Coligação liderada pela Arábia Saudita e houthis terão cometido crimes de guerra no Iémen, revela relatório

nyc / Flickr

A guerra civil no Iémen estende-se desde março de 2015

A coligação liderada pelos sauditas e os houthis terão cometido crimes de guerra no Iémen, usando a fome como método de conflito, revelou um novo relatório.

Segundo o Independent, o Programa Mundial de Alimentos tem alertado repetidamente que a “maior fome que o mundo já viu na história moderna” se aproxima do Iémen, onde mais da metade da população de 29 milhões não tem acesso a alimentos.

No relatório, o grupo de direitos Mwatana e a organização Global Rights Compliance (GRC) referiram que ataques à água e a alimentos está a contribuir para a crise. O documento inclui relatos de ataques aéreos liderados pela coligação contra instalações de água, pesca e agricultura durante confrontos com os houthis, apoiados pelo Irão.



A obstrução da ajuda humanitária pelos houthis impediu os agricultores de acederem aos campos e contribuiu ainda para a insegurança alimentar crónica.

O relatório concluiu que essas ações terão constituído crimes de guerra e instou o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) a encaminhar a situação ao Tribunal Penal Internacional, para que fosse investigada.

“Concluímos que os membros da coligação liderada pela Arábia Saudita/Emirados Árabes Unidos e o Ansar Allah [os houthis] usaram a fome como método de guerra”, apontou o relatório, frisando que esta conduta impediu “o acesso dos civis a comida e água” no Iémen, “onde pessoas, incluindo crianças, estão a morrer à fome”.

O Iémen enfrenta uma guerra civil desde 2015, quando os houthis assumiram o controle de partes do país, forçando o governo do Presidente Abed Rabbo Mansour Hadi ao exílio. No ano seguinte, a Arábia Saudita e outros estados do Golfo formaram uma coligação e lançaram uma campanha de bombardeio para que Hadi voltasse ao poder.

No conflito já morreram mais de 130.000 pessoas. Em fevereiro, a ONU alertou que cinco milhões de pessoas estavam “a apenas um passo da fome”.

O grupo Mwatana disse ter documentado cerca de 579 ataques aéreos da coligação liderada pelos sauditas até agosto de 2021, que vitimaram milhares de civis e destruíram propriedades em 19 das 22 províncias do Iémen. Desses ataques, 90 atingiram herdades, terras agrícolas, equipamentos, lojas de alimentos e veículos.

O relatório acusou os houthis de “prender e intimidar voluntários, de bloquear comboios de ajuda e de confiscar ilegalmente propriedades de organizações humanitárias”. Devido a essas ações, a agência de alimentos da ONU suspendeu em 2019 e 2020 as suas operações nas áreas controladas pelo grupo, afetando cerca de 850.000 pessoas.

  Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Domingo invulgar: 17 grandes jogos para ver, em poucas horas

A ementa começa em França, ao meio-dia, e acaba no Chile, já depois das oito da noite. Não estamos perto do Carnaval mas vem aí um "domingo gordo" no futebol. Vários jogos grandes, uns mais mediáticos …

Sporting 1-0 Moreirense | Capitão Coates embala leão

O Sporting igualou hoje o FC Porto na liderança provisória da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer em casa o Moreirense, por 1-0, em jogo da nona jornada. O capitão Sebastián Coates marcou, aos …

Relatório médico indica que jovem chinês morreu após beber uma garrafa de Coca-Cola em dez minutos

Um homem chinês morreu depois de beber uma garrafa de 1,5 litros de Coca-Cola em dez minutos, informaram os médicos num relatório. O jovem de 22 anos, que não tinha doenças subjacentes, dirigiu às urgências do …

Universidade no Reino Unido tem arquivo de "casas assombradas"

A Universidade de Sheffield, no Reino Unido, tem um arquivo aberto ao público com quase 80 mil fotografias de "casas assombradas" de várias feiras populares. Para muitos, o medo é parte integrante da experiência de uma …

J&J acusada de usar manobra para impedir processos judiciais relativos à venda de pó de talco com propriedades cancerígenas

A Johnson & Johnson está a ser criticada por usar uma manobra para impedir cerca de 38 mil processos judiciais que alegam que o famoso baby powder da marca causa cancro. De acordo com a NPR, …

Tondela 1-3 FC Porto | Hat-trick de Taremi castiga insolência beirã

O iraniano Mehdi Taremi foi a grande figura da vitória do FC Porto em casa do Tondela, por 3-1. Os homens da casa marcaram primeiro, mas cedo se viram reduzidos a dez elementos e tiveram …

Chamam-lhe "Lady Trump". A candidata a governadora do Nevada que está a gerar polémica

Conhecida como "Lady Trump", Michele Fiore anunciou a sua candidatura a governadora do estado do Nevada em estilo, gerando polémica nos Estados Unidos. Michele Fiore, vereadora de Las Vegas, anunciou esta terça-feira a sua candidatura a …

Benfica abre inquérito a envolvimento de colaboradores em negócio de ações da SAD

O Benfica abriu um inquérito interno para averiguar o possível envolvimento de dois colaboradores num eventual negócio de transação de ações da SAD ‘encarnada’, informou hoje o clube, em comunicado. “Tendo em conta as recentes notícias …

Um hipopótamo na água

Tribunal norte-americano reconhece hipopótamos de Pablo Escobar como pessoas jurídicas

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do legado deixado na Colômbia por Pablo Escobar, recebeu o estatuto de "pessoas jurídicas". Um tribunal federal dos Estados Unidos defendeu que os descendentes dos hipopótamos do barão da …

Mais rapidez e menos ruído. E-bikes permitem que militares em ação passem despercebidos

Os soldados do Regimento de Cavalaria da Infantaria Montada de Queensland, na Austrália, estão a testar e-bikes para perceber se o veículo poderá ser uma opção válida para operações no terreno. Passar despercebido no terreno é …