Estudo associa consumo de canábis ao cancro do testículo

Um novo estudo americano descobriu que homens que fumam canábis todos os dias durante uma década podem ter um risco 36% maior de desenvolver cancro do testículo.

Isto não significa que um em cada três fumadores ávidos de canábis vão desenvolver cancro, mas sim que o risco de desenvolver a doença é três vezes maior em cada indivíduo. Um artigo sobre o estudo foi publicado no mês passado na revista científica JAMA Network Open.

Os investigadores da Universidade Brown, da Universidade da Califórnia e do Memorial Sloan Kettering Cancer Center recorreram a 25 estudos sobre o assunto, que ao todo compreenderam 50 anos de dados recolhidos.

Infelizmente, as metodologias dessas investigações eram todas diferentes, o que impediu a equipa de cientistas de retirar melhores conclusões. De qualquer forma, a associação encontrada não é causal, ou seja, não podemos dizer que o canábis causa cancro, pelo menos por enquanto.

De qualquer forma, o risco de desenvolver cancro testicular não deve preocupar muito as pessoas, uma vez que é preciso ser um utilizador muito frequente e de longa data da droga para verificar estes efeitos.

Vale a pena realçar que não conhecemos totalmente os impactos do canábis na saúde, e os cientistas não gostariam que as pessoas assumissem que a droga não tem consequências.

“Detestaria que as pessoas interpretassem isso [o uso medicinal do canábis] como significado de que o uso do canábis é completamente seguro. O facto é que não sabemos muito sobre o impacto do seu uso recorrente, do uso numa idade muito jovem ou sobre o uso de canábis que não seja fumado”, disse a investigadora Deborah Korenstein, do Memorial Sloan Kettering Cancer Center.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. O que a ciência está a fazer é a esconder-se por trás do ‘método científico’, de uma forma desproporcionalmente ortodoxa, para não ser forçada a dar respostas objectivas sobre questões que são de um foro que ultrapassa a própria ciência.
    Isso não significa que a ‘ciência’ possa obter impunidade e se recusar a dar repostas àquilo a que já teve acesso e tempo para estudar, e que, inclusivamente, já o fez.
    O que a ‘ciência’ não quer fazer neste momento é ser forçada a divulgar resultados que respondem às questões que se colocam mas com respostas que não são condizentes com a percepção e o preconceito social, que também existe na própria comunidade científica.
    Ou seja, mesmo que os cientistas que estudam estes assuntos conseguissem obter resultados irrefutáveis de estudos que provassem que o consumo de canábis não só é inócuo, em termos de impacto na saúde, mas, ainda por cima, benéfico para varias condições de saúde, estes ficariam mesmo assim relutantes em afirmar a validade desses resultados porque as verdadeiras razões para toda esta controvérsia são as razões de preconceito generalizado da sociedade em relação ao consumo do canábis.
    Como dizia [alguém]:
    – Não basta ter razão

  2. tb poderiam concluir que os homens que bebem todos os dias água têm mais possibilidade de contrair a doença.

    enfim, estudos da treta…presumo que patrocinados pela bigpharma, não lhes dá jeito nenhum não controlarem uma planta entre muitas outras com tantos benefícios para a humanidade, como tal há que diabolizar a coisa.

  3. Maconha faz mal a saúde e pronto! Mas posso dar meu parecer científico sobre o assunto, já que sou formado em Biologia, Biomedicina e com especialização em Botânica e plantas medicinais, minha formação, pelas Universidades Google e YouTube me permite dar esse parecer!

RESPONDER

Costa sugere a Marcelo condecoração da CGTP no 50.º aniversário da central sindical

O primeiro-ministro afirmou esta quinta-feira ter sugerido ao Presidente da República a condecoração da CGTP, numa mensagem de felicitação pelos 50 anos da central sindical em que destaca a necessidade de proteger trabalho e rendimentos …

Governo vai integrar nos quadros quase 3.000 profissionais de saúde

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que permite integrar nos quadros quase três mil profissionais do Serviço Nacional de Saúde. Em comunicado, o Governo explica que a conversão do vínculo laboral de 2.995 …

Quatro defensores dos direitos humanos, indígenas e ambientais recebem "Nobel Alternativo"

Duas advogadas, do Irão e da Nicarágua, um advogado dos Estados Unidos (EUA) e um ativista da Bielorrússia foram esta quinta-feira distinguidos, em Estocolmo, com o "prémio Nobel Alternativo" que pretende "impulsionar mudanças sociais urgentes …

PJ diz que há “condições” para alargar colaboração com Rui Pinto

A Polícia Judiciária (PJ) admitiu a possibilidade de a colaboração com Rui Pinto poder “ir além” da abertura dos discos encriptados e apreendidos ao criador do Football Leaks, reconheceu esta quinta-feira o inspetor José Amador. "Temos …

Netanyahu avisa que confinamento em Israel pode durar um ano

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse esta quinta-feira que o confinamento no país pode prolongar-se durante meses ou mesmo "um ano" após uma reunião em que foram debatidas novas restrições contra a propagação da …

FC Porto com City na Champions. Ronaldo volta a encontrar Messi

O FC Porto vai defrontar os ingleses do Manchester City, os gregos do Olympiacos e os franceses do Marselha no Grupo C da fase de grupos da Liga dos Campeões em futebol, ditou esta quinta-feira …

Cabrita pede abertura de inquérito a fuga de 17 migrantes. Cinco já terão sido apanhados

O ministro da Administração Interna pediu a abertura de um inquérito à fuga de 17 migrantes do norte de África que desembarcaram em setembro no Algarve e fugiram, durante a madrugada, do quartel em Tavira …

Governo chega a acordo com Madrid para alargar restrições a toda a comunidade

O Governo espanhol anunciou, esta quarta-feira, um acordo que estende medidas para combater a covid-19, já em vigor em partes da Comunidade Autónoma de Madrid, a toda a capital e várias localidades da periferia onde …

Ciclista suspenso por defender Trump

Quinn Simmons respondeu no Twitter a uma jornalista e a sua equipa suspendeu o atleta. Um "adeus" e uma mão negra na origem da polémica. Quinn Simmons foi campeão do mundo de ciclismo no ano passado, …

Bolsonaro considera "lamentável" discurso de Biden que apela ao país que pare de destruir a Amazónia

Jair Bolsonaro classificou como “lamentável” o comentário de Joe Biden durante  o debate presidencial que ocorreu na madrugada de terça-feira. O candidato democrata mostrou-se preocupado com o facto das florestas tropicais no Brasil estarem a …