Comer frutas e legumes faz bem à saúde, mas faz mal ao ambiente

Uma dieta saudável à base de legumes, frutas e peixes garante uma vida mais prolongada aos humanos, mas é mais prejudicial para o ambiente do que o consumo de carnes.

Foi o que concluiu um estudo feito em torno das alterações verificadas no uso de energia, de água e de gases poluentes associadas aos padrões de consumo dos norte-americanos.

A investigação feita na Universidade Carnegie Mellon, nos EUA, foi publicada na Environment Systems and Decisions e constata que uma alimentação vegetariana e saudável tem mais custos para o ambiente do que a carne, por exemplo, por exigir um gasto maior em termos de recursos.

“Comer alface é mais de três vezes pior nas emissões de gases com efeito de estufa do que comer bacon”, refere o professor Paul Fischbeck, um dos envolvidos no estudo, em declarações citadas pelo site Science Daily.

“Muitos vegetais comuns requerem mais recursos por caloria do que se pensaria. Beringelas, aipos e pepinos parecem especialmente maus quando comparados com carne de porco ou galinha“, acrescenta Paul Fischbeck.

“Há uma relação complexa entre a dieta e o ambiente. O que é bom para nós em termos de saúde, nem sempre é o melhor para o ambiente. É importante que os agentes públicos saibam isto e que, de futuro, estejam conscientes deste compromisso quando desenvolvem recomendações alimentares”, refere na mesma publicação Michelle Tom, investigadora também envolvida no estudo.

A investigação centrou-se na forma como a epidemia de obesidade nos EUA está a afectar o ambiente, avaliando-se a cadeia alimentar em termos da produção, do processamento, da venda e do armazenamento para apurar os gastos de recursos energéticos, de água e de gases poluentes.

Se por um lado as conclusões indicam que controlar o peso e comer menos calorias tem um efeito positivo no ambiente, reduzindo o nível de recursos consumidos em cerca de 9%, também revelam que os alimentos como a fruta, os vegetais, os lacticínios e o peixe aumentam o impacto ambiental em todas as categorias avaliadas.

O estudo apurou que estes alimentos saudáveis provocam aumentos de 38% no uso de energia, de 10% no consumo de água e de 6% nos gases com efeito de estufa.

ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. E batermos a “bota”, mais cedo, ainda melhor.
    Como estes cientistas se dizem e desdizem, sem o menor assumo de vergonha.
    Pois é :hoje azeite, amanhã óleo.

  2. Errado. Está visto que estes jornalistas não leram o artigo cientifico, não é isso que diz, refere-se ao cultivo de legumes e frutas em lugares inóspitos como o deserto.

  3. Que lobys terão pago o estudo?
    E a água e cereal para alimentar uma única vaca, não tem impacto ambiental? O desmatamento intensivo para pastorícia de animais de grande porte e sua alimentação?
    Julgam que por emitirem resultados descabidos de um estudo vão passar atestado de burros à população mundial?
    Não precisamos de ser cientistas para fazer contas!
    Isso só mostra o medo que têm de que as pessoas realmente tomem consciência dos malefícios da carne!

  4. Esta notícia não merece o nome, distorcendo a realidade. Não é preciso ser especialista na matéria para perceber que esta teoria não faz qq sentido, ou como diz o inglês, é simplesmente bullshit.

  5. “mais recursos por caloria” está tudo dito… comparam alhos com bogalhos… estudo da treta, encomendado e faccioso. Alguém acredita que um legume cultivado biologicamente consome mais recursos que carne? Ridículo no mínimo.

RESPONDER

Uma anã branca "ressuscitou" para devorar a sua companheira mais fraca

Os astrónomos detetaram uma explosão de uma "estrela vampira" em dados colhidos acidentalmente pelo telescópio espacial Kepler. Este fenómeno é um dos eventos mais raros de novas - explosões nuclear cataclísmica numa estrela. As novas ocorrem …

Sporting CP 1-0 Marítimo | Borja dispara rumo ao pódio

O Sporting sofreu, mas levou a “água ao seu moinho”. Na recepção ao um Marítimo consistente, mas pouco perigoso, o “leão” venceu por 1-0, numa partida com poucas ocasiões de golo, mas com domínio claro …

Reino Unido vai tornar públicos registos de avistamentos de OVNIs

A Força Aérea britânica vai disponibilizar todos os documentos sobre os avistamentos de OVNIs online. Até então, os registos eram mantido sob segredo. A Força Aérea Real do Reino Unido decidiu tornar públicos os registos de …

Sobreviventes a um cancro na infância têm maior probabilidade de vir a ter outro

Sobreviventes a um cancro têm uma maior probabilidade cinco vezes maior de vir a ter outro em comparação com a população em geral. O risco vai diminuindo ao longo do tempo desde o primeiro diagnóstico. Pessoas …

Lineker: "Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados"

"Se pusessem a minha equipa de 1990 a jogar contra uma moderna, seríamos assassinados", disse Gary Lineker, antigo internacional inglês, que agora é comentador da BBC. Em entrevista ao The Guardian, o antigo avançado da seleção …

Bater com um cutelo e espezinhar. A massagem que promete livrar de todas as dores

Santiago Terrases oferece uma massagem única, na qual calca as pessoas com os pés e bate-lhes com um cutelo. O norte-americano garante que consegue tirar todas as dores. No estado de Nevada, nos Estados Unidos, está …

"Choveram" propostas de empréstimo por Marega

O emblema portista recebeu vários proposta de empréstimo por Moussa Marega, mas acabou por as rejeitar. O FC Porto apenas abre mão do jogador caso seja paga a cláusula de rescisão. A imprensa francesa avança esta …

Crise de saúde mental nos jovens. Há um sexo mais em risco do que o outro

O uso regular de redes sociais pode afetar a saúde mental dos jovens. No entanto, os seus efeitos podem-se manifestar mais drasticamente em raparigas do que em rapazes. Desde 2010, as taxas de depressão, automutilação e …

PS quer limitar "vistos Gold" aos municípios do interior e às regiões autónomas

O PS entregou hoje uma proposta de alteração ao Orçamento em que limita a concessão dos "vistos Gold" a investimentos feitos por estrangeiros em municípios do interior ou nas regiões autónomas dos Açores e da …

Mais acidentes, afogamentos e suicídios num mundo mais quente

As temperaturas mais elevadas vão provocar mais acidentes rodoviários, afogamentos, agressões e suicídios, revelou uma nova investigação. Até ao momento, a grande parte das pesquisas em torno das alterações climáticas centrou-se nas mortes por doenças transmitidas …