Esta cigarra é a mais ameaçada em Portugal. Só existe em dois ou três sítios do Alentejo

(dr) J.A. Quartau

A Euryphara contentei – há quem lhe chame só cigarrinha e há quem diga cigarrinha-verde – resiste apenas em alguns locais exíguos da planície alentejana. É a mais ameaçada das 13 espécies de cigarras que existem em Portugal.

O inseto só existe numa vala perdida à beira da estrada, entre Estremoz e Sousel, um olival perto de Beringel, na mesma zona, dois ou três pontos dispersos, e muito restritos, no concelho de Ferreira do Alentejo.

“Os estudos que desenvolvi, em colaboração com assistentes, nas últimas décadas, mostram que esta é a cigarra mais ameaçada em Portugal”, afirma o entomólogo José Alberto Quartau, investigador do Ce3c, o Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais, da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, que estuda e acompanha desde o final da década de 1980 a evolução das espécies de cigarras no país. “Esta cigarra tem distribuição ibérica, mas está à beira da extinção em Portugal.

Além de rara, a Euryphara contentei é a mais pequena de todas as cigarras conhecidas no território nacional. De um verde inconfundível, tem também um canto muito próprio: é mais agudo e difícil de distinguir na zoada do campo, num dia de verão. José Alberto Quartau foi o primeiro a registar esse canto, em Portugal, em 2004. Mas a espécie já tinha sido descrita quase três décadas antes, em 1982.

Quem pela primeira vez capturou um exemplar da espécie, em 1978, justamente na região de Ferreira do Alentejo, foi o técnico José Contente da então Estação Agronómica Nacional.

Suspeitando de que aquela poderia ser uma espécie nova para a ciência, José Passos de Carvalho decidiu enviar o espécime para o Museu Nacional de História Natural, em Paris, ao cuidado do entomologista Michel Boulard.

Este confirmou e descreveu a nova espécie e, em homenagem ao técnico que a havia recolhido da vegetação, na berma da Estrada Nacional 121, perto de Ferreira do Alentejo, chamou-lhe Euryphara contentei. Mais tarde, a cigarra foi identificada também em alguns locais em Espanha, o que mostrou que é uma espécie ibérica.

Fascinado pelas cigarras, o entomólogo José Alberto Quartau decidiu, a partir de certa altura, seguir o rasto de todas as espécies conhecidas deste grupo no território nacional. Coligiu primeiro toda a informação disponível sobre as espécies referenciadas e depois partiu para o campo em busca delas, para avaliar a sua distribuição.

Das 20 iniciais, encontradas na bibliografia, confirmou 13, mas uma delas foi ele que a descreveu pela primeira vez. “Algumas podem ter-se extinguido, ou estavam mal referenciadas”, sugere. Desde o final da década de 1980 faz monitorizações regulares, para avaliar a sua presença nos campos, com resultados que não são os mais animadores.

Das 13 espécies confirmadas no território continental, pelo menos seis, ou seja, quase metade, estão em recuo, com as populações fragmentadas e em habitats cada vez mais residuais. Embora em situação aparentemente mais crítica, a Euryphara contentei não está sozinha nas dificuldades.

As práticas agrícolas, como a lavragem da terra, que destrói os juvenis, o uso de pesticidas e herbicidas, a agricultura intensiva e a limpeza da vegetação na berma das estradas, onde põem os ovos, são os seus inimigos. “A solução”, diz José Alberto Quartau ao Diário de Notícias, “é a criação de microrreservas nos poucos locais onde ela ainda existe, para sua proteção”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sergio Moro diz que sai do Governo caso se provem irregularidades

O ministro da Justiça brasileiro reiterou a sua inocência no Senado, esta quarta-feira, mas afirmou que deixa o cargo caso se provem irregularidades nas mensagens trocadas com procuradores da Operação Lava Jato. "Estou absolutamente convicto das …

Nuvens brilhantes invadiram o céu de Espanha. Foi um "espetáculo quase inédito"

Este fim de semana, as nuvens noctilucentes (que em latim significa “brilho noturno”) ou nuvens mesosféricas polares foram vistas em Espanha. Surgem antes do amanhecer ou depois do pôr do sol, a sua cor varia normalmente …

Luís Enrique deixa comando da seleção espanhola (e já tem substituto)

Luis Enrique foi obrigado a abandonar o cargo de selecionador espanhol devido a um problema familiar que se arrasta desde março. “As razões que me impediram, desde março, de exercer normalmente as minhas funções de treinador …

Urso polar localizado em cidade russa longe do habitat natural

Um urso polar emagrecido foi visto numa cidade industrial da Sibéria, afastado para sul dos seus territórios de caça. As entidades de emergência da cidade de Norilsk, no Ártico Russo, alertaram na terça-feira os residentes locais …

Teixeira dos Santos não se arrepende de ter nomeado Vara e Santos Ferreira

O ex-ministro das Finanças disse, esta quarta-feira, no Parlamento que não tem "razões para se arrepender" de ter nomeado Armando Vara e Carlos Santos Ferreira para a administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD). "Até este …

Rio disponível para acordo com PS na Lei de Bases da Saúde

O presidente do PSD considera haver margem para um acordo com o PS para uma nova Lei de Bases da Saúde, estando os sociais-democratas a identificar as propostas que considera essenciais, nas quais inclui as …

Boris Johnson soma e segue. Rory Stewart eliminado

O ministro para o Desenvolvimento Internacional, foi eliminado, esta quarta-feira, da eleição interna para a sucessão de Theresa May no partido conservador e para assumir o cargo de primeiro-ministro britânico, restando assim quatro dos dez …

Homem detido por suspeitas de envolvimento na morte de Emiliano Sala

Um homem de 64 anos, de North Yorkshire, no Reino Unido, foi detido esta quarta-feira por alegado envolvimento na morte do futebolista Emiliano Sala. A polícia de Dorset anunciou, esta tarde, a detenção de um homem …

População mundial pode atingir os 10 mil milhões em 2050

A população mundial está a ficar mais velha e a crescer a um ritmo mais lento, mas espera-se que suba dos atuais 7,7 mil milhões para 9,7 mil milhões em 2050, segundo o novo …

Três russos e um ucraniano acusados de terem derrubado o voo MH17

Quatro suspeitos vão ser julgados por homicídio, acusados de terem provocado a queda do avião do voo MH17 da Malasyia Airlines, ao terem disparado um míssil russo, a partir da zona separatista da Ucrânia. De acordo …