Comissão Europeia agora quer travar consumo de biofuel

A Comissão Europeia apresentou na semana passada a sua proposta de plano energético 2030, que se for aprovado limitará a utilização da primeira geração de biocombustíveis, obtidos a partir de matérias-primas alimentares.

Depois de uma década e meia a incentivar a substituição de combustíveis fósseis por biocombustíveis, que entre 2003 e 2012 multiplicou por dez o consumo destes, Bruxelas conclui agora que eles são altamente poluentes e que a sua utilização dever ser gradualmente proibida.

Para já, a Comissão Europeia propõe que o peso dos biocombustíveis no consumo total de biofuel para transportes em toda a Europa baixe dos 7%, em 2020, para 3,8%, em 2030 – uma redução de quase 50% em dez anos.

“Os biocombustíveis afetam mais o clima quer os combustíveis fósseis, porque não contribuem para uma redução líquida das emissões de dióxido de carbono (CO2) para a atmosfera”, referem os peritos da Comissão.

Os biocombustíveis podem ser obtidos a partir do processamento de cana do açúcar, milho, rábanos e óleos de colza, soja ou palma.

O agrocarburante mais polémico é o obtido a partir de óleo de palma, devido à deflorestação que esta cultura provoca.

Em 2014, segundo Bruxelas, a União Europeia consumiu entre 1,6 e 3,2 milhões de toneladas de óleo de palma para a biocombustíveis, ou seja, de 2,7% a 5,3% da produção mundial.

Em 2012, o consumo deste tipo de carburantes atingiu um valor recorde, com quase 11,9 milhões de toneladas de petróleo equivalente de biodiesel, mais de 2,8 milhões de biogasolina e 8,8 mil toneladas de outros tipos.

Os biocombustíveis respondiam, no ano passado, por cerca de 6% do consumo de combustíveis nos transportes na Europa.

A indústria europeia de biocombustíveis convencionais é um negócio que movimentou em 2014 13,4 mil milhões de euros e que emprega cerca de 110 mil pessoas, segundo os dados da Comissão.

Cerca de 61% das sementes oleaginosas e 3,7% dos cereais cultivados na União Europeia tiveram como destino, no ano passado, a produção de biocombustíveis.

Automonitor

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Esta notícia fez-me lembrar os estudos encomendados pela indústria tabaqueira americana nos anos 40 e 50 do século passado, que garantiam não existir mal para a saúde em fumar. Há muito de bizarro neste ziguezaguear da Comissão Europeia. Sendo inquestionável que TODOS os combustíveis de motores de combustão contribuem com emissões de CO2 para as alterações climáticas, até pode ser que os biocombustíveis não sejam a solução desejável, contudo a União Europeia num momento em que o preço do petróleo batia recordes em alta, subsidiou com enormes fortunas sendo grande parte a fundo perdido, colossais investimentos na cultura, transformação e aplicação de biocombustíveis de origem vegetal por toda a Europa. Todos os países se envolveram incluindo Portugal, mas as potências agrícolas como Espanha ou França atiraram-se de cabeça, aproveitando todo o jorro de dinheiro generosamente distribuído. As instalações reproduziram-se como cogumelos e usar biofuel passava a imagem “limpa” desejável por oposição aos combustíveis fósseis, para além de reduzir a dependência de países não produtores de petróleo dos que o são. Passados uns anos e como acontece em tantos setores da economia, muitos empresários começaram a constatar ser muito mais barato importar óleo ou sementes de palma de Myanmar, Malásia ou Indonésia que produzir na Europa. Ao efeito poluente dos biocombustíveis somou-se o problema da massiva desflorestação que ocorre nesses países para instalar mais e mais áreas de cultivo e agora que o petróleo tem estado barato, vem a insigne Comissão fazer marcha atrás. É o que se chama de “navegação à vista” ou não fossem os produtores de petróleo como a Rússia e países do Golfo “amigos” que podem contribuir para atenuar os efeitos dramáticos do terrorismo islâmico na Europa partes (muito) interessadas. Entretanto desbarata-se dinheiro a jorros, brinca-se com os empregos das pessoas, vai-se continuando a degradar o planeta, enquanto não chega o momento de viragem absoluto e inquestionável que tarde ou cedo há-de chegar – proibir a utilização de todos os motores de combustão e resolver o problema de fundo definitivamente. Mas isso…

