Congresso espanhol aprova comissão de inquérito a Juan Carlos

Paco Campos / EPA

O Rei Emérito de Espanha, Juan Carlos, com o filho, Rei Felipe VI de Espanha

O Congresso espanhol autorizou o Parlamento a criar uma comissão de inquérito ao alegado uso de cartões de crédito opacos pelo rei Juan Carlos após a sua abdicação, suspeito de defraudar o Estado em mais de 120 mil euros por ano.

Segundo avançou a Rádio Renascença, a comissão de inquérito tinha sido solicitada por sete partidos. Na terça-feira, o pedido foi aceite, depois de ter sido rejeitado pelo menos quatro vezes.

Nesta quarta-feira, há reunião da Mesa da Câmara para decidir se envia o assunto para a Junta de Porta-vozes, visando incluí-lo num debate em plenário.

“Proposta: admitir para tramitação e transferência à Mesa da Porta-voz para eventual inclusão na ordem do dia do próximo plenário. (…) São as comissões de inquérito que elaboram o seu próprio plano de trabalho e podem decidir sobre a realização de comparências sem que seja possível predeterminar como devem ser lembrados. Da mesma forma, comunique este acordo aos grupos parlamentares autores da iniciativa”, lê-se no texto, divulgado pelo diário País.

Juan Carlos encontra-se desde agosto exilado nos Emirados Árabes Unidos.

  Taísa Pagno //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.