Cientistas revelam o dinossauro mais bem preservado do mundo

governmentofalberta / Flickr

O nodossauro media cerca de 5 metros, tinha 1,7 metros de altura e pesava cerca de 1,5 toneladas.

O nodossauro media cerca de 5 metros, tinha 1,7 metros de altura e pesava cerca de 1,5 toneladas.

Um grupo de geólogos revelou aquele que é, provavelmente, o dinossauro mais bem conservado da história. Depois de ter passado cerca de 110 milhões de anos soterrado, este dinossauro herbívoro e quadrúpede apresenta um incrível estado de preservação.

Os cientistas não têm muitas informações sobre a morte do dinossauro mas, de alguma forma, o corpo do animal acabou no fundo de um mar antigo em Alberta, no Canadá.

De acordo com os especialistas, os minerais mantiveram os restos mortais do animal incrivelmente intactos, e transformaram gradualmente o corpo num fóssil. Quando o dinossauro foi descoberto, em 2011, os cientistas rapidamente perceberam que era o melhor preservado do género.

“É basicamente uma múmia de dinossauro – é realmente excepcional”, diz Don Brinkman, diretor de preservação no Royal Tyrrell Museum.

O nodossauro foi uma espécie de dinossauro herbívoro e quadrúpede que viveu durante a primeira metade do período Cretáceo. Media cerca de 5 metros, tinha 1,7 metros de altura e pesava cerca de 1,5 toneladas.

Era dotado de dois chifres laterais situados na área do pescoço e foi um dos primeiros dinossauros a desenvolver uma armadura protetora nas costas, sendo assim um ancestral dos anquilossauros.

O dinossauro, com a “armadura” e o intestino fossilizados intactos, veio de uma escavação realizada há seis anos nas areias do norte de Alberta, que no passado terá sido o fundo de um mar. A área está repleta de fósseis desde o início dos registos.

Mariana Ruiz / Wikimedia

O nodossauro (Nodosaurus textilis, do latim "lagarto nódulo")

O nodossauro (do latim Nodosaurus textilis ou lagarto nódulo)

“Um mineiro viu um bloco com um padrão engraçado e entrou em contacto com um geólogo”, destacou Brinkman. O fóssil, fotografado para a nova edição da revista National Geographic, está exposto desde sexta-feira num museu de Alberta.

A lei de Alberta designa todos os fósseis como propriedade da província, não dos proprietários da terra onde são encontrados. A maioria é descoberta depois de ser exposta pela erosão, mas a mineração também provou ser um benefício para os paleontólogos.

Don Brinkman disse que o museu foi muito cuidadoso para não inibir a atividade industrial da zona ao recuperar fósseis, para que os trabalhadores não tenham medo de os informar quando encontram algo “estranho”.

“Estas são espécies que nunca seriam recuperadas de outra forma. Nós recebemos duas ou três espécies significativas a cada ano”, sublinha Brinkman.

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Se não me engano o primeiro dinossauro “mumificado” a ser encontrado foi um Hadrossauro no Dakota, EUA… e que chegou a ser apresentado num documentário da National Geografic, que patrocinou o estudo…

Afinal, o Espaço não é assim tão escuro. Há brilho de origem desconhecida

Uma equipa de cientistas usou a New Horizons para medir a luminosidade do Espaço profundo e os resultados surpreenderam-na. Há muito tempo que os cientistas tentam perceber qual a luminosidade do Espaço, se lhe retirarmos todas …

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …