Cientistas usaram “partículas fantasma” para medir a massa da Terra

 

A Terra é demasiado grande para ser medida através de raios-X ou até mesmo com ressonâncias magnéticas. Agora, um grupo de cientistas encontrou uma nova e incrível forma de o fazer – recorrendo a partículas subatómicas que fluem constantemente pelo planeta. 

De acordo com o estudo publicado nesta segunda-feira na Nature Physics, uma equipa de cientistas do Instituto de Física Corpuscular da Universidade de Valência e do Instituto de Ciências do Cosmos da Universidade de Barcelona, realizou a primeira tomografia da Terra utilizando neutrinos – as “partículas fantasma”.

Os cientistas espanhóis conseguiram explorar o interior da Terra e realizar uma medição completamente nova da massa do nosso planeta com ajuda de neutrinos, baseando-se em dados do IceCube, o maior telescópio de neutrinos do mundo localizado na Antártida.

Os neutrinos – uma das partículas mais abundantes no Universo – são capazes de atravessar o planeta sem qualquer mutação. Estas partículas subatómicas podem fornecer valiosas informações sobre a distribuição da sua densidade, em particular de zonas pouco exploras, tais como o núcleo interno da Terra.

“Os neutrinos são únicas partículas conhecidas que podem atravessar a Terra. Isso é possível porque estas partículas interagem pouco com a matéria comum que vemos no Universo e que compõe o nosso planeta e a nós próprios. Por isso, diz-se que o neutrino é uma “partícula fantasma”, uma vez que requer enormes e refinados detetores para o apanhar”, sublinharam os cientistas na publicação.

Por norma, a densidade da Terra é extrapolada a partir da estudo da propagação das ondas sísmicas dos terramotos. No entanto, estas ondas podem não chegar até ao núcleo interno, enquanto que os neutrinos conseguem fazê-lo, fornecendo assim importantes dados, explicou o cientistas e cientista e professor universitário Andrea Donini.

Para o estudo, a equipa utilizou neutrinos atmosféricos, cujas chuvas se criam quando as partículas energéticas do espaço colidem com a atmosfera da Terra.

Após a colisão, os neutrinos atravessam a Terra, podendo, contudo, ser absorvidos pelos núcleos atómicos do material pelo qual passam. Quanto mais denso é o material, maior é a taxa de absorção, o que, por sua vez, permitiu estudar a densidade do planeta.

“O uso de neutrinos atmosféricos permite-nos analisar neutrinos oriundos de todas as direções, com uma ampla gama de energia e um fluxo conhecido com precisão suficiente”, explicou o físico Sergio Palomares-Ruiz.

Potencialidade dos neutrinos

Com a investigação, a equipa não revelou nada de novo sobre o nosso planeta: o mapa de densidade do interior da Terra, a massa do planeta e o seu momento de inércia foram calculados usando dados de neutrinos – e todos os resultados foram consistentes com medições anteriores, menos detalhadas e com outras metodologias.

No entanto, a pesquisa em si não tinha como objetivo descobrir coisas novas sobre a Terra, mas antes compreender a potencialidade dos neutrinos para o estudo científico – e é aí que a pesquisa se torna incrível.

“Os nossos resultados demonstram a viabilidade desta abordagem para estudar a estrutura interna da Terra, sendo complementar aos métodos tradicionais de geofísica”, pode le-se no artigo recém-publicado.

Por agora, o que sabemos sobre os neutrinos é ainda muito escasso. Os cientistas esperam que esta investigação impulsione a divulgação de mais dados recentes do IceCube e ainda que fomente que se faça mais Ciência com neutrinos nos próximos anos.

PARTILHAR

RESPONDER

Submarino civil transparente pode levá-lo ao local do naufrágio do Titanic

A Triton, uma empresa com sede na Florida, fabrica submarinos civis de última geração há mais de uma década. Agora, vai fazer nascer o Triton 13000/2 Titanic Explorer, que para além de oferecer aos passageiros …

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …

Depois do balde de água fria da pandemia, Israel vai ficar melhor do que nunca. Tudo pelos turistas

Israel está fechado em casa e viajar para este país não faz parte dos planos de muitas pessoas. No entanto, este período de acalmia pode mesmo ser o melhor momento para planear uma viagem - …

Menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais e menos 151 mil cirurgias em 2020

No ano em que a pandemia chegou a Portugal, houve menos 151 mil cirurgias e menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais públicos. A covid-19, que chegou a Portugal a 2 de março de 2020, obrigou …

Várias escolas de Tóquio pedem "certificados de cabelo real" aos alunos

As escolas japonesas são conhecidas pela sua rigidez relativamente à aparência dos seus alunos, tanto que os estudantes que não seguem o padrão de "cabelo liso e preto" têm de apresentar provas. Dados divulgados, esta semana, …

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …

Mais 41 mortes e 718 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais 41 mortes e 718 novos novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 718 …