Constelação do Pintor. Hipotético sistema planetário é afinal atividade da estrela

Investigadores portugueses conseguiram esclarecer a “discordância” científca sobre um “hipotético” sistema planetário na constelação do Pintor e defendem que o que parecia ser “o sinal de dois planetas em órbita”, provavelmente é “atividade da própria estrela”.

Em comunicado, o Instituto de Astrofísica e Ciência do Espaço (IA) explica hoje que o estudo, publicado na revista Astronomy & Astrophysics, permitiu, através dos primeiros dados obtidos com o espetrógrafo ESPRESSO, esclarecer a “discordância” que existia no seio da comunidade científica sobre um suposto sistema planetário à volta da estrela HD 41248, na constelação do Pintor, do hemisfério celeste sul.

“O estudo (…) concluiu que o que parecia ser o sinal de dois planetas em órbita é muito provavelmente atividade da própria estrela“, revela o instituto português.

De acordo com o IA, a estrela, localizada a cerca de 181 anos-luz da Terra e “pouco mais pequena e menos massiva que o Sol”, foi objeto de estudo de três artigos científicos que, com base nos dados obtidos pelo espetrógrafo HARPS, “discordavam” quanto à existência de dois planetas a orbitá-la.

“Quando se procura planetas tão pequenos como a Terra, esses efeitos podem diluir-se no ‘ruído’ da atividade estelar, criado por manchas estelares ou zonas de alto brilho. Esta atividade pode mesmo imitar a presença de um ou mais planetas, que de facto não existem”, sustenta o IA.

Citado no comunicado, João Faria, investigador do IA e da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), afirma que este novo estudo é “o primeiro avanço na utilização do ESPRESSO” para a deteção de um planeta como a Terra.

“O nosso trabalho demonstra que detetar pequenos planetas, até mesmo maiores do que a Terra, não é uma tarefa fácil. A contaminação causada pela própria estrela tem de ser tida em conta e corrigida”, sublinha o investigador líder.

O instituto português adianta ainda que o artigo, que reúne também dados de 2003 e 2014 do espetrógrafo HARPS, representa a “estreia” do ESPRESSO na procura por exoplanetas, sendo que a sua precisão “põe em evidência” processos físicos das estrelas ainda não totalmente compreendidos.

“Com uma precisão (menor margem de erro) sem precedentes na medição de velocidades radiais, estas novas observações permitem distinguir os sinais provenientes dos planetas daqueles causados pela atividade estelar”, refere o IA.

No comunicado, João Faria acrescenta ainda que é necessário “entender melhor” o modo como a atividade estelar afeta as variações de velocidade medidas, estando por isso a desenvolver uma ferramenta informática.

“Esta é a primeira análise de dados do ESPRESSO e demonstra que o instrumento está a produzir velocidades radiais com a precisão esperada, e que será suficiente para detetar planetas parecidos com a Terra”, conclui o investigador.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …

Salários mais baixos podem passar a ter lay-off pago a 100%

O Governo está a estudar a possibilidade de o regime de lay-off, desenhado especificamente para o contexto da pandemia de covid-19, passar a ser pago na sua totalidade (100%) para quem tem salários mais baixos. …

Bronca na Liga. Contestação adia 5 substituições e o Marítimo recusa assinar Plano de Retoma

Após dois dias intensos de reuniões, foi aprovado o Plano de Retoma do campeonato nacional para a disputa das últimas 10 jornadas da época 2019/2020. Mas apenas 17 clubes o assinaram. O Marítimo recusou fazê-lo, …

Igreja perdeu 50 milhões de euros com a pandemia (e há dioceses em lay-off)

Ao cabo de dois meses de paragem por causa da pandemia de covid-19, as missas regressam, neste sábado, mas com regras novas para evitar a propagação do coronavírus. Uma paragem que resultou num "prejuízo" de …

Reabertura de ATL adiada para 15 de junho. Creches arrancam segunda-feira (sem apoios para os pais)

As Atividades de Tempos Livres (ATL) não integradas em estabelecimentos escolares só poderão voltar a funcionar a partir de 15 de junho, duas semanas depois daquilo que estava inicialmente previsto. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, …

Governo britânico vai continuar a pagar 80% dos salários durante mais três meses

O Governo britânico vai continuar a pagar durante mais três meses 80% do salário de trabalhadores em lay-off devido à pandemia de covid-19, e reduzir gradualmente o valor até ao fim do sistema, em outubro. O …

Resgate à TAP deverá ser feito através de empréstimo obrigacionista

A ajuda do Estado à TAP deverá chegar através de um empréstimo obrigacionista convertível em ações, avança o jornal Expresso neste sábado. Este é o cenário mais provável para a TAP, apurou o semanário, que …

Lisboa pode receber a final deste ano da Liga dos Campeões

Istambul não está agradada com a ideia de receber a final da Liga dos Campeões sem adeptos no estádio. Por isso, outras hipóteses estão a ser consideradas, nomeadamente Lisboa. A final da Liga dos Campeões está …

Há mesmo algo de reconfortante quando dizemos palavrões

Um novo estudo sugere que, nas circunstâncias certas, dizer palavrões em voz alta parece fazer as pessoas sentirem menos dor. Exatamente como e porque é que o ato de dizer asneiras consegue fazer com que as …