Cientistas identificaram a causa física da depressão no cérebro

A região do cérebro que serve de fonte da sensação de depressão acaba de ser identificada através de novos dados conseguidos através de ressonâncias magnéticas. Esta é mais uma prova de que a depressão não é apenas uma “coisa da tua cabeça”, como algumas pessoas costumam dizer.

Uma equipa de cientistas analisou o cérebro de mais de 900 pessoas e os resultados sugerem que a sensação de perda e de baixa auto-estima está ligada ao funcionamento do córtex orbitofrontal – região associada à integração sensorial, às expectativas e à tomada de decisões.

“A nossa descoberta, aliada aos dados que recolhemos, permite-nos localizar as raízes da depressão, o que poderá abrir novas portas para tratamentos terapêuticos para esta doença horrível”, explica o psiquiatra Jianfeng Fend, da Universidade de Warwick, no Reino Unido, e da Universidade Fudan, na China.

Para isolar os mecanismos cerebrais ligado à depressão, a equipe de Feng recrutou 909 pessoas na China para fazerem ressonâncias. Desse grupo, 421 voluntários tinham um diagnóstico de depressão, enquanto os restantes (488) não apresentavam qualquer sinal da doença.

Os exames mostraram que a depressão está relacionada com a atividade neuronal de duas porções diferentes do córtex orbifrontal: a parte mediana e a lateral.

A porção mediana funciona quando recebe recompensas, ou seja, quando algo bom acontece, essa parte ativa-se e sentimo-nos bem com isso.

(dr) University of Warwick

-

No entanto, os investigadores descobriram que os participantes com depressão apresentaram conexões neuronais mais fracas com o sistema de memória do hipocampo.

Ainda não é claro quais as implicações desse fenómeno mas isso pode significar que as pessoas com esta doença têm mais dificuldade em relembrar memórias felizes ou positivas.

Além disso, os pacientes com depressão apresentaram conexões neuronais mais fortes à volta do córtex orbifrontal lateral, o que está ligado aos processos de não-recompensa.

Essas conexões fortes relacionavam-se com partes do cérebro como o precuneus – que está relacionado com a noção de si mesmo – e com o giro angular, responsável pela recuperação de memórias e da atenção.

Estas conclusões, agora publicadas na revista científica Brain, sugerem que as pessoas com depressão têm mais facilidade em reviver experiências negativas e, pelo contrário, mais dificuldade em sentir-se bem consigo mesmo.

Ao comparar os pacientes depressivos que tomavam medicamentos para a doença e aqueles que não o faziam, foi possível observar que o medicamento consegue enfraquecer a ligação que dá ênfase às experiências negativas.

ZAP / Hypescience

PARTILHAR

RESPONDER

Novas linhas ferroviárias de alta velocidade. Porto-Lisboa vai fazer-se em 1h15 (e Porto-Vigo em apenas 1h)

O Governo anunciou, esta quinta-feira, o Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030, que tem como um dos principais focos uma nova linha ferroviária de alta velocidade para ligar Lisboa-Porto num hora e 15 minutos. O jornal …

Arqueólogos descobrem esqueleto que acreditam pertencer a guerreiro anglo-saxão

Uma equipa de arqueólogos desenterrou um esqueleto que parece ter pertencido a um guerreiro anglo-saxão. Os especialistas dizem que a descoberta lança uma nova luz sobre a ascensão e queda das tribos locais. O esqueleto foi …

Ana Rita Cavaco ataca plano de inverno (e duvida que Marcelo "tenha ficado mais sossegado")

Ana Rita Cavaco reuniu-se com Marcelo Rebelo de Sousa, mas duvida que o Presidente tenha ficado mais tranquilo após ter ouvido os representantes do setor da Saúde, no Palácio de Belém. Ana Rita Cavaco, presidente da …

Nuno Mendes, "hábil como Ronaldinho"

  Portal conceituado destaca o jovem lateral do Sporting e cita Cristiano Ronaldo... várias vezes. Gigantes europeus atentos à evolução do jogador. Nuno Mendes é o foco de um artigo do portal Goal, embora Ronaldo (e Ronaldinho) …

Irão e Rússia estarão a tentar interferir nas presidenciais dos EUA

O diretor nacional dos serviços de informação dos Estados Unidos disse na quarta-feira que Irão e Rússia obtiveram informações dos eleitores norte-americanos e que estão a tentar interferir nas eleições presidenciais de 3 de novembro. "Queremos …

Cientistas revertem a doença de Parkinson em ratos

Uma equipa de cientistas conseguiu reverter totalmente a doença de Parkinson em ratos. Os animais deixaram de apresentar sintomas e recuperaram neurónios. A doença de Parkinson resulta da redução dos níveis de uma substância que funciona …

Entrevista a Carlos Cueva, autor de estudo inédito sobre os jogos à porta fechada

Carlos Cueva, 34 anos e professor na Universidade de Alicante há seis anos. Estudou em Inglaterra, onde completou um doutoramento em Economia. O ensino e a investigação ocupam o seu tempo. É especialista em investigação …

Ministro da Saúde do Brasil infetado com covid-19

Eduardo Pazuello, ministro da Saúde brasileiro, está infetado. Também esta quarta-feira, o governante foi admoestado por Jair Bolsonaro, que negou haver intenção do Brasil comprar 46 milhões de doses de vacina chinesa. O ministro da Saúde …

PSD vai votar contra o OE2021. PS acusa Rio de abandonar defesa do "interesse nacional"

O secretário-geral adjunto socialista disse esta quarta-feira que não surpreende o voto contra do PSD à proposta de Orçamento do Estado para 2021 (OE2021), considerando, no entanto, que Rui Rio “deixou cair” o valor do …

As vacas preferem interagir cara a cara com as pessoas. Ficam mais relaxadas

Um novo estudo descobriu que as vacas preferem interagir com os seres humanos cara a cara e que ficam os animais ficam mais relaxados com este tipo de interação do que quando ouvem uma voz …