Os cientistas podem ter descoberto por que a menstruação dói tanto

estherase / Flickr

Cerca de 80% das mulheres relatam ter tensão pré-menstrual

Um grupo de investigadores pode ter descoberto novas pistas que ajudam a explicar por que motivo a dor menstrual e os sintomas pré-menstruais (TPM) podem ser tão dolorosos para algumas mulheres. 

Num grande estudo realizado em 2016, os cientistas descobriram uma ligação entre um biomarcador de inflamação e o nível de TPM, que sugere que a inflamação aguda pode estar a provocar todas as cólicas e o inchaço pré-menstrual.

Há anos que os cientistas sabem que medicamentos anti-inflamatórios podem ajudar durante o período pré-menstrual e, a maioria dos médicos, já os recomenda para amenizar as dores. No entanto, este é o primeiro estudo em grande escala a identificar uma ligação biológica entre a inflamação e os sintomas pré-menstruais.

Esta ligação pode, no futuro, ajudar os cientistas a encontrar tratamentos mais eficazes, que possam servir de alternativa aos analgésicos vendidos sem receita médica.

Depois de examinar 2939 mulheres nos Estados Unidos, uma equipa da Universidade da Califórnia, nos EUA, mostrou que havia uma correlação positiva entre a nível da TPM e a presença de uma proteína c-reativa de grande sensibilidade (hs-CRP).

Esta proteína de alta sensibilidade é um biomarcador para a inflamação corporal. Tendo isso em conta, os cientistas sugerem que quanto maior for a presença desta proteína, maior será a inflamação corporal da mulher e, por isso, o seu período pré-menstrual será mais doloroso – excluindo as dores de cabeça.

“Os sintomas de humor pré-menstrual, cólicas abdominais, dor nas costas, apetite, aumento de peso, inchaço e dor mamária – mas não a cefaleia – podem estar significativa e positivamente relacionados a níveis elevados de hs-CRP, embora com associações modestas, mesmo após o ajuste com múltiplas outras variáveis”, relataram os investigadores no Journal of Women’s Health.

Esta pesquisa pode ser um grande avanço, uma vez que 80% das mulheres relatam ter TPM e há pouca pesquisa sobre as causas ou possíveis tratamentos. Atualmente, as melhores opções passam pelos analgésicos vendidos sem receita médica ou, nos cenários mais complicados, um anti-inflamatório com prescrição.

Ou seja: durante anos, milhares de mulheres enfrentaram sintomas e desconforto pré-menstrual – que vão desde náuseas e vómitos até à depressão -, por não haver muitas escolhas para o tratamento. No início de 2016, John Guillebaud, professor de saúde reprodutiva da University College London, disse que o campo foi negligenciado durante décadas porque “os homens não compreendem a situação”.

No entanto, se mais fatores biológicos associados à TPM forem encontrados, os cientistas poderão desenvolver tratamentos melhores ou, pelo menos, identificar os de maior risco. A descoberta deste biomarcador dá aos cientistas algumas novas pistas sobre o que investigar de seguida.

“Os resultados também sugerem que os fatores associados a cada sintoma pré-menstrual são complexos, sugerindo mecanismos potencialmente diferentes para a etiologia de alguns sintomas. A inflamação pode desempenhar um papel mecanicista na maioria das TPM, embora seja ainda necessário um estudo longitudinal destas relações”, pode ler-se no estudo.

“No entanto, pode ser útil para a prevenção recomendar às mulheres que evitem comportamentos associados à inflamação, e os agentes anti-inflamatórios podem ser úteis para o tratamento desses sintomas”.

PARTILHAR

RESPONDER

Britânicos chamados às urnas para decidir o futuro do país e do Brexit

Cerca de 46 milhões de britânicos vão esta quinta-feira votar nas eleições legislativas antecipadas no Reino Unido, convocadas pelo governo para tentar desbloquear o impasse criado no parlamento sobre o processo de saída do país …

Encontrados destroços e restos mortais na área onde desapareceu avião militar chileno

A Força Aérea do Chile (FACH) e o Ministério da Defesa brasileiro informaram esta quarta-feira que foram encontrados a flutuar no mar destroços e objetos pessoais na área onde uma aeronave militar desapareceu na segunda-feira …

Jack Burns, ator da série Outlander, morre aos 14 anos

O ator Jack Burns, que participou na série "Outlander", morreu aos 14 anos, no passado dia 1 de dezembro. O jovem foi encontrado já sem vida na sua casa em Greenrock, na Escócia. O óbito foi …

As pessoas estão a ser envenenadas por óleos essenciais (e pode ser fatal)

https://vimeo.com/378812079 Óleos essenciais cheiram bem, mas, se ingeridos oralmente, podem causar muitos problemas, incluindo toxicidade severa, pondo a vida em risco.  Estudos recentes mostraram que envenenamentos com óleos essenciais têm sido cada vez mais comuns e mais …

Cientistas criam hidrogel que se cura a si mesmo como a pele humana

A carne artificial, que pode vir a ser essencial para futuros desenvolvimentos em robótica e dispositivos médicos, está cada vez mais próxima de se tornar realidade. Cientistas na Austrália criaram um novo material gelatinoso que, asseguram, …

As estranhas "riscas de tigre" de Encélado foram finalmente explicadas

A lua gelada de Saturno, Encélado, tem despertado especial interesse na comunidade científica desde que foi observada em detalhe pela sonda espacial da NASA Cassini em 2005. Agora, uma equipa de cientistas encontrou resposta para …

Nicolas Bourbaki foi o maior matemático de sempre (mas nunca existiu)

Considerado como um dos maiores matemáticos de sempre, Nicolas Bourbaki não passava de um pseudónimo adotado por um grupo de grandes matemáticos, que revolucionou a matemática como a conhecemos. Nicolas Bourbaki está entre os maiores matemáticos …

No aquário do Tennessee, é uma enguia que acende as luzes da árvore de Natal

A enguia Miguel Wattson é a responsável pelo espírito natalício que se vive no Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos. O Aquário do Tennessee, nos Estados Unidos, encontrou uma forma inusitada de celebrar esta época festiva: …

Há 34 anos, Diana dançou com Travolta. Agora, o seu vestido foi vendido por 261 mil euros

O vestido que a Princesa Diana usou para jantar na Casa Branca, em 1985, foi vendido por mais de 261 mil euros. O vestido azul que a Princesa Diana usou num jantar na Casa Branca, em …

Doentes crónicos com baixo nível de literacia em saúde recorrem mais às urgências

Os doentes crónicos e com um nível de literacia em saúde mais baixo utilizam mais vezes os serviços de urgência hospitalares e dos centros de saúde, bem como as consultas de medicina geral e familiar, …