Cientistas utilizam IA para criar antibiótico que mata até as bactérias mais resistentes

herraez / Canva

Investigadores norte-americanos utilizaram mecanismos de inteligência artificial para criar um poderoso, capaz de matar algumas das bactérias resistentes mais perigosas do mundo.

Segundo informou o Guardian, este fármaco atua de maneira diferente dos antibacterianos existentes, tendo os testes já realizados comprovado que o mesmo elimina uma variedade de bactérias resistentes, incluindo dois tipos que a Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica como “críticos”.

“Em termos de descoberta de antibióticos, é absolutamente a primeira vez” que é feito algo do género, disse Regina Barzilay, investigadora e especialista em ‘machine learning’ no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos (EUA).

Para James Collins, bioengenheiro da equipa do MIT, este “é um dos antibióticos mais poderosos já descobertos”. “Tem uma atividade notável contra uma ampla gama de agentes patogénicos resistentes a antibióticos”, acrescentou.

A resistência aos antibióticos surge quando as bactérias sofrem mutações e evoluem para contornar os mecanismos que os fármacos utilizam para matá-las. Caso não se criem novos antibióticos até 2050, a cada ano, 10 milhões de pessoas podem estar em risco devido a infeções.

Para encontrar novos antibióticos, os cientistas criaram um algoritmo de ‘deep learning’ que identifica os tipos de moléculas que matam bactérias. Recorreram depois ao um programa que fornece dados sobre as características atómicas e moleculares de quase 2.500 medicamentos e compostos naturais, bem como a sua atuação perante as bactérias.

Assim que o algoritmo aprendeu quais as características moleculares que produziam bons antibióticos, os cientistas “soltaram-no” numa biblioteca que contém mais de seis mil compostos sob investigação para o tratamento de várias doenças humanas.

O algoritmo concentrou-se em compostos que pareciam eficazes, mas diferentes dos antibióticos existentes, aumentando a probabilidade de os medicamentos funcionarem de novas maneiras, às quais os insetos ainda não têm resistência.

Jonathan Stokes, o primeiro autor do estudo, disse que demorou algumas horas para o algoritmo avaliar os compostos e apresentar antibióticos promissores. Um desses, que denominaram “halicina”, foi utilizado pelos investigadores para tratar inúmeras infeções resistentes aos medicamentos. O composto foi originalmente desenvolvido para tratar a diabetes, mas caiu no esquecimento antes de chegar à clínica.

Testes em bactérias coletadas em pacientes mostraram que a halicina é capaz de destruir, entre outras, a bactéria ‘Mycobacterium tuberculosis’, que causa a tuberculose.

Para desenvolver novos medicamentos, a equipa recorreu a um banco de dados digital, que contém cerca de 1,5 mil milhões de compostos. Três dias depois de iniciar, o programa criou uma lista de 23 antibióticos.

De acordo com Jonathan Stokes, seria impossível rastrear todos os 107 milhões de compostos pela via convencional e testá-las em laboratório. “Ser capaz de realizar essas experiências no computador reduz drasticamente o tempo e o custo de análise desses compostos”, frisou.

Regina Barzilay quer agora usar o algoritmo para encontrar antibióticos que sejam mais seletivos, buscando eliminar as bactérias que causam a infeção e não as que são saudáveis ​e vivem no intestino.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Enquanto Flamengo afasta regresso de Jorge Jesus, o "Galo" vem ao ataque

O treinador benfiquista afasta o cenário de uma saída precoce do Estádio da Luz. O Flamengo rejeita o regresso de Jorge Jesus, enquanto o Atlético Mineiro manifesta o seu interesse. Jorge Jesus foi categórico: "Não vou …

"Ihor gritava como um cão atropelado". Seguranças contam nova versão em tribunal

O segurança Manuel Correia testemunhou esta quarta-feira que “ouviu gritos” de Ihor Homeniuk vindos de uma sala do SEF no aeroporto de Lisboa e que encontrou um dos inspetores com um pé em cima da …

Dos pés de Cancelo para a cabeça de Bernardo Silva. City ganha na Champions com um golo 100% português

Os internacionais portugueses João Cancelo e Bernardo Silva foram fundamentais para a vitória do Manchester City sobre o Borussia Monchengladbach (2-0), na primeira mão dos oitavos da Liga dos Campeões, com ação direta nos dois …

"População não interiorizou a gravidade da situação". Depois de Siza, Cabrita aponta o dedo aos portugueses

Num relatório sobre a aplicação do decreto do estado de emergência na segunda quinzena de janeiro, Eduardo Cabrita justifica o fecho das escolas e o fim das vendas ao postigo, culpando a população pelas decisões …

Esta época há menos 500 clubes. "É o drama absoluto", diz presidente da FPF

Esta época há menos 500 clubes em comparação com a temporada transata. O presidente da FPF, Fernando Gomes, classifica a situação de "drama absoluto". A pandemia de covid-19 e a consequente interrupção das competições foi um …

Psicólogos no recrutamento e mudanças na formação. IGAI quer acabar com discriminação na polícia

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) quer envolver psicólogos no processo de recrutamento de novos polícias e rever os currículos de formação para acabar com práticas discriminatórias nas forças de segurança. As alterações no processo de …

Coleção de joias da era Viking é encontrada na Ilha de Man. É "excecionalmente rara"

Uma coleção de joias da era Viking foi encontrada na Ilha de Man, entre Inglaterra e a Irlanda, em novembro de 2020 e foi agora classificada como tesouro. Os especialistas acreditam que os artefactos, descobertos …

“As brasileiras são mercadoria". Professor da UP suspenso por comentários machistas e xenófobos nas aulas

Após uma denúncia que reuniu assinaturas de mais de uma centena de alunas, o professor auxiliar Pedro Cosme da Costa Vieira foi suspenso pelo período máximo de 90 dias, da Faculdade de Economia da Universidade …

Houve buzinão na Luz (mas sem "carinho"). Jesus culpa covid-19 pela crise do Benfica

Algumas dezenas de adeptos protestaram junto ao Estádio da Luz com um buzinão, entre gritos de "Rua Vieira" devido aos maus resultados do Benfica. Antes disso, Jorge Jesus tinha apelado a um "buzinão de carinho" …

Marcelo remete diretamente para o Governo limites ao ruído nos prédios

O chefe de Estado incluiu o detalhe "decreto-lei do Governo", no novo decreto para a renovação do estado de emergência, para permitir que o Executivo limite o ruído nos prédios. No último decreto que executou o …