Cientistas identificam pela primeira vez no espaço organismos desconhecidos

A centenas de quilómetros acima da Terra, há biliões de bactérias a viver na Estação Espacial Internacional. Agora, o programa Genes in Space-3 permitiu que astronautas da NASA identificassem e analisassem microrganismos no espaço pela primeira vez.

A capacidade de identificar estes organismos na Estação Espacial Internacional é algo no qual a NASA tem vindo a trabalhar há já algum tempo, que tornaria possível diagnosticar doenças de astronautas, estudar micróbios que resistem em microgravidade e até identificar a vida extraterrestre.

Agora, o projeto Genes in Space-3 permite, pela primeira vez, que os bioquímicos da NASA identifiquem os micróbios a bordo da estação espacial. Anteriormente, a única forma de identificar micróbios era enviá-los de volta para a Terra. Mas este novo projeto permitiu que os organismos fossem sequenciados a bordo da EEI.

Dado que certos micróbios demonstraram a capacidade de sobreviver no vácuo do espaço, tendo sido encontrados a viver fora da EEI, ser capaz de identificar rapidamente estes organismos ajudará a descartar – ou a confirmar – se são terrestres ou não. Até agora, todos os micróbios encontrados dentro e fora da estação espacial são de origem terrestre.

Identificar os micróbios foi um processo que envolveu dois passos distintos. Primeiro, a astronauta e bioquímica da NASA, Peggy Whitson, recolheu amostras e sujeitou-as à Reação em Cadeia de Polimerase (PCR), uma técnica que amplifica uma amostra de ADN de forma a criar várias cópias do material genético.

O segundo passo foi o sequenciamento e a identificação dos micróbios, usando o dispositivo portátil Minion da EEI. No entanto, o furacão Harvey impediu os microbiologistas do Centro Espacial Johnson de comunicarem com Whitson.

De acordo com o Science Alert, o problema foi resolvido fazendo uma cópia do telemóvel de Sarah Wallace, microbiologista da NASA a trabalhar no Centro Espacial Johnson, em Houston. Graças a essa cópia, Wallace foi capaz de ajudar a orientar Whitson.

Whitson usou placas de Petri para recolher amostras de várias superfícies da EEI. Dentro do laboratório Destiny, Whitson trabalhou na Microgravity Science Glovebox, na EEI, para poder transferir as células de colónias bacterianas cultivadas nas placas de Petri para tubos de ensaio. Foi a primeira vez que este processo foi realizado no espaço.

A NASA não disse especificamente que organismos foram identificados, mas afirmou serem micróbios comuns na Terra. As amostras foram enviadas à Terra para a equipa do Centro Espacial Johnson, de maneira a confirmar os resultados.

Esta é a primeira vez que uma amostra foi recolhida e testada no espaço. Um conjunto de micróbios já tinha sido sequenciado na EEI por Kate Rubins em 2016, mas as amostras foram pré-preparadas na Terra.

“Juntar a Reação em Cadeia de Polimerase e o sequenciamento do ADN em microgravidade pela primeira vez, é uma colaboração útil que permite aplicações na biologia molecular extremamente poderosas”, explica Wallace.

Este novo projeto irá acelerar o processo de análise de microrganismos no espaço, podendo ajudar, por sua vez, na identificação de formas de vida potencialmente alienígenas.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Asteróide passará esta sexta-feira pela Terra a 27.000 km/hora

Um asteróide de grandes dimensões passará pela Terra, atingindo o seu ponto mais próximo do nosso planeta esta sexta-feira, dia 6 de dezembro. O corpo celeste, importa frisar, não representa qualquer perigo para o Homem. …

Banco de França vai testar moeda digital em 2020

O governador do Banco de França anunciou na quarta-feira o lançamento de testes no próximo ano para uma moeda digital, que pode servir de precedente para uma iniciativa do mesmo tipo à escala da zona …

Atlético de Madrid na corrida por Gabigol

O Atlético de Madrid entrou na corrida pela contratação de Gabigol, o artilheiro que está ao serviço do Flamengo por empréstimo do Inter de Milão. A notícia é avançada pelo jornal italiano Gazzetta Dello Sport, …

Australiana condenada a prisão por ter mentido no currículo

Uma australiana de 45 anos foi condenada a um ano de prisão efetiva por ter mentido no seu currículo para conseguir uma vaga no Governo regional, conta esta quinta-feira a ABC Australia. Veronica Hilda Theriault foi …

Homem da comunicação de Rui Rio pertence à maçonaria

João Tocha, o homem que o líder do PSD escolheu para fazer parte da sua comunicação, é maçon, avança a revista Visão esta quinta-feira. Em declarações à Visão, João Tocha, iniciado no Grande Oriente Lusitano …

Marco Silva despedido do Everton

O treinador português Marco Silva foi hoje despedido pelo Everton, clube da Primeira Liga inglesa de futebol, um dia depois do desaire por 5-2 no reduto do rival da cidade, o campeão europeu Liverpool. “O Everton …

Líder Supremo do Irão aprova medidas para reconhecer como "mártires" os mortos dos recentes distúrbios

O líder supremo do Irão aprovou as recomendações de um relatório oficial propondo o reconhecimento como "mártires" dos mortos nos recentes distúrbios no país sem que tenham "desempenhado qualquer papel", indicou esta quinta-feira o seu …

OE2020. Governo quer baixar preço da luz sem mexer no IVA

O Governo socialista está a estudar hipóteses "alternativas" para baixar o preço da luz sem mexer na taxa do IVA, devendo estas soluções constar já da proposta inicial do Orçamento de Estado para 2020 (OE2020). De …

Pelosi acionou votação para impeachment a Trump. "Os factos são incontestáveis"

A Presidente da Câmara de Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, anunciou esta quinta-feira que o órgão irá avançar com a redação de acusações contra o Presidente norte-americano, no âmbito do processo de impeachment. “As ações …

Relação volta a contrariar Ivo Rosa. Depoimentos de Salgado nos casos BES e Monte Branco podem ser usados na Operação Marquês

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) autorizou a utilização na Operação Marquês dos depoimentos do banqueiro e arguido Ricardo Salgado, prestados nos processos Monte Branco e Universo GES/BES, contestando a decisão de Ivo Rosa, …