Cientistas revelam o dinossauro mais bem preservado do mundo

governmentofalberta / Flickr

O nodossauro media cerca de 5 metros, tinha 1,7 metros de altura e pesava cerca de 1,5 toneladas.

O nodossauro media cerca de 5 metros, tinha 1,7 metros de altura e pesava cerca de 1,5 toneladas.

Um grupo de geólogos revelou aquele que é, provavelmente, o dinossauro mais bem conservado da história. Depois de ter passado cerca de 110 milhões de anos soterrado, este dinossauro herbívoro e quadrúpede apresenta um incrível estado de preservação.

Os cientistas não têm muitas informações sobre a morte do dinossauro mas, de alguma forma, o corpo do animal acabou no fundo de um mar antigo em Alberta, no Canadá.

De acordo com os especialistas, os minerais mantiveram os restos mortais do animal incrivelmente intactos, e transformaram gradualmente o corpo num fóssil. Quando o dinossauro foi descoberto, em 2011, os cientistas rapidamente perceberam que era o melhor preservado do género.

“É basicamente uma múmia de dinossauro – é realmente excepcional”, diz Don Brinkman, diretor de preservação no Royal Tyrrell Museum.

O nodossauro foi uma espécie de dinossauro herbívoro e quadrúpede que viveu durante a primeira metade do período Cretáceo. Media cerca de 5 metros, tinha 1,7 metros de altura e pesava cerca de 1,5 toneladas.

Era dotado de dois chifres laterais situados na área do pescoço e foi um dos primeiros dinossauros a desenvolver uma armadura protetora nas costas, sendo assim um ancestral dos anquilossauros.

O dinossauro, com a “armadura” e o intestino fossilizados intactos, veio de uma escavação realizada há seis anos nas areias do norte de Alberta, que no passado terá sido o fundo de um mar. A área está repleta de fósseis desde o início dos registos.

Mariana Ruiz / Wikimedia

O nodossauro (Nodosaurus textilis, do latim "lagarto nódulo")

O nodossauro (do latim Nodosaurus textilis ou lagarto nódulo)

“Um mineiro viu um bloco com um padrão engraçado e entrou em contacto com um geólogo”, destacou Brinkman. O fóssil, fotografado para a nova edição da revista National Geographic, está exposto desde sexta-feira num museu de Alberta.

A lei de Alberta designa todos os fósseis como propriedade da província, não dos proprietários da terra onde são encontrados. A maioria é descoberta depois de ser exposta pela erosão, mas a mineração também provou ser um benefício para os paleontólogos.

Don Brinkman disse que o museu foi muito cuidadoso para não inibir a atividade industrial da zona ao recuperar fósseis, para que os trabalhadores não tenham medo de os informar quando encontram algo “estranho”.

“Estas são espécies que nunca seriam recuperadas de outra forma. Nós recebemos duas ou três espécies significativas a cada ano”, sublinha Brinkman.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Se não me engano o primeiro dinossauro “mumificado” a ser encontrado foi um Hadrossauro no Dakota, EUA… e que chegou a ser apresentado num documentário da National Geografic, que patrocinou o estudo…

RESPONDER

Garcia de Orta. Governo admite recorrer a pediatras do privado para assegurar urgência

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos, disse que a falta de médicos pediatras nas urgências do hospital Garcia de Orta “é uma situação que não é possível resolver de um …

Cientistas descobrem um novo benefício de tomar chá

https://vimeo.com/366605754 Se já se sabia que beber chá era bom para a nossa saúde, uma nova investigação vem confirmar ainda mais essa ideia. Cientistas encontraram no chá um novo benefício para o nosso cérebro. Várias investigações apontam …

Governo da Escócia quer novo referendo sobre independência em 2020

A ministra principal da Escócia e líder do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Nicola Sturgeon, afirmou esta terça-feira que quer um novo referendo sobre a independência em 2020 e abrir negociações com Londres até ao fim …

As bactérias contradizem Darwin: a mais apta não sobrevive

Uma recente investigação levada a cabo pela Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, revela que, no que diz respeito às bactérias, a "sobrevivência das mais cooperativas" excede a "sobrevivência das mais fortes". As bactérias são capazes de …

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …