Colete amarelo luso-descendente ferido apresenta queixa contra o Estado francês

Christophe Petit Tesson / EPA

Jerome Rodrigues foi ferido este sábado, em Paris, durante um protesto dos Coletes Amarelos. O luso-descendente apresentou queixa “contra os polícias que fizeram isto, contra o Presidente da Republica e contra o ministro do Interior”.

Jerome Rodrigues, luso-descendente, foi sujeito a uma operação de cinco horas, não sabendo ainda se vai manter a vista no olho direito depois de ter sido atingido por uma granada de gás lacrimogéneo na manifestação deste sábado na Praça da Bastilha, em Paris.

“Esteve aqui no hospital a polícia dos polícias. Falámos durante duas horas e apresentei queixa contra os polícias que fizeram isto, contra o Presidente da Republica e contra o ministro do Interior, que é o chefe da polícia. Nunca na minha vida pensei ter um advogado”, afirmou Jerome Rodrigues, que é canalizador e vive nos arredores de Paris, em declarações à Lusa.

O luso-descendente, que tem ganho notoriedade no seio do movimento dos coletes amarelos em França contando com mais de 40 mil seguidores na sua página de Facebook, afirma que é “um pacifista” e chegou à linha da frente da manifestação de sábado para “tirar de lá os coletes amarelos para que eles não se aleijassem”.

“A polícia conhece-me porque faço parte da organização da manifestação e tratam-me por ‘Senhor Rodrigues’. Acho que o polícia que me atingiu sabia quem eu era. Não digo que foi de propósito, mas eu tenho sempre um chapéu e uma grande barba. Até uma avozinha no meio de França sabe quem eu sou hoje em dia”, afirmou o português, indicando que nunca vai com máscara de gás nem capacete para as manifestações.

Quanto ao seu estado de saúde, Jerome Rodrigues foi sujeito a uma operação de cinco horas no sábado onde os médicos tentaram salvar o seu olho direito. Levou vários pontos e só o tempo dirá se perdeu completamente a vista, permanecendo agora alguns dias no hospital sem poder trabalhar.

No entanto, esta lesão não trava Jerome. “Diz-se que o que não nos mata torna-nos mais fortes. Podem cortar-me um braço ou uma perna, mas eu não vou acabar com o movimento. Ainda tenho mais motivação para me manifestar”, disse.

A França é um dos únicos países na União Europeia que continua a usar granadas de gás lacrimogéneo que contêm uma pequena quantidade de explosivos TNT para travar manifestações e desacatos da ordem pública.

Vários manifestantes dos coletes amarelos já foram atingidos gravemente por estas granadas, que levaram à amputação de membros e ferimentos noutras partes do corpo.

Um grupo de advogados que representa estes feridos já veio pedir publicamente para que a utilização destes engenhos seja interdita definitivamente.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Que é que este palerma quer? O Governo francês já cedeu em todas as reivindicações e estes ursos continuam a fazer estragos.
    A França acolheu nos anos 60 70 e 80 milhões de portugueses e é um país amigo dos portugueses e este palerma não vê isso. Devia ser corrido da França.

    • O homem deve estar a precisar de dinheiro! E entre roubar ou chular o estado escolheu a segunda via. Ainda bem que está a chular o estado francês e não o nosso. No nosso já mamam muitos

  2. Meu Deus, a cegueira generaliza-se! E a violência verbal ( para não usar uma definição menos respeitosa) que alguns portugueses, geralmente anónimos, usam está na razão inversa da sua capacidade de ver o óbvio
    Queira fazer o favor de cuidar da barriguinha, ver futebol e comer pipocas
    João Mendonça

RESPONDER

Moçambique. Ministro da Defesa diz que ataque a Palma não coloca em causa exploração de gás

O ministro da Defesa de Moçambique, Jaime Neto, disse esta quinta-feira que o ataque à vila de Palma não coloca em causa o projeto de exploração de gás natural liderado pela petrolífera Total em Afungi, …

Nova Zelândia quer tornar a próxima geração completamente não fumadora

A Nova Zelândia anunciou um conjunto de propostas que visam banir os cigarros entre a próxima geração e aproximar o país da sua meta de ser livre de fumo até 2025. Desta forma, o Governo pretende …

Porto lança cartão da cidade para munícipes. Vantagens incluem descontos na cultura

O cartão foi lançado no dia 5 de abril e permite que os utilizadores tenham acesso a descontos em museus, teatros, piscinas e utilização gratuita do elevador dos Guindais. Destina-se aos moradores da cidade e …

Afinal, o SEF ainda não foi extinto. Governo vai publicar decreto-lei

Afinal, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) ainda não foi extinto. Segundo o Ministério da Administração Interna, o Governo vai "aprovar por decreto-lei a orgânica do novo serviço público [SEA] e as novas competências …

Mais quatro mortes e 553 casos nas últimas 24 horas

De acordo com a Direção-Geral da Saúde, Portugal registou nas últimas 24 horas 553 novos casos de covid-19 e quatro mortes associadas à doença. Portugal regista hoje mais quatro mortes relacionadas com a covid-19, 553 novos …

Familiares das vítimas do voo MH-17 na Ucrânia vão pedir indemnizações

Uma das advogadas das vítimas do voo MH-17 da Malaysia Airlines anunciou que 290 familiares apresentaram pedido de indemnização contra os quatro suspeitos do acidente. Uma advogada das vítimas do derrube do voo da Malasya Airlines …

1.º de Maio. CGTP duplica lotação, UGT festeja online com ex-ministros socialistas

As centrais sindicais voltam a estar divididas quanto às comemorações do 1.º de Maio. A CGTP vai organizar dois desfiles e duplicar a concentração na Alameda Dom Afonso Henriques; a UGT cancelou qualquer iniciativa presencial …

"Vice" da bancada do PS contestado por pedir autocrítica do partido sobre Sócrates

Pedro Delgado Alves defendeu que o PS deveria refletir sobre a ação de José Sócrates. O deputado foi contestado por outros dirigentes do grupo parlamentar, nomeadamente Ana Catarina Mendes, que reagiu de forma dura à …

Japão responde à China e garante que derrame de Fukushima será seguro

O vice-primeiro-ministro japonês, Taro Aso, reafirmou esta sexta-feira, em resposta às críticas da China, que a descarga da central nuclear de Fukushima aprovada pelas autoridades japonesas estará dentro dos limites de segurança da água potável. "Estou …

Ninguém quer "a batata quente" do caso Sócrates. Ivo Rosa e Carlos Alexandre com nota máxima

Os juízes Ivo Rosa e Carlos Alexandre foram avaliados com a nota máxima de "Muito Bom" pelo Conselho Superior da Magistratura em inspecções realizadas entre 2013 e 2018, ou seja, abarcando o período da investigação …