Cirurgião expulso da Ordem oito anos depois de ser condenado por abusar de doentes

O cirurgião vascular Alcídio Rangel foi condenado por abuso sexual a pacientes em 2012. Só agora, oito anos depois, é que foi expulso da Ordem. O médico podia exercer funções no setor privado.

Em 2012, o cirurgião vascular Alcídio Rangel foi condenado a uma pena de cinco anos de prisão, suspensa por igual período, pela prática de um crime de coação sexual e 11 crimes de abuso sexual de pessoa internada. Só agora, oito anos depois, é que a Ordem dos Médicos expulsou o cirurgião de 70 anos, que ficou proibido de exercer desde o dia 2 de janeiro.

Na altura em que foi condenado, Rangel já estava proibido de trabalhar no Serviço Nacional de Saúde desde 2010, mas continuava a poder fazê-lo no setor privado, escreve o jornal Público.

“Por violação dos deveres deontológicos, Alcídio Rangel foi punido com a sanção disciplinar de expulsão, por acórdão proferido pelo Conselho Superior a 31 de Outubro de 2019, no âmbito do processo n.35-2017, e estará proibido definitivamente de praticar qualquer ato profissional médico a partir do dia dois de Janeiro de 2021, por deliberação do Conselho Superior datada de 27 de Outubro de 2020”, lê-se no edital da Ordem dos Médicos.

O Conselho Superior da Ordem dos Médicos, contacto pelo Público, explicou que o processo disciplinar tardou a ficar concluído porque o médico sempre foi apoiado por advogados e apresentou vários recursos, em tribunal e na Ordem. A decisão final foi tomada no dia 31 de outubro de 2019, com vários editais a serem publicados face à impossibilidade de notificar o médico.

Na altura, o então bastonário da Ordem, José Manuel Silva, considerou a situação “extraordinariamente grave” e “passível de expulsão”. No entanto, o médico só podia ser expulso da Ordem assim que a sentença fosse confirmada pela via judicial.

O Ministério Público considerou que Alcídio Rangel molestou sexualmente 15 mulheres doentes fazendo-se valer das funções de médico especialista em cirurgia vascular, no Hospital de Santa Marta e em consultórios e clínicas privadas onde exercia.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Aqui está mais um bom exemplo de uma Ordem que continua a proteger os seus membros independentemente da ameaça que representam para o cidadão comum. Enquanto não abrirem vagas para os cursos de Medicina e o mercado possuir a capacidade de escolher apenas os bons profissionais, temos que suportar qualquer pessoa que surja como médico. Abusador, mau profissional, não importa. A Ordem defende. Esperaram que chegasse aos 70 para se reformar. Que vergonha.

RESPONDER

Vacinados escapam às restrições da "lista âmbar" britânica

Pessoas vacinadas contra a covid-19 que viagem a partir dos Estados Unidos (EUA) ou da União Europeia (UE) podem evitar a quarentena caso venham de um país da "lista âmbar" britânica, onde está Portugal. Segundo o …

Equador retira nacionalidade ao fundador da Wikileaks, Julian Assange

O governo equatoriano revogou a decisão de 2018 devido a incongruências burocráticas. O advogado de Assange já disse que vai recorrer e que a decisão foi tomada sem o fundador da Wikileaks ser ouvido. O Equador …

Os primeiros resultados dos Censos: Portugal perdeu população pela primeira vez desde 1970

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou, esta quarta-feira, os primeiros resultados dos Censos 2021, cujas respostas por via digital ultrapassaram os 99%. Portugal tem hoje 10.347.892 residentes, menos 214.286 do que em 2011, segundos os …

Portugueses esperam quase até aos 40 para comprar casa

Um barómetro que avalia a preferência dos consumidores na hora de comprar um imóvel indica que a maioria dos portugueses só liquida o crédito à habitação após a reforma. O indicador destaca ainda que os portugueses …

Moedas fecha lista para a Câmara de Lisboa

O candidato à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, já fechou a equipa que o vai acompanhar nas próximas autárquicas. O anúncio de que a lista de Carlos Moedas para a Câmara de Lisboa está fechada será …

Abaixo-assinado apelida Bolsonaro de genocida após 550.000 mortes no Brasil

Dezenas de personalidades e organizações da sociedade civil portuguesa subscreveram um abaixo-assinado de solidariedade internacional para com o Brasil, no qual apelidam o Presidente, Jair Bolsonaro, de "genocida" após mais de 550.000 mortes devido à …

Jovens com 18 ou mais anos já podem agendar a vacina contra a covid-19

O autoagendamento da vacina contra a covid-19 para pessoas com 18 ou mais anos ficou disponível, esta quarta-feira, no portal da Direção-Geral da Saúde (DGS). "O auto-agendamento para os utentes com idade igual ou superior a …

Juiz Carlos Alexandre aceita proposta de pagamento de caução de Joe Berardo

O juiz Carlos Alexandre aceitou, esta quarta-feira, a proposta e a forma de pagamento da caução de cinco milhões de euros apresentada pelo empresário madeirense no processo da Caixa Geral de Depósitos. A decisão favorável do …

Mais 13 mortes e 3452 casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, esta quarta-feira, mais 13 mortes e 3452 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 3452 novos …

MPT junta-se a PDR e pedem que Nós, Cidadãos! seja banido das autárquicas pelo TC

O MPT juntou-se ao PDR e ambos pedem que o Nós, Cidadãos! seja impedido de "apresentar candidaturas" às eleições autárquicas de setembro. Em junho, o PDR deu entrada com um pedido no Tribunal Constitucional (TC) para …