Encontradas contas da era renascentista no Alasca. Viajaram para a América muito antes de Colombo

M. L. Kunz et al., 2021 / Jornal American Antiquity

Contas de vidro de diferentes tons de azul encontradas no norte do Alasca

Os cientistas acreditam que as contas de vidro venezianas encontradas no Alasca datam de um período anterior à chegada de Cristóvão Colombo à América.

Poderá ser preciso reescrever os livros de História. As contas de vidro venezianas da era renascentista, descobertas em vários sítios arqueológicos no Alasca, sugerem que são anteriores à chegada de Cristóvão Colombo à América, em 1492.

Estas missangas azuladas são, assim, as primeiras mercadorias europeias conhecidas nas Américas, o que significa que os indígenas norte-americanos tiveram contacto com pessoas que já tinham estado em Itália ou que negociaram muito antes de Colombo aparecer.

De acordo com o IFL Science, as peças encontradas em Punyik Point, um conhecido sítio arqueológico localizado nas antigas rotas comerciais entre o oceano Ártico e o mar de Bering, datam aproximadamente de 1440 a 1480, ou seja, décadas antes da famosa viagem de Colombo.

Em comunicado, Michael Kunz, do University of Alaska Museum of the North, e Robin Mills, do Bureau of Land Management, sugerem que a descoberta põe em causa a cronologia atualmente aceite da presença de artigos coloniais europeus na América.

Os investigadores afirmam que a única rota possível seria a da Europa ao noroeste do Alasca, também conhecida como rota da Eurásia, ao longo da Rota da Seda em direção à China, passando pela Sibéria e pelo estreito de Bering, já que não existia a rota transatlântica naquela altura.

Em relação às contas, os cientistas explicam que a fabricação do vidro europeu teve origem em Veneza por volta de 700 d.C., sendo que as primeiras menções a este tipo de material na cidade italiana datam de 1268 d.C.

A maioria dos cientistas “concorda que qualquer conta desenhada [do tipo analisado no estudo] produzida na Europa do século XV foi feita em Veneza“. O artigo científico com os resultados foi publicado recentemente na American Antiquity.

  Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Pelo que entendi, o que é garantido é que as contas encontradas são anteriores à viagem de Colombo.
    Como as múmias e artefactos egípcios que podem ser encontrados nos museus da América do Norte, são anteriores à viagem de Colombo, mas alguém os levou para lá.
    Poderá ter acontecido o mesmo com estas contas.
    Ou será que falta alguma informação importante nesta notícia?

  2. Obviamente foi o Colombo que as levou para servirem de troca com os indígenas! Aliás, tudo o que levavam para trocarem com os indígenas caso encontrassem alguns, era anterior à data da descoberta desses indígenas.
    Reescrevam lá os livros de História…

  3. Como se os europeus não pudessem ter levado isto para a América como um objecto vintage. Foi feito antes e levado para lá depois. É uma conclusão tão válida como a de esta teoria. E bem menos complicada.

    • Inicialmente também pensei isso, mas, lendo o artigo original da IFL Science, percebi que o Carbono-14 data a presença das contas em solo norte-americano para anos anteriores às viagens de Colombo.

RESPONDER

Domingo invulgar: 17 grandes jogos para ver, em poucas horas

A ementa começa em França, ao meio-dia, e acaba no Chile, já depois das oito da noite. Não estamos perto do Carnaval mas vem aí um "domingo gordo" no futebol. Vários jogos grandes, uns mais mediáticos …

Sporting 1-0 Moreirense | Capitão Coates embala leão

O Sporting igualou hoje o FC Porto na liderança provisória da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa o Moreirense, por 1-0, em jogo da nona jornada. O capitão Sebastián Coates marcou, aos …

Relatório médico indica que jovem chinês morreu após beber uma garrafa de Coca-Cola em dez minutos

Um homem chinês morreu depois de beber uma garrafa de 1,5 litros de Coca-Cola em dez minutos, informaram os médicos num relatório. O jovem de 22 anos, que não tinha doenças subjacentes, dirigiu às urgências do …

Universidade no Reino Unido tem arquivo de "casas assombradas"

A Universidade de Sheffield, no Reino Unido, tem um arquivo aberto ao público com quase 80 mil fotografias de "casas assombradas" de várias feiras populares. Para muitos, o medo é parte integrante da experiência de uma …

J&J acusada de usar manobra para impedir processos judiciais relativos à venda de pó de talco com propriedades cancerígenas

A Johnson & Johnson está a ser criticada por usar uma manobra para impedir cerca de 38 mil processos judiciais que alegam que o famoso baby powder da marca causa cancro. De acordo com a NPR, …

Tondela 1-3 FC Porto | Hat-trick de Taremi castiga insolência beirã

O iraniano Mehdi Taremi foi a grande figura da vitória do FC Porto em casa do Tondela, por 3-1. Os homens da casa marcaram primeiro, mas cedo se viram reduzidos a dez elementos e tiveram …

Chamam-lhe "Lady Trump". A candidata a governadora do Nevada que está a gerar polémica

Conhecida como "Lady Trump", Michele Fiore anunciou a sua candidatura a governadora do estado do Nevada em estilo, gerando polémica nos Estados Unidos. Michele Fiore, vereadora de Las Vegas, anunciou esta terça-feira a sua candidatura a …

Benfica abre inquérito a envolvimento de colaboradores em negócio de ações da SAD

O Benfica abriu um inquérito interno para averiguar o possível envolvimento de dois colaboradores num eventual negócio de transação de ações da SAD ‘encarnada’, informou hoje o clube, em comunicado. “Tendo em conta as recentes notícias …

Um hipopótamo na água

Tribunal norte-americano reconhece hipopótamos de Pablo Escobar como pessoas jurídicas

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do legado deixado na Colômbia por Pablo Escobar, recebeu o estatuto de "pessoas jurídicas". Um tribunal federal dos Estados Unidos defendeu que os descendentes dos hipopótamos do barão da …

Mais rapidez e menos ruído. E-bikes permitem que militares em ação passem despercebidos

Os soldados do Regimento de Cavalaria da Infantaria Montada de Queensland, na Austrália, estão a testar e-bikes para perceber se o veículo poderá ser uma opção válida para operações no terreno. Passar despercebido no terreno é …