Cirurgião austríaco multado por amputar a perna errada de um paciente

Um tribunal austríaco condenou um cirurgião, que amputou a perna errada de um paciente diabético de 82 anos, por negligência grave.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O incidente aconteceu no dia 18 de maio, quando um cirurgião da Clínica Freistadt, na Áustria, marcou a perna errada de um paciente idoso, que sofria de graves problemas de saúde, nomeadamente diabetes.

O profissional de saúde só percebeu o equivoco dois dias depois e o paciente, de 82 anos, teve de ser submetido a uma nova cirurgia, ficando sem os dois membros inferiores.

O cirurgião, de 43 anos, foi multado pelo Tribunal Regional de Linz em 2.700 euros, com metade da quantia suspensa, “por cometer danos corporais gravemente negligentes“, disse Walter Eichinger, vice-presidente do tribunal, à CNN.

O idoso acabou por falecer antes de o caso chegar ao tribunal, por razões não relacionadas com a amputação. O tribunal concedeu 5.000 euros de indemnização mais juros à viúva.

No tribunal, o cirurgião alegou ter havido uma falha na cadeia de controlo na sala de operações. O médico acabou por se mudar para outra clínica.

Em comunicado, a direção da Clínica Freistadt afirmou que foram analisadas detalhadamente as causas e as circunstâncias deste erro médico e que terão sido discutidos com a equipa novos procedimentos internos, que passarão por formação.

Já em maio, o hospital emitiu uma declaração na sequência do incidente, a que chamou “erro trágico, causado por erro humano“.

“Gostaríamos também de afirmar que tudo faremos para desvendar o caso, para investigar todos os processos internos e analisá-los criticamente. Quaisquer medidas necessárias serão imediatamente tomadas”, lia-se na nota,

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.