Comer alimentos orgânicos diminui risco de cancro. Ou talvez não

Um estudo publicado nesta semana mostra que as pessoas que se alimentam de comidas orgânicas reduzem em 25% o risco de cancro.

A pesquisa, publicada na segunda-feira na revista americana Jama, foi desenvolvida pela Sorbonne, pelo Inra e pelo Inserm, e acompanhou cerca de 69 mil pessoas, sobretudo mulheres.

A hipótese é de que consumidores de produtos orgânicos ingerem menos pesticidas sintéticas nas frutas, legumes e cereais, reduzindo dessa forma o risco de cancro. Os voluntários preencheram um questionário que informava os salários, atividades físicas, índices de massa corporal e uso de tabaco.

O estudo dividiu os participantes em quatro grupos segundo a alimentação. Em seguida, o número de aparecimento de cancro em cada equipa foi contado, durante quatro anos e meio.

Em cerca de um quarto das pessoas que declararam comer mais produtos orgânicos, o risco de cancro era 25% inferior se comparado com o dos que nunca comiam este tipo de alimentos.

Pesquisa apresenta falhas, mas abre caminho

Os autores do estudo tiveram em conta o facto de que participantes que se alimentavam com frutas e legumes orgânicos também eram mais ricos, menos obesos e fumavam menos. Mas outros fatores invisíveis, ligados ao modo de vida, também podem ter tido um papel. Este é um problema clássico neste tipo de estudo.

“As pessoas que comem produtos orgânicos são provavelmente diferentes das outras em diversos aspetos”, explicou à AFP Nigel Brockton, diretor do Instituto Americano de Pesquisas Contra o Cancro (AICR).

Brockton recomenda, ao invés de alimentos específicos, um conjunto de práticas para reduzir o risco da doença, como manter um peso normal, uma atividade física, um regime saudável e menos carne vermelha.

A investigação tinha outros problemas: os pesticidas encontrados nos participantes não foram medidos, o que suscitou críticas dos especialistas de Harvard. Além do facto de que a colheita de dados por declarações pessoais não é extremamente confiável.

O estudo também apresenta diversos problemas para John Ioannidis, professor de medicina na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, conhecido por ter afirmado que a maioria dos estudos publicados eram falsos.

“A maioria das pessoas não poderia dizer exatamente a quantidade de alimentos orgânicos que ingere”, disse à AFP. “O estudo tem 3% de probabilidade de ter encontrado algo importante e 97% de propagar resultados absurdos e ridículos“.

A confusão entre a correlação e causalidade está na base de muitas conceções erradas, o que torna imperativo que o assunto seja abordado com maior profundidade. Os cérebros são autênticas máquinas de reconhecimento de padrões, mas o processo é muito imperfeito, o que resulta na deteção de padrões na realidade que não existem.

A correlação, isto é, a ligação entre dois eventos, não implica necessariamente uma relação de causalidade, ou seja, que um dos eventos tenha causado o outro. A correlação pode no entanto indicar possíveis causas ou áreas para um estudo mais aprofundado.

Num exemplo conhecido de um caso real de correlação, vários estudos apontavam que as mulheres na menopausa que recebiam terapia de substituição hormonal tinham também um menor risco de doença coronária, o que levou à ideia de que esta terapia protegia as mulheres contra essa doença.

Uma análise posterior dos estudos revelou que as mulheres que recebiam a terapia tinham também uma maior probabilidade de pertencer a uma classe socioeconómica superior, com melhor dieta, hábitos de exercício e estilo de vida mais saudável.

A utilização da terapia e a baixa incidência de doença coronária não eram causa e efeito, mas o fruto de uma causa comum – os benefícios associados a um estatuto socioeconómico elevado.

Entretanto, certos investigadores lembram que “a investigação deve avançar pouco a pouco”. Tanto a influência da carne vermelha quanto o uso de cigarros necessitam de vários estudos. Enquanto isso, a Sociedade Americana do Cancro continua a insistir na importância de comer legumes e frutas, orgânicos ou não.

ZAP // RFI

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Tragédia no Canal da Mancha. Quatro migrantes morreram em alto mar após Governo rejeitar rota segura

De acordo com as autoridades francesas, quatro migrantes - incluindo duas crianças de cinco e oito anos - morreram ao tentar chegar ao Reino Unido de barco através do Canal da Mancha. O pequeno barco …

Detidos 21 suspeitos de desviarem fundos para financiar Puigdemont na Bélgica

A operação da polícia espanhola contra o alegado desvio de fundos públicos para financiar as despesas do ex-presidente regional catalão Carles Puigdemont fugido na Bélgica resultou hoje em 21 detidos ligados ao movimento independentista na …

Ativista detido depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Museu do Louvre

Mwazulu Diyabanza foi detido na semana passada em Paris, depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Louvre. O ativista congolês disse que a ação foi parte de um protesto para que os museus europeus …

Proteção Civil do Porto já pediu recolher obrigatório e recomenda novo estado de emergência

A Proteção Civil do distrito do Porto já avançou com o pedido ao Governo de recolher obrigatório para a região. Marco Martins sugere ainda o regresso ao estado de emergência. Marco Martins, responsável pela proteção Civil …

Exames nacionais de 2021 mantêm normas excecionais criadas no anterior ano letivo

Os professores vão voltar a contabilizar, na classificação dos próximos exames nacionais, apenas as respostas às perguntas obrigatórias e àquelas em que o aluno tenha melhor pontuação, à semelhança das normas excecionais aplicadas no ano …

PSD-Madeira critica preços "pornográficos" e "obscenos" nas viagens da TAP no Natal

O PSD-Madeira voltou nesta quarta-feira a criticar os preços praticados pela TAP nas viagens para a região, referindo que na época do Natal chegam a atingir 1.143 euros, e considerou os valores “pornográficos” e “obscenos”. “São …

Autarca de Roma revela que máfia italiana planeou um ataque contra si e a sua família

A presidente da Câmara de Roma, Virginia Raggi, revelou que grupos do crime organizado planearam matá-la e a sua família porque ela os estava a atacar em partes da capital italiana que dominam. Aos 37 anos, …

OE2021. "Quem vota contra quer outro modelo ou desistiu de melhorar o SNS", diz Temido

A ministra da Saúde, Marta Temido, sustentou esta quarta-feira que os partidos que vão votar contra o Orçamento do Estado para 2021 querem outro modelo de sistema de saúde ou desistiram de melhorar o SNS. Numa …

Mais 3.960 casos e 24 mortes. É o pior dia desde o início da pandemia

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 3.960 casos positivos e 24 mortes por covid-19. Os dados foram divulgados no mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este foi o pior dia desde o …

Reconhecimento para cuidadores informais vai ser mais fácil e rápido

O pedido de estatuto de cuidador informal fica, a partir de hoje, mais fácil, deixando de ser necessário apresentar atestado médico e permitindo que documentos que impliquem atos médicos possam ser apresentados posteriormente. De acordo com …