condena corticeira da Feira por despedir trabalhadora que denunciou assédio

A corticeira Fernando Couto foi condenada pelo Tribunal da Feira a pagar uma coima de cerca de 11 mil euros por ter despedido a operária Cristina Tavares, após esta ter denunciado ser vítima de assédio …

Dupla de cientistas apresenta uma nova abordagem para reciclar plástico

Um novo estudo oferece uma abordagem totalmente nova para reciclar plástico, tendo sido inspirada na forma como a natureza naturalmente "recicla" os componentes dos polímeros orgânicos presentes no ambiente. As proteínas são um dos principais compostos …

Edição de 2021 da Web Summit recebe 40 mil participantes. Moedas como presidente não será problema

Evento, que se realiza entre 1 e 4 de Novembro, volta a decorrer em formato presencial depois de em 2020 a pandemia ter transferido as atividades para o ambiente digital. O presidente executivo da Web Summit, …

Alunos carenciados com desempenho inferior aos dos mais favorecidos

Mesmo tendo acesso a meios digitais, o desempenho dos alunos carenciados foi sempre “inferior” aos dos seus colegas oriundos de meios mais favorecidos.  Segundo noticia o Público, esta é uma das principais conclusões a que chegou …

José Rendeiro condenado a três anos e seis meses de prisão efetiva

Embaixador jubilado Júlio Mascarenhas acusa o BPP de o ter convencido a investir num produto com juros e capital garantido num momento em que o banco já atravessava sérias dificuldades. O antigo presidente do Banco Privado …