Cientistas ensinaram IA a perceber como nos sentimos pela nossa forma de andar

Uma equipa de cientistas realizou um estudo no qual algoritmos são ensinados a perceber emoções, apenas com base na forma como caminhamos. A Inteligência Artificial, através da observação de vídeos, consegue entender como nos sentimos.

Uma equipa de investigadores da Universidade da Carolina do Norte e da Universidade de Maryland desenvolveu um modelo que identifica os sentimentos dos humanos tendo em conta a forma como caminham.

Segundo o trabalho de pesquisa, pré-publicado há uma semana no arXiv, o modelo pode adivinhar quatro emoções diferentes: felicidade, tristeza, raiva e neutralidade, com 80% de rigor. A abordagem levou a uma melhoria de cerca de 14% em relação a outros métodos de reconhecimento de emoções baseados na forma de caminhar das pessoas.

O software pode analisar um vídeo de alguém a andar, transformá-lo num modelo 3D e extrair o movimento. Depois, uma rede neural determina o movimento dominante e como este corresponde a um sentimento específico, com base nos dados em que este é ensinado.

“As emoções desempenham um papel fundamental nas nossas vidas, definindo as nossas experiências e moldando a forma como vemos o mundo e interagimos com outros seres humanos”, explica Tanmay Randhavane, um dos investigadores, à Tech Explore.

“Por exemplo, as pessoas comunicam de forma muito diferente com alguém que prevêm que está zangado e hóstil, do que com alguém que percebem estar calmo e contente”, acrescenta.

Embora já exista Inteligência Artificial (IA) treinada para perceber como os humanos se sentem, – com base nas expressões faciais ou até mesmo, pelo tom de voz -, esta é a primeira vez que um algoritmo é treinado para perceção, com rigor, através da observação de alguém a caminhar.

Randhavane et al

O algoritmo percebe o estado de espírito das pessoas com base na sua forma de andar

De acordo com a Tech Explore, estudos anteriores sugerem que a linguagem corporal, como a postura e certos movimentos, podem também dizer muito sobre como alguém se está a sentir.

Aniket Bera, supervisor do estudo, afirma que as ferramentas de reconhecimento de emoções pode, em breve, ajudar a desenvolver robôs mais avançados. Sugere que este modelo pode também vir a ser aplicado na indústria de animação, para auxiliar na criação de personagens virtuais que expressem sentimentos.

Contudo, a precisão do algoritmo depende da exatidão da estimativa 3D das poses humanas, bem como do rigor do algoritmo de extração de marcha, o que coloca limitações ao método.

A previsão de emoções pode não ser rigorosa se os movimentos das pessoas, estimados em 3D, tiverem ruído visual. O cálculo do modelo requer posições conjuntas de todo o corpo, mas os dados do posicionamento do corpo inteiro podem não estar disponíveis se existir, por exemplo, algum acessório (como uma mala ou um telemóvel).

Numa pesquisa futura, a equipa quer recolher mais dados e resolver este problema. Ambicionam estender a sua metodologia, para considerar atividades como a corrida e a gesticulação. Desejam também combinar esta abordagem com outros algoritmos de identificação de emoções, como os que usam a fala humana e as expressões faciais.

DR, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …

Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em …

"Dos 4 mil euros que ganho, 3 mil vão para os frades". O padre Vítor Melícias recusa que Tomás Correia ainda controle o Montepio

O padre Vítor Melícias, presidente da Assembleia Geral do Montepio, diz que Tomás Correia "faz falta, mas fez muito bem" em abandonar a liderança da mutualista Montepio. "Dizer que Tomás Correia continua a controlar através …

Amesterdão prepara-se para comprar dívidas dos seus jovens

A partir de fevereiro, a capital dos Países Baixos vai comprar dívidas dos seus jovens para ajudá-los a recomeçar e a construir um futuro. Numa nota publicada esta semana na página oficial do Governo local …