Cientistas explicam o mistério dos raros fumadores com pulmões saudáveis

Por que algumas pessoas parecem ter pulmões saudáveis apesar de fumarem muito, durante muitos anos? Depois de analisarem mais de 50 mil casos, cientistas britânicos chegaram a uma conclusão: são mutantes.

O estudo, feito por uma equipa do Medical Resarch Council, agência de investigação do governo britânico, mostrou que algumas mutações no DNA das pessoas aperfeiçoam as suas funções pulmonares e mascaram o impacto mortal causado pelo cigarro.

Segundo os cientistas, a descoberta pode resultar na criação de novos medicamentos para melhorar as funções pulmonares.

No entanto, fizeram questão de ressaltar que não fumar será sempre a melhor opção.

Usando dados de condições de saúde e informações genéticas de um grupo de voluntários, os investigadores analisaram diversos problemas de saúde relacionados com o tabaco, como a chamada doença pulmonar obstrutiva crónica, DPOC, que pode causar falta de ar, tosse e infecções.

Ao comparar fumadores e não fumadores, e cruzar esses dados com pessoas com e sem DPOC, os investigadores descobriram trechos do DNA que reduzem o risco da doença.

Assim, fumadores com “bons genes” apresentaram um risco menor de desenvolver DPOC do que os que tinham “genes ruins”.

Segundo Martin Tobin, professor da Universidade de Leicester e um dos autores do estudo, os genes parecem afetar a maneira como os pulmões crescem e respondem aos danos.

Não há nenhuma solução mágica que garanta protecção contra o fumo. Mesmos estas pessoas com bons genes, ainda terão pulmões menos saudáveis do que teriam se não fumassem”, disse Tobin à BBC.

“A melhor coisa que alguém pode fazer para evitar a DPOC e outras doenças relacionadas com o cigarro, como o cancro de pulmão, é parar de fumar.”

O hábito de fumar também aumenta o risco de doenças do coração e de vários tipos de cancro, mas estes aspectos não foram analisados no estudo.

Os cientistas descobriram também uma parte do código genético que é mais comum em fumadores do que em não-fumadores.

Segundo os investigadores, essa diferença parece alterar as funções cerebrais e o grau de facilidade com que cada um se vicia em nicotina.

“A descoberta traz fantásticas novas pistas sobre como o corpo trabalha, em áreas em que tínhamos pouco conhecimento antes”, afirmou Tobin.

“São descobertas que podem culminar em incríveis progressos em termos de desenvolvimento de novos remédios”, acrescentou o cientista.

O estudo foi apresentando num encontro da European Respiratory Society e publicado na revista científica Lancet Respiratory Medicine.

O director de investigação da British Lung Foundation, Ian Jarrold, afirmou à BBC que esta descoberta representa “um passo significativo para obtermos uma visão mais clara sobre o fascinante e intrincado funcionamento dos pulmões.”

“Entender a predisposição genética é essencial não apenas para nos ajudar a desenvolver novos tratamentos para pessoas com doenças no pulmão, mas também para nos ensinar como é que as pessoas saudáveis podem cuidar melhor de seus pulmões”, acrescentou.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …

Coreia do Norte adverte Sul para não procurar nas suas águas oficial assassinado

A Coreia do Norte pediu hoje à Marinha sul-coreana que deixe de entrar nas suas águas territoriais, numa altura em que Seul procura recuperar o corpo de um oficial sul-coreano morto a tiro no mar …

"Um abandonar dos utentes". Centros de saúde atiram pacientes para farmácias e privados

Sem resposta nos centros de saúde, vários utentes vêm-se obrigados a recorrer ao setor privado e a farmácias. A Entidade Reguladora de Saúde já recebeu várias reclamações. Face à pandemia de covid-19, os centros de saúde …

Polícia treinou uma cadela para farejar provas eletrónicas

No Minnesota, Estados Unidos, a polícia treinou uma cadela para farejar dispositivos eletrónicos. Sota já ajudou a encontrar provas em dez crimes. A polícia estatal do Minnesota treinou uma cadela labrador britânica para farejar dispositivos eletrónicos, …

Trabalhistas lideram primeira sondagem desde que Boris chegou ao poder

O partido do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, situa-se hoje, pela primeira vez desde que chegou ao poder, atrás da oposição trabalhista nas intensões de voto, o que estará relacionado com a gestão da crise pandémica, …