Confirmado erro humano no choque de comboios na Alemanha

O acidente de comboios perto de Munique, a 9 de fevereiro, foi causado por um erro humano, confirmaram esta terça-feira as autoridades alemãs, indicando ainda que um funcionário responsável pela sinalização está acusado de homicídio por negligência.

“Não existe qualquer indicação de problemas técnicos. A nossa investigação mostrou que foi um erro humano com consequências catastróficas”, declarou Wolfgang Giese, procurador responsável pela investigação, numa conferência de imprensa realizada pela comissão de inquérito ao acidente da terça-feira passada.

O acidente em que dois comboios chocaram de frente causou 11 mortos, cerca de 20 feridos graves e mais de 60 feridos ligeiros.

O funcionário responsável pela sinalização no dia do acidente é agora acusado de homicídio por negligência, lesões ou interferência perigosa no tráfego ferroviário, acrescentou o mesmo magistrado.

“Se tivesse respeitado as regras, não teria existido nenhuma colisão entre comboios”, reforçou o procurador.

Na semana passada, vários media alemães, citando então “fontes próximas do inquérito”, já tinham avançado que um erro humano estaria na origem da colisão.

Isto apesar de, no dia a seguir ao acidente, a polícia da Baviera desmentiu a teoria de que o sistema de alarme, que automaticamente avisa quando circulam dois comboios na mesma linha, teria sido desligado e trocado para o controlo manual, de modo a que uma das composições cumprisse o horário.

Segundo um porta-voz da polícia, citado na altura pela BBC, a teoria de erro humano era “pura especulação”, pelo que “rejeitavam” a informação baseada em fontes que foi posta a circular.

O choque frontal entre dois comboios regionais ocorreu às primeiras horas da manhã do passado dia 09 de fevereiro na linha que liga Rosenheim a Holzkirchen, uma zona de floresta situada a cerca de 60 quilómetros a sudeste de Munique, capital da Baviera.

O funcionário ferroviário, com vários anos de experiência profissional, admitiu o erro na segunda-feira, indicou ainda o procurador Wolfgang Giese.

O funcionário de 39 anos, que permitiu que os dois comboios oriundos de direções opostas viajassem na mesma via, fez uma chamada de emergência depois de ter percebido o erro, “mas não obteve resposta”, afirmou outro procurador, Juergen Branz, na conferência de imprensa.

A polícia submeteu o funcionário a uma análise de sangue no dia do acidente, que apontaram que o funcionário não estava sob efeito de álcool ou drogas.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas investigam estranho gelo cor-de-rosa num glaciar dos Alpes italianos

Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas. A origem …

Especialistas de 32 países alertam OMS: covid-19 também se transmite pelo ar

Numa carta aberta à Organização Mundial de Saúde, 239 cientistas pedem que a organização reveja as recomendações que tem emitido, alertando para o facto de a covid-19 poder transmitir-se pelo ar. Numa carta dirigida à Organização …

Moreirense 0-0 Sporting | Nulo em jogo de pólvora seca

A 30ª jornada fechou no Minho com um nulo entre Moreirense e Sporting, que continua sem derrotas sob o comando de Rúben Amorim. A formação leonina poderia muito bem ter vencido em Moreira de Cónegos, pois …

Armazém flutuante. A China está a guardar petróleo no mar (e já se sabe porquê)

A China está a guardar uma quantidade épica de petróleo no mar. De acordo com a CNN, o país comprou tanto petróleo estrangeiro a preços baratos que formou um congestionamento maciço de navios-tanque no mar, …

Peregrinos em Meca proibidos de tocar ou beijar a Caaba por causa da covid-19

Os muçulmanos que vão participar na peregrinação a Meca não poderão tocar ou beijar a Caaba nem a "pedra negra", presentes na Grande Mesquita, local considerado como um dos mais sagrados pelo Islão, informaram as …

Países Baixos continuam a abater milhares de martas. 20 quintas afetadas pela pandemia

Esta segunda-feira, as autoridades holandesas abateram milhares de martas em mais duas fazendas onde foram detetados surtos de covid-19. Esta segunda-feira, as autoridades abateram milhares de martas em mais duas fazendas, sendo agora 20 as quintas …

Cientistas criam robô para fazer testes à covid-19 (e proteger os profissionais de saúde)

O Korea Institute of Machinery & Materials (KIMM) desenvolveu um novo robô de coleta remota de amostras que elimina o contacto direto entre os profissionais de saúde e os pacientes, potencialmente infetados com o novo …

"Não use desodorizante". A peculiar estratégia de Berlim para promover o uso de máscaras nos transportes públicos

"Não use desodorizante". Esta é a peculiar campanha adotada pela empresa que controla os transportes públicos em Berlim, na Alemanha, para promover o uso correto de máscaras, evitando assim novos casos de covid-19.  Tal como escreve …

Vírus pode ter estado adormecido antes de surgir na China, diz investigador de Oxford

O novo coronavírus pode ter estado adormecido algures no mundo antes de ter surgido na China, defendeu o investigador da Universidade de Oxford, Tom Jefferson, apontando para várias descobertas de amostras do vírus em Espanha, …

Federer sente falta de Wimbledon. "Deu-me tudo"

Roger Federer admitiu sentir a falta de Wimbledon, o torneio do "Grand Slam" que, se não tivesse sido cancelado devido à pandemia de covid-19, estaria a decorrer em Londres. O tenista suíço Roger Federer admitiu, esta …