Cientistas estão há uma semana no Ártico cercados por ursos polares

Victor Nikiforov / WWF Rússia

Os ursos polares não costumam atacar humanos, mas casos como este têm-se tornando mais frequentes

Os ursos polares não costumam atacar humanos, mas casos como este têm-se tornando mais frequentes

Os ursos polares estão entre os maiores predadores do mundo e encontram no Ártico espaço para viver livremente. Mas a presença de 5 destes animais está a provocar apreensão nos cientistas de uma estação meteorológica na ilha de Vaygach, no extremo norte da Rússia.

Os ursos cercaram a estação, e há quase uma semana que mantêm um grupo de investigadores isolado dentro do edifício.

Segundo a secção russa da ONG ambiental WWF, que acompanha o caso, o governo russo prometeu ajudar a resolver a situação.

“Não é um problema que estes ursos polares estejam aqui, é o seu território. O problema é que os cientistas não têm o equipamento necessário para evitar um ataque dos ursos”, explicou à BBC o investigador Victor Nikiforov, da WWF.

Os ursos polares, como os que se vêem das janelas da estação, pesam em média 460 quilos e podem chegar a 2,60 metros de comprimento. Além disso, são muito ágeis e podem saltar até 3,65 metros.

Victor Nikiforov / WWF Rússia

Os cientistas não têm armas nem equipamentos para afugentar os ursos

Os cientistas não têm armas nem equipamentos para afugentar os ursos

O grupo de pesquisa meteorológica, constituído por duas cientistas e um mecânico, interrompeu a medição de temperaturas marítimas, que realizavam duas vezes por dia, depois de terem visto dois dos ursos a lutar por comida.

Os investigadores tentaram afugentá-los com very-lights, sem sucesso.

Os animais estão em busca de alimento no seu habitat natural, e não é vulgar que ataquem humanos.

Mas os investigadores têm registado um aumento de casos de ataques de ursos polares nos últimos anos e acreditam que as mudanças climáticas têm forçado estes animais a explorar terras afastadas do seu habitat natural.

Sem armas ou equipamentos para afugentar os animais, só resta agora aos cientistas que vivem na estação meteorológica esperar por auxílio – ou que os ursos desistam do cerco.

ZAP / BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Há centenas de milhares de anos afugentavam-se os predadores com recurso ao fogo. Alguém diga isso às duas cientistas e ao mecânico.

  2. “…mantêm um grupo de investigadores…” Afinal, são só duas cientistas e um mecânico. Felizmente não têm armas. Se lhes derem de comer, os ursos não atacam!

RESPONDER

PEV e PAN ameaçam chumbar Orçamento na especialidade

Esta quarta-feira, em debate sobre o Orçamento do Estado para 2021, PEV e PAN ameaçaram chumbar a proposta de OE na especialidade. No debate sobre o Orçamento do Estado para 2021, no Parlamento, Inês Sousa Real …

Imagens de satélite indicam que Irão começou construções em instalação nuclear

Imagens de satélite divulgadas esta quarta-feira mostram atividades na instalação nuclear iraniana de Natanz, um dia depois de inspetores da Agência Internacional de Energia Atómica confirmarem que o Irão iniciou a construção de uma central …

"Salvadores brancos". Organização vai acabar com as viagens de celebridades a África

A organização Comic Relief vai deixar de enviar celebridades como Ed Sheeran ou Stacey Dooley para fazerem filmes promocionais em países africanos após decidir que a abordagem reforça estereótipos ultrapassados sobre “salvadores brancos”. Além de acabar …

Tragédia no Canal da Mancha. Quatro migrantes morreram em alto mar após Governo rejeitar rota segura

De acordo com as autoridades francesas, quatro migrantes - incluindo duas crianças de cinco e oito anos - morreram ao tentar chegar ao Reino Unido de barco através do Canal da Mancha. O pequeno barco …

Detidos 21 suspeitos de desviarem fundos para financiar Puigdemont na Bélgica

A operação da polícia espanhola contra o alegado desvio de fundos públicos para financiar as despesas do ex-presidente regional catalão Carles Puigdemont fugido na Bélgica resultou hoje em 21 detidos ligados ao movimento independentista na …

Ativista detido depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Museu do Louvre

Mwazulu Diyabanza foi detido na semana passada em Paris, depois de tentar retirar uma escultura indonésia do Louvre. O ativista congolês disse que a ação foi parte de um protesto para que os museus europeus …

Proteção Civil do Porto já pediu recolher obrigatório e recomenda novo estado de emergência

A Proteção Civil do distrito do Porto já avançou com o pedido ao Governo de recolher obrigatório para a região. Marco Martins sugere ainda o regresso ao estado de emergência. Marco Martins, responsável pela proteção Civil …

Exames nacionais de 2021 mantêm normas excecionais criadas no anterior ano letivo

Os professores vão voltar a contabilizar, na classificação dos próximos exames nacionais, apenas as respostas às perguntas obrigatórias e àquelas em que o aluno tenha melhor pontuação, à semelhança das normas excecionais aplicadas no ano …

PSD-Madeira critica preços "pornográficos" e "obscenos" nas viagens da TAP no Natal

O PSD-Madeira voltou nesta quarta-feira a criticar os preços praticados pela TAP nas viagens para a região, referindo que na época do Natal chegam a atingir 1.143 euros, e considerou os valores “pornográficos” e “obscenos”. “São …

Autarca de Roma revela que máfia italiana planeou um ataque contra si e a sua família

A presidente da Câmara de Roma, Virginia Raggi, revelou que grupos do crime organizado planearam matá-la e a sua família porque ela os estava a atacar em partes da capital italiana que dominam. Aos 37 anos, …