  2. Concordo plenamente. Apenas quero acrescentar que o veículo eléctrico não usa energia limpa, muita da energia eléctrica utilizada para carregar as baterias vem de fontes tão poluentes como o carvão. Tem também o perigo das centrais nucleares de produção de electricidade, ainda não são equipamentos seguros, tem havido falhas… Mas pior que tudo é a “propaganda mentirosa e desleal” utilizada por certos senhores para venderem aquilo que lhes interessa, e o povo vai na cantiga. Não esquecer que já o Hitler sabia muito bem qual o poder da propaganda, criou até um ministério da propaganda… Acredite quem quiser.

Em Miami e Nova Iorque, os polícias ajoelharam-se por George Floyd

Em Miami e em Nova Iorque, alguns agentes da autoridade juntaram-se aos manifestantes por breves momentos, para mostrar o seu respeito pela memória de George Floyd. Nos Estados Unidos, os protestos pela morte de George Floyd …

A Nova Zelândia está em cima de uma enorme bolha de lava

A Nova Zelândia situa-se no topo dos restos de uma pluma vulcânica gigante. Este processo é o responsável pela atividade vulcânica e desempenha um papel fundamental no funcionamento do nosso planeta. Nos anos 70, vários cientistas …

Petição busca estatuto de vítima para crianças em contexto de violência doméstica

Uma petição lançada na sexta-feria que reivindica a criação do estatuto de vítima para as crianças que vivem em contexto familiar de violência doméstica já foi assinada por mais de 1300 pessoas, entre elas personalidades …

Assimétrica e flutuante. A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai "nascer" em 48 horas

A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai estar pronta no próximo mês para demonstrar a velocidade e a eficácia de uma técnica de construção que será sete vezes mais rápida e terá …

Anonymous garantem que princesa Diana foi assassinada para abafar caso Epstein

O movimento internacional de ciberativistas Anonymous - ou alguém que alega operar em seu nome - garante que a princesa Diana, que morreu num acidente de viação em agosto de 1997, foi, na verdade, assassinada …

Empresa de mineração pede desculpa por destruir cavernas sagradas aborígenes

A empresa mineira Rio Tinto admitiu que destruiu as cavernas pré-históricas que eram locais de culto para os aborígenes australianos e pediu desculpa. As cavernas de pedra Juukan Gorge 1 e 2 – dois locais de …

Itália exige "respeito": vai abrir fronteiras, mas excluir países que impõem restrições a italianos

Apesar de acredita "no espírito europeu", o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano sublinhou que o país está pronto "para fechar as fronteiras" àqueles que não o respeitem. A Itália vai abrir as suas fronteiras internacionais a …

As Forças Armadas sul-africanas não estavam preparadas para um inimigo invisível

A Força de Defesa Nacional da África do Sul não está preparada para combater uma pandemia silenciosa como a da covid-19. Este "inimigo invisível" veio trazer à tona as fragilidades do país. As Forças Armadas da …

Putin convoca referendo sobre alterações constitucionais para 1 de julho

A aprovação da reforma constitucional permitirá ao atual Presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprir mais dois mandatos suplementares a partir de 2024. Vladimir Putin anunciou a data de 1 de julho para o referendo nacional de …

Depois das máscaras e do gel, procura por acrílico dispara

À semelhança do que aconteceu com as máscaras de proteção e com o álcool-gel, a procura mundial por acrílico está a aumentar. Primeiro foram as máscaras e o desinfetante em gel, mas agora há um novo …