Conan Osiris vence prémio de mais mal vestido em palco

3

Abir Sultan / EPA

Não é o prémio que Portugal esperava, mas é um prémio. Conan Osiris venceu o Barbara Dex Award, atribuído ao participante do Festival Eurovisão da Canção que veste a pior indumentária em palco.

Conan Osiris é o vencedor do Barbara Dex Award, atribuído anualmente aos participantes da Eurovisão que se destacam negativamente pela roupa que vestem.

Portugal já tinha ganho este galardão em 2006, quando a girlsband Nonstop representou o país, em Atenas. Conan Osiris atuou na primeira semifinal, da qual não passou, com um fato verde esmeralda e uma máscara preta.

A escolha do vestuário do interprete, que gerou polémica em Portugal, foi também mal compreendida pelo público da Eurovisão, segundo o que revelam os resultados divulgados este domingo, uma semana depois da final.

Segundo a organização do prémio, que é promovido em homenagem a Barbara Dex, uma concorrente que em 1993 se apresentou com um vestido feito por si mesma, a votação teve um recorde de participações: participaram 4.000 pessoas. O segundo lugar foi ocupado por Tamta, do Chipre, e em terceiro surgiu a bielorrussa ZENA.

Esta distinção é atribuída desde 1997 e este ano foi dinamizada pelo site Songfestival.be. Além da vitória em 2006 e, agora, em 2019, Portugal ficou em segundo lugar na edição de 2005.

A par com a Sérvia e com a Macedónia do Norte, o nosso país é a nação com mais triunfos entre os piores vestidos da Eurovisão.

  ZAP // Espalha Factos

3 Comments

  1. ainda dizem mal do representante de portugal?
    se o pais anda quase todo de tanga queriam que ele fosse vestido como?
    ja que nao ganhamos o festival ganhamos o premio de mal vestidos. rsssss

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.