Cientistas intrigados com o mais antigo DNA humano, encontrado em fóssil em Espanha

DR Kennis&Kennis / Madrid Scientific Films

Os hominídeos da "Sima de los Huesos" viveram no que hoje é o norte de Espanha, há 400.000 anos (foto: d.r. Kennis&Kennis / Madrid Scientific Films)

Os hominídeos da “Sima de los Huesos” viveram no que hoje é o norte de Espanha, há 400.000 anos (foto: d.r. Kennis&Kennis / Madrid Scientific Films)

O material genético, ou DNA, de um homem primitivo, de 400 mil anos, foi reconstituído a partir de um osso encontrado em espanha, na gruta “Sima de los Huesos”, divulgou a revista Nature.

Trata-se do fóssil humano mais antigo onde foi encontrado DNA até agora. O genoma revelado corresponde ao de um fémur com 400 mil anos, encontrado em Atapuerca, no norte de Espanha.

De acordo com a Nature, só em solo gelado tinha sido possível, anteriormente, recuperar DNA com esta antiguidade, mas não era humano. A equipa de investigadores do complexo arqueológico de Atapuerca e do Instituto Max Planck de Antropologia Evolutiva, de Leipzig, na Alemanha, refere que as particulares condições da gruta “Sima de los Huesos” permitiram a conservação excepcional de ossos humanos.

A gruta “Sima de los Huesos”, Património da Humanidade, é considerada a maior jazida de fósseis humanos do Pleistoceno Médio, com cerca de 500 mil a 120 mil anos.

Além de ossadas de animais, foram descobertos na gruta pelo menos 28 esqueletos completos de hominídeos, ainda que os seus ossos se encontrem muito fragmentados, dispersos e misturados.

Fémur encontrado na gruta "Sima de los Huesos" (foto: d.r. Matthias Meyer / Nature)

Fémur encontrado na gruta “Sima de los Huesos” (foto: d.r. Matthias Meyer / Nature)

Neanderthal ou Denisova?

A ausência de mutações mais recentes no genoma permitiu aos cientistas estimar que o hominídeo, ao qual pertencia o fémur encontrado, tinha pisado solo espanhol há 400 mil anos.

A anatomia do fóssil fez inicialmente crer aos investigadores, liderados pelo antropologista  Matthias Meyer,  que seria de um exemplar dos primeiros Neanderthal. Mas o DNA sequenciado revelou tratar-se na realidade de um hominídeo do ramo Denisova. Até agora, os Homens de Denisova só tinham sido encontrados na Sibéria.

O facto de o DNA do Homem de Sima partilhar um antepassado com o Homem de Denisova em vez de um Neanderthal intriga os cientistas, uma vez que os fósseis encontrados apresentam caracteristicas físicas smelhantes às dos Neanderthal.

Segundo Mathias Meyer, “dada a idade do fóssil, as parecenças com os Neanderthal e os traços Denisova no DNA, é provável que o Homem de Sima seja descendente de população ancestral comum tanto aos Neanderthal como aos Homens de Denisova.

Árvore de linhagens da espécie humana (imagem: d.r. Smithsonian)

Árvore de linhagens da espécie humana (imagem: d.r. Smithsonian)

ZAP/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …