Em 35 anos, a maior colónia de pinguins-rei diminuiu quase 90%

Situada na ilha Aux Couchons, no Sul do oceano Índico, a maior reserva de pinguins-rei era constituída por 500 mil casais nos anos 80. Hoje, são apenas 60 mil.

Nos últimos 35 anos, a maior reserva de pinguins-rei (Aptenodytes patagonicus) diminuiu 88%. Esta reserva situa-se na ilha Aux Couchons, no Sul do oceano Índico.

Esta ilha tem uma áres de apenas 67 quilómetros quadrado e é uma das três ilhas do quase inacessível arquipélago de Crozet, parte dos territórios austrais franceses, que é reserva natural desde 1938. Quando a colónia de pinguins-rei foi descoberta, em 1962, foi automaticamente distinguida como a maior colónia da espécie do mundo.

A partir das fotografias tiradas na altura, estimou-se que a colónia fosse constituída por 300 mil casais. Nos anos 80, a colónia aumentou para 500 mil, mas hoje, e com base nas imagens de alta resolução captadas no ano passado, o número de casais desta espécie é de apenas 60 mil, avança o jornal Público.

Henri Weimerskirch, um dos autores principais do estudo e ecologista no Centro de Estudos Biológicos de Chize, refere que esta descoberta foi “completamente inesperada“, além de ser “particularmente significativa“, dado que a colónia representa um terço de todos os pinguins-rei de todo o mundo.

De acordo com o Science Daily, as imagens captadas por um satélite apontavam para um aumento do número de casais nos anos 80. Ao todo, estimava-se que a colónia era constituída por mais de dois milhões de pinguins-rei.

Os dados sugerem que o número de casais tenha começado a diminuir no ano de 1990, anos que coincidiu com o aumento da temperatura das águas do oceano Índico, e que empurrou involuntariamente peixes e lulas para longe do arquipélago – estes animais são a base de alimentação destes pinguins.

Segundo o artigo científico, publicado recentemente na Antarctic Science, este fenómeno afetou “negativamente as capacidades de alimentação” dos pinguins na ilha De La Possession, a 100 quilómetros da ilha Aux Couchons, e os especialistas afirmam que os pinguins-rei de Aux Couchons também foram afetados.

Além do decréscimo da população, esta problemática traduziu-se também num fraco sucesso reprodutivo para todos os pinguins-rei da região.

Esta pode ser uma das explicações, mas os cientistas descrevem ainda outros fenómenos como causa deste decréscimo brusco, como o facto de, em 2005, ter sido identificada uma nova colónia, mais pequena e mais próxima da praia, que não existia em 1962.

No entanto, não parece haver qualquer ligação entre o aparecimento da nova colónia e o desaparecimento de um número tão grande de indivíduos da colónia mais antiga.

Outra das razões apontadas pelos especialistas prende-se com as doenças e parasitas. Contudo, é necessária mais investigação no que diz respeito a esta temática. Investigação e conclusões que se tornam cruciais, isto porque o declínio desta população “ainda está a acontecer” e as causas “parecem estar ativas”, lê-se no artigo científico.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Encontradas 115 crianças enterradas com moedas na boca na Polónia

Trabalhadores que construíam uma nova estrada na Polónia encontraram os restos de 115 corpos de crianças enterras com moedas na boca. Durante os trabalhos de construção de uma autoestrada em Jezowe, na Polónia, trabalhadores descobriram restos …

À frente de Figo, Futre e Ronaldo. Joelson é o terceiro mais novo de sempre a estrear-se pelo Sporting

O Sporting venceu esta quinta-feira na receção ao Gil Vicente, por 2-1, no jogo de encerramento da 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol. A partida marcou também a estreia do jovem extremo Joelson …

Austrália pondera dar refúgio a quem abandone Hong Kong

O primeiro-ministro australiano disse esta quinta-feira que o Governo está a ponderar dar refúgio aos residentes de Hong Kong que desejem abandonar a ex-colónia britânica devido à nova lei de segurança nacional imposta por Pequim. Scott …

Vieira ainda sonha com Jesus (e a Libertadores pode ajudar no regresso)

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, não desistiu de voltar a colocar Jorge Jesus no comando técnico da equipa da Luz e, caso a Taça dos Libertadores não seja realizada, o regresso do treinador …

Marta Temido garante que não há descontrolo em Lisboa (mas assume falhas)

Em entrevista à RTP, a ministra da Saúde garantiu que não há "descontrolo" na evolução da pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, mas sublinhou que se trata de uma "situação de sobressalto, …

A genética ajuda a determinar o quão afetuosas são as mulheres (mas não os homens)

A genética desempenha um papel importante no nível de afetividade das mulheres, mas o mesmo não acontece entre os homens, concluiu uma nova investigação científica levada a cabo com gémeos. Na nova investigação, recentemente publicada …

Prémio para profissionais do SNS é "uma esmola". "Mais valia terem estado quietos"

Ana Rita Cavaco, bastonária da Ordem dos Enfermeiros, diz que a proposta que prevê prémios e mais férias para os profissionais de saúde é uma "afronta" para enfermeiros. Para a bastonária da Ordem dos Enfermeiros, a …

Tempo de espera para entrega de cartão de cidadão pode chegar a cinco meses

Para fazer o levantamento do cartão de cidadão é preciso fazer marcação e há balcões que só têm disponibilidade para entregar o documento no final do ano. De acordo com a edição desta quinta-feira do …

Físicos explicam por que as mudanças do campo magnético da Terra são mais fracas no Pacífico

Uma nova investigação levada a cabo por físicos da Universidade de Alberta, no Canadá, apresenta uma explicação para o facto de as mudanças no campo magnético da Terra serem mais fracas na região do Pacífico. …

Chovem diamantes no interior de Neptuno e Urano (e já se sabe porquê)

Podem estar a chover diamantes dentro dos corações de Neptuno e Urano. Agora, os cientistas descobriram novas evidências experimentais que mostram como é que isso poderia ser possível. Neptuno e Urano são os planetas mais mal …