Como é o play-off para o Mundial? Quais são os adversários possíveis?

1

Mário Cruz / Lusa

A seleção das quinas vai ser cabeça de série no sorteio dos play-offs europeus de apuramento para o Mundial 2022, depois de ter fechado o Grupo A no segundo lugar, após a derrota com a Sérvia este domingo (1-2).

As três últimas vagas europeias para o Mundial 2022 vão ser disputadas em março por 12 seleções: as 10 segundas classificadas dos grupos da primeira fase de qualificação e as duas seleções provenientes da Liga das Nações, ou seja, as duas melhores classificadas que não tenham entrada direta ou presença no play-off.

Com os 17 pontos somados, a seleção portuguesa já sabe que vai partilhar esse estatuto com a Rússia, segunda classificada do Grupo H, com 22 pontos – 16 nas contas dos segundos colocados, que não incluem os resultados com os sextos.

Além de Portugal e da Rússia, já há mais seis seleções garantidas nos play-offs, sendo que duas delas já estão certas na rota lusa, mais precisamente a Áustria, qualificada via Liga das Nações, e a Macedónia do Norte, segunda do Grupo J.

Estas duas formações estão certas no Pote 2, enquanto República Checa e País de Gales, uma pelo segundo posto do Grupo E e a outra via Liga das Nações, Escócia, segunda do Grupo F, e Suécia, segunda do Grupo B, tanto podem cair nos potes 1 como no 2.

Depois da ronda de domingo, ainda há quatro vagas em aberto nos play-offs, que serão preenchidas por Itália ou Suíça (Grupo C), Finlândia ou Ucrânia (D), Países Baixos, Turquia ou Noruega (G) e Inglaterra ou Polónia (I).

No sorteio dos play-offs, marcado para o próximo dia 26 de novembro, as seleções vão ser divididas em três “caminhos” de quatro equipas e em cada qual serão jogadas meias-finais e final, com o vencedor de cada um a qualificar-se para a fase final: três, de 12 seleções.

Nas meias-finais, a 24 e 25 de março do próximo ano, os cabeças de séries vão jogar em casa numa eliminatória a um só jogo e, nas finais, também em jogo único, a 28 e 29 de março, o anfitrião será sorteado.

Este domingo, depois da derrota com a Sérvia, o selecionador português Fernando Santos assumiu a responsabilidade pela fraca exibição de Portugal, mas disse continuar confiante no apuramento para o Mundial 2022.

Vamos estar no Qatar. Sabemos que não fizemos o que devíamos, mas vamos lá estar. Sempre jogámos para ganhar e pensar no momento ofensivo. Mas nem sempre sai como queremos”, lamentou.

“Temos de pedir desculpa. Obviamente os portugueses estão tristes, não estão mais tristes do que nós, mas estão pelo menos tão tristes como nós. Mas a minha equipa vai estar no Campeonato do Mundo no Qatar, isso é garantido. Vai é disputar um play-off, o que não é habitual”, afirmou ainda.

  ZAP // Lusa

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.