Congresso aprova fundos e evita novo shutdown. Trump vai declarar “emergência nacional”

Michael Reynolds / Lusa

O Presidente Donald Trump (R) ouve to US House Speaker-designate Nancy Pelosi

O Congresso dos Estados Unidos aprovou na quinta-feira à noite, 24 horas antes de se esgotarem os fundos, uma lei orçamental que, se ratificada pelo Presidente Donald Trump, evitará uma nova paralisação parcial do governo.

Depois do Senado, foi a vez da Câmara dos Representantes aprovar o financiamento da administração norte-americana de 333 mil milhões de dólares (295.164 mil milhões de euros), com 300 votos a favor e 128 contra.

Antes da votação no Congresso, já Trump tinha informado, através da Casa Branca e do chefe da maioria republicana no Senado, que iria promulgar este financiamento, mas também declarar “emergência nacional” para garantir as verbas para o muro que, tem defendido, servirá para combater a imigração clandestina.

A Casa Branca anunciou que Trump vai ratificar a lei que resulta do acordo alcançado por republicanos e democratas, que inclui 1.4 mil milhões de dólares (1,2 mil milhões de euros) para o muro que o Presidente reivindica na fronteira com o México, mas longe dos 5,7 mil milhões de dólares que exigiu do Congresso e que levaram à mais longa paralisação governamental nos EUA, que durou 35 dias, ente dezembro de 2018 e janeiro deste ano.

Contudo, este procedimento excecional, que permite ao Presidente dos Estados Unidos contornar o Congresso para angariar fundos, está a causar já críticas de diversos congressistas, inclusive de republicanos. Declarar a emergência nacional neste caso seria um erro”, reagiu a senadora republicana Susan Collins.

“Um grave abuso de poder”, um “tremendo erro”, uma “decisão ilegal” e uma “tentativa desesperada de desviar a atenção do facto do Presidente não cumprir a sua promessa de que o México pagaria o muro” são algumas das reações dos congressistas da oposição, nomeadamente do líder democrata no Senado, Chuck Schumer.

“Não há emergência na fronteira” com o México, sustentou a líder democrata na Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi: “Vamos rever as nossas opções e estaremos preparados para responder adequadamente”, advertiu.

O bloqueio da declaração de emergência nacional parece ser difícil de acontecer no Congresso, dado o equilíbrio de poder, mas as reações que se seguiram ao anúncio da Casa Branca apontam para que muita da oposição passe pelos tribunais, através de processos judiciais.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

Responder a Pablo Cancelar resposta

Tancos. Principal suspeito vai ser libertado em janeiro

João Paulino, o principal suspeito do roubo de material militar dois paióis de Tancos, e mais sete suspeitos vão ser libertados a 28 de janeiro. A informação é avançada esta sexta-feira pela revista Sábado, que dá …

Filhos de imigrantes nascidos em Portugal podem ser portugueses desde que um progenitor seja residente

A Assembleia da República aprovou, esta quinta-feira, na generalidade, as alterações à lei da nacionalidade do PAN e do PCP, e rejeitou, com os votos do PS, o projeto do Livre. Horas antes da votação em …

Instituição de caridade do Vaticano só entrega 10% das doações para os necessitados

O Vaticano arrecada anualmente mais de 55 milhões de dólares (aproximadamente 49 milhões de euros) em doações através do fundo de caridade de Peter's Pence. Contudo, apenas 10% desse montante chega aos necessitados, com o …

Um aumento de 2 euros por mês para quem ganha mil. Proposta do Governo revolta a Função Pública

O aumento salarial de 0,3% proposto pelo Governo para a Função Pública em 2020, vai garantir um acréscimo líquido anual de 26,25 euros para um trabalhador que ganhe cerca de mil euros por mês, segundo …

Tribunal ordena ao Facebook que reative conta de partido neofascista italiano

Um tribunal de Roma ordenou que o Facebook reativasse a conta do partido italiano neofascista CasaPound, obrigando ainda a rede social a pagar 800 euros por cada dia que a conta esteve desativada. De acordo com …

Franceses não dão tréguas. Greves podem durar até ao Natal

As mobilizações em França contra a reforma dos sistema de pensões, que paralisam vários setores mas sobretudo os transportes públicos, entraram no seu nono dia esta sexta-feira e podem continuar até ao Natal. Os sindicatos de …

Treinadores portugueses dominam provas europeias. Vão 9 a sorteio

Nove treinadores portugueses vão continuar das provas europeias, que incluem a Liga Europa e a Liga dos Campeões. Ao todo, seguem nas competições 48 clubes, que vão ver o seu futuro decidido no sorteio da …

Aumentos da Função Pública. Frente Comum abandona negociações com o Governo (e já pensa em formas de luta)

A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública abandonou as negociações com o Governo sobre as medidas a incluir no próximo Orçamento do Estado, indignada com os aumentos salariais de 0,3% propostos pelo Executivo. Segundo relatou …

Alphonso Davies. De refugiado no Gana a um dos maiores prodígios da Baviera

Alphonso Davies é um dos maiores talentos do futebol mundial na atualidade. O jogador nasceu num campo de refugiados no Gana e brilha agora nos relvados de Munique. Nascido já no novo milénio, Alphonso Davies é …

Bruxelas deverá aceitar redução do IVA da luz por escalões de consumo

A intenção do Governo de aplicar uma redução do IVA da eletricidade por escalões de consumo deverá ter o aval da Comissão Europeia. A notícia é avançado pelo Jornal de Negócios, que recorda que, em abril, …