Cientistas detetam bolhas de gás que ajudam a perceber a formação das galáxias

NASA

-

Investigadores do Instituto de Astrofísica do Porto encontraram enormes bolhas de gás e poeira à volta de duas galáxias longínquas que ajudam a compreender melhor os buracos negros e a sua influência na formação de galáxias.

Através desta descoberta, os cientistas podem adquirir “uma nova compreensão” sobre a “forma como os buracos negros supermassivos afetam a evolução das galáxias onde se encontram” e perceber “a evolução das galáxias mais massivas do Universo”, disse o investigador do IA e da Universidade do Porto (UP) Andrew Humphrey.

De acordo com o especialista, estas bolhas de gás e a poeira foram descobertas em duas rádio galáxias que se encontram a cerca de 11,5 mil milhões de anos-luz de distância.

Estas são das galáxias que contêm núcleos ativos mais energéticos que se conhece, tendo os buracos negros “mais massivos” e as “mais potentes emissões contínuas de energia conhecidas”.

As rádio galáxias são, segundo indica o investigador, um tipo de galáxias “muito brilhantes”, que consomem material (como o gás) a taxas “extremamente elevadas”, provocando uma emissão de radiação em todo o espetro eletromagnético.

As “superbolhas de gás” à volta das rádio galáxias “TXS0211?122” e “TXS 0828+193”, agora descobertas, foram, “muito provavelmente”, provocadas pela atividade de “feedback”, que ocorre quando os buracos negros presentes nelas injetam grandes quantidades de material e de energia na galáxia-mãe.

Esse fenómeno origina “fortes ventos, que empurram gás e poeiras, formando uma superbolha em expansão”, que pode chegar ao espaço interestelar.

A radiação ultravioleta emitida pelo buraco negro pode “inibir temporariamente a formação de estrelas”, ao ionizar o gás no meio interestelar, e o gás a cair para o buraco negro pode levar a uma “inibição permanente de formação de estrelas”, referiu o investigador.

Andrew Humphrey revela que já houve deteções anteriores a esta de saídas de gás de galáxias, no entanto, as “super bolhas” descobertas neste trabalho são “únicas por serem tão grandes e conterem tanto gás”.

Para observar as rádio galáxias, designadas por “TXS0211?122” e “TXS 0828+193”, foram utilizados dois dos maiores telescópios da atualidade, o Keck II, localizado no Havai, e o Gran Telescópio de Canárias (GCT), em Espanha.

Este estudo é liderado pela estudante de doutoramento do IA e da Faculdade de Ciências da UP (FCUP) Sandy Moraes e deu origem ao artigo publicado recentemente na revista científica Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma forma de reduzir erros na computação quântica (e já sabemos qual é)

Na computação quântica, assim como no trabalho em equipa, um pouco de diversidade pode ajudar a melhorar o resultado. Esta pode mesmo ser a chave para pôr fim aos erros na computação quântica. Ao contrário dos …

Coimbrões 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto venceu hoje o Coimbrões, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal que os «dragões» resolveram com três golos nos 12 minutos iniciais. Aproveitando a inexperiência e nervosismo da formação …

Produção de filmes em Hollywood é um inimigo silencioso do ambiente

Hollywood é casa para a maioria dos grandes filmes produzidos que estreiam nas salas de cinema espalhadas por todo o mundo. Contudo, consegue ser bastante prejudicial para o meio ambiente e, mais do que nunca, …

O escorbuto era uma doença comum entre piratas, mas pode estar de regresso

O número de casos de escorbuto no Reino Unido mais do que duplicou nos últimos anos. A desnutrição é um dos principais responsáveis pelo regresso desta doença. O escorbuto está em ascensão no Reino Unido e …

Dois veleiros robotizados vão medir alterações climáticas no Atlântico

Dois veleiros de navegação robotizada vão medir, durante os próximos quatro meses, a pegada das mudanças climáticas no oceano Atlântico e irão passar pela Madeira e Cabo Verde. A Plataforma Oceânica das Canárias (PLOCAN) libertou esta …

A educação científica está sob ataque legislativo nos Estados Unidos

São inúmeros os professores de ciências que trabalham diariamente nas escolas públicas dos Estados Unidos para garantir que os alunos estão equipados com o conhecimento teórico e prático necessário para enfrentar o futuro. No entanto, …

João Félix saiu lesionado com gravidade no jogo contra o Valência

João Félix, avançado português do Atlético de Madrid, saiu este sábado lesionado com "forte torção no tornozelo direito", ao minuto 78 do jogo contra o Valência, da nona jornada da Liga espanhola de futebol, disputado …

As traças ficaram mais escuras por causa da Revolução Industrial? Cientistas já sabem a resposta

No virar do século XIX, na Grã-Bretanha, traças de todo o país começaram a ficar gradualmente mais escuras em resposta à forte poluição provocada pela Revolução Industrial. A Revolução Industrial foi um período de grandes transformações …

Mais de mil médicos foram alvo de processos disciplinares. 45 foram condenados, nenhum foi expulso

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados este sábado divulgados. Segundo os dados da Ordem dos Médicos, os conselhos disciplinares …

Publicar no Instagram rende mais a Ronaldo do que jogar na Juve

As publicações pagas no Instagram rendem mais a Cristiano Ronaldo do que jogar na Juventus, revela um estudo do Buzz Bingo. O internacional português foi a personalidade mais bem paga neste rede social em 2018. De …