Confrontos violentos voltam às ruas de Barcelona

Quique Garcia / EPA

Três agentes da Unidade de Intervenção da Polícia (UIP) estacionada em Barcelona, um outro agente da polícia e quatro manifestantes foram feridos em incidentes ocorridos esta noite na capital catalã.

Os incidentes ocorreram na Via Laietana, em Barcelona, onde os denominados Comités de Defesa da República (CDR) convocaram uma concentração em frente à sede da polícia, indicou a EFE. A polícia catalã indicou através do Twitter que foram lançadas garrafas de vidro e outros objetos contra um cordão de segurança estabelecido pela força de intervenção na Via Laietana.

Pelo menos quatro manifestantes ficaram também feridos esta noite, em resultado da resposta violenta da polícia e do lançamento de objetos pelos manifestantes.

O Sistema de Emergência Médica (SEM) indicou que os seus serviços trataram quatro pessoas feridas, das quais duas receberam alta “in situ”. Um dos feridos foi transferido para um centro de saúde, onde se encontra a receber tratamentos.

Segundo a Guarda Urbana de Barcelona, cerca de 350 mil pessoas manifestaram-se esta tarde em Barcelona sob o lema “Liberdade” para protestarem contra a sentença de prisão do Supremo Tribunal espanhol, no passado dia 14, para nove líderes independentistas, Oriol Junqueras, Raül Romeva, Joaquim Forn, Jordi Turull, Josep Rull, Dolors Bassa, Carme Forcadell, Jordi Sànchez e Jordi Cuixart.

O vice-presidente do executivo catalão, Pere Aragonès, bem como os conselheiros Josep Bargalló (Educação), Àngels Chacón (Economia) ou Damià Calvet (Território) também participaram na manifestação.

Os manifestantes exibiram bandeiras e cartazes com slogans como “A prisão não é a solução”, “Basta de repressão”, “Amnistia” ou “Espanha, senta-te e conversa”. As proclamações a favor da “independência” da Catalunha e da liberdade dos “presos políticos” marcaram as intervenções na manifestação.

Um grupo de manifestantes bloqueou as linhas de caminho-de-ferro e impediu a circulação ferroviária nas linhas suburbana R-3,junto à estação Mollet-Santa Rosa (Barcelona), e R12 (Cervera-Lleida).

As autoridades catalãs apelaram à “unidade” e sublinharam o caráter “não-violento” do movimento independentista e exigiram que o Governo e o Parlamento em Madrid deem “urgentemente” uma resposta política e institucional ao “momento histórico” que constitui a decisão do Supremo Tribunal.

“Perante este ataque sem precedentes à democracia, precisamos urgentemente de uma resposta política e institucional no auge deste momento histórico que estamos a viver”, afirmaram através de um manifesto lido durante a manifestação pela presidente da ANC, Elisenda Paluzie.

As entidades organizadoras do protesto afirmaram que continuarão a liderar mobilizações “pacíficas, transversais e inclusivas”, e pediram às instituições catalãs e espanholas “propostas políticas” que respondam ao “clamor das ruas”.

“Fá-lo-emos como o fizemos até agora, de forma serena e pacífica, mas persistente e perseverante”, afirmaram, antes de garantir que “as liberdades” que reivindicam “são defendidas com a palavra e conquistadas com a mobilização pacífica de forma imaginativa, massiva e plural”.

O Supremo Tribunal espanhol condenou, a 14 de outubro, os principais dirigentes políticos envolvidos na tentativa de independência da Catalunha a penas que vão até um máximo de 13 anos de prisão.

A sentença motivou protestos independentistas, que começaram no próprio dia do anúncio do Supremo e se repetiram ao longo de vários dias em Barcelona e em outras cidades da região autónoma.

A par de várias manifestações pacíficas, a vaga de contestação ficaria igualmente marcada por distúrbios e violentos confrontos entre manifestantes mais radicais e as forças de segurança.

Os protestos na Catalunha ficaram igualmente marcados por cerca de duzentas detenções e centenas de agentes das forças de segurança feridos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Trabalhadores essenciais vão ter folgas e mais 50% de salário se trabalharem nas vésperas de feriado

Os trabalhadores essenciais da Função Pública que tiverem de trabalhar nos dias 30 de novembro e 1 de dezembro vão ter direito a uma ou duas folgas e vão receber um aumento de 50% do …

"Idiotice criminosa". Agente diz que Maradona não teve assistência médica adequada

Matías Morla, agente e advogado de Diego Maradona, afirmou esta quinta-feira que o ex-futebolista, que morreu na quarta-feira, não teve assistência médica adequada e vai pedir que essa questão seja "investigada até às últimas consequências". "É …

Medidas endurecem: proibido circular entre concelhos das 23h de hoje às 5h de quarta-feira

A circulação entre concelhos no território continental é proibida entre as 23h00 desta sexta-feira e as 05h00 de quarta-feira nos concelhos de risco, existindo 10 exceções para a medida prevista no estado de emergência, decretado …

Dieta sem carne associada a risco acrescido de partir ossos

Um novo estudo revela que pessoas com dietas que não envolvem o consumo de carne, como vegetarianos e veganos, correm um maior risco de partir ossos, nomeadamente ancas. Este efeito pode derivar da falta de cálcio …

Do CDS à Madeira, Costa tentou de tudo. Mas as transferências para o Novo Banco foram uma batalha perdida

Entre a noite de quarta e a manhã de quinta-feira, António Costa tentou de tudo: desde sensibilizar o líder centrista Francisco Rodrigues dos Santos ao uso dos benefícios fiscais da Zona Franca da Madeira para …

Task force já definiu quem vai receber a vacina primeiro. Idosos com mais de 75 anos excluídos

A comissão técnica independente de vacinação nomeada pela Direção-Geral da Saúde (DGS) já concluiu o documento que define os grupos prioritários para a vacina da covid-19. A SIC avançou na quinta-feira à noite que, de acordo …

Trump diz que sai da Casa Branca se vitória de Biden for confirmada (mas volta a falar em fraude)

O Presidente dos Estados Unidos Donald Trump disse esta quinta-feira que deixará a Casa Branca se a vitória presidencial de Joe Biden for oficialmente confirmada, apesar de reiterar que não admite a própria derrota. Questionado se …

Há um pequeno (e fofo) rato africano que armazena veneno suficiente para derrubar um elefante

Apesar de parecer inofensivo, o pequeno rato-de-crista africano (Lophiomys imhausi) armazena no seu corpo veneno suficiente para derrubar um elefante. Um novo estudo, publicado recentemente na revista científica especializada Mammalogy, descreve este animal pequeno, com …

A Terra teve uma mini-lua do tamanho de um carro durante 3 anos. Depois, foi-se embora

Em fevereiro, uma equipa de astrónomos encontrou uma mini-lua a orbitar a Terra. A rocha espacial em miniatura, que se acredita ter o tamanho de um carro, orbitou o nosso planeta durante quase três anos. Quando …

Uma megainundação ancestral em Marte moldou a misteriosa cratera Gale

Um novo estudo sobre as estruturas geológicas de Marte revelam que inundações de magnitude inimaginável cobriram a cratera Gale há cerca de quatro mil milhões de anos. A megainundação libertou o gelo armazenado na superfície marciana …