Cientistas desenvolvem piso que desacelera carros e cria energia

 

Um equipamento nas estradas que pode reduzir a velocidade dos carros e criar energia limpa, óleo transformado em sabonete ou um dispositivo para substituir as gotas nos olhos foram algumas das ideias apoiadas no programa de aceleração IneoStart, em Coimbra.

Dez equipas que frequentaram o programa de aceleração IneoStart este ano apresentam, no dia 20, as suas ideias de negócio em Coimbra, perante uma plateia com potenciais investidores, parceiros e clientes, informou o Instituto Pedro Nunes (IPN).

O IneoStart, desenvolvido em Coimbra pelo IPN, Universidade de Coimbra e pela júnior empresa jeKnowledge, vai na sua oitava edição, tendo já ajudado a formar 56 empresas, com uma taxa de sobrevivência de 89%.

“É um programa muito importante, porque faz-se a investigação, mas depois falta esta abordagem mais ligada ao mercado”, disse à agência Lusa o investigador da Universidade de Coimbra Francisco Duarte, que participa na iniciativa com o projeto Venex, um equipamento para aplicação em pavimentos rodoviários que permite reduzir a velocidade de circulação dos carros.

O Venex está a ser desenvolvido no âmbito do projeto de doutoramento de Francisco Duarte, estando previsto o arranque de testes de protótipos para breve.

O equipamento é aplicado com uma “pequena substituição da camada de desgaste” da estrada, sendo que o sistema, que combina materiais específicos e uma deformação da própria camada aplicada, faz com que o carro abrande automaticamente sem ação do condutor, sem sofrer oscilações e sem ser necessário travagens bruscas ou desconforto, como acontece com as lombas, explicou o especialista.

Ao extrair a energia cinética do veículo, o Venex vai permitir ainda transformar essa energia da passagem do carro pelo piso em energia elétrica, que “pode ser usada para iluminar a via pública, as passadeiras ou os semáforos”, sublinhou.

Pelo IneoStart, passou também nesta edição o projeto InEye, sediado em Coimbra, que desenvolveu um sistema que permite substituir as gotas aplicadas nos olhos.

O pequeno dispositivo esférico, semelhante a uma pequena pérola, é colocado no interior da pálpebra inferior do olho, fazendo com que o fármaco seja libertado durante “sete a 300 dias”, afirmou Paula Ferreira, do InEye.

Para além de o sistema ser mais fácil de usar, o fármaco não é desperdiçado (no caso das gotas há um “desperdício de 75%”), frisou Paula Ferreira, referindo que o sistema ganha particular importância em doenças crónicas, como é o caso do glaucoma, em que as gotas têm de ser aplicadas durante toda a vida.

O InEye “já tem muitos anos de investigação no laboratório. Agora, é preciso dar o salto”, salientou. Foi a pensar nesse salto, que o sócio-fundador da EcoXperience César Henriques procurou o IneoStart, considerando que no último mês o projeto “andou a uma velocidade de foguetão”, face à entrada no programa de aceleração, que abriu “muitos caminhos” e facilitou “muitos contactos”.

A empresa, criada a partir de um projeto na Universidade de Coimbra, procura encontrar soluções para valorizar desperdícios domésticos. O primeiro caso é o do óleo alimentar, em que a EcoXperience criou um kit pedagógico, para crianças dos seis aos doze anos, que permite transformar óleo alimentar em sabonetes líquidos biodegradáveis.

Depois de criado o kit pedagógico, a empresa de Coimbra está a preparar agora uma linha industrial – para restaurantes e cantinas – e outra doméstica. O IneoStart arrancou em 2010 e por lá já passaram empresas como a LaserLeap, a DoDoc ou a Book in Loop.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nova aplicação deteta insuficiência cardíaca através da voz

Foi desenvolvida uma nova aplicação para smartphones que prevê a insuficiência cardíaca através da voz. A tecnologia baseia-se num dos sintomas mais comuns: a falta de ar. O sintoma mais comum da insuficiência cardíaca é a …

Atividade física ajuda a prevenir a perda de visão

Uma nova investigação sugere que o exercício físico pode ser um componente-chave na prevenção da perda de visão. Os benefícios da atividade física são cada vez mais conhecidos, mas há alguns que devem ser tidos em …

Dubai vai construir uma cidade marciana no deserto

O Dubai tem em mãos um projeto ambicioso: a construção de uma cidade marciana. O projeto foi apresentado por uma empresa sediada em Copenhaga e Nova Iorque e é uma parte do plano dos Emirados …

Coreia do Norte voltou a rejeitar negociações com os Estados Unidos

A Coreia do Norte disse, esta terça-feira, que não tenciona retomar o diálogo com os Estados Unidos, quando o vice-secretário de Estado norte-americano, Stephen Biegun, chegou à Coreia do Sul para discutir diplomacia nuclear. Num comunicado …

Construiu uma cadeira de rodas com bicicletas elétricas para a namorada. Agora, vai produzi-la em massa

Para Zack Nelson, construir esta  peça inovadora de engenharia foi "super divertido e surpreendentemente simples". Há cerca de um ano, Zack Nelson, o youtuber de tecnologia do canal JerryRigEverything, uniu duas bicicletas elétricas para criar uma …

A reeleição de Trump nunca esteve tão ameaçada. A culpa é do pessimismo dos americanos

A gestão do Presidente norte-americano face à pandemia e a perspetiva de uma crise económica ameaçam a reeleição de Donald Trump. Um estudo de opinião da Fundação Peter G Peterson para o The Financial Times indica …

Ministros da Indonésia promovem colar de eucalipto como cura para a covid-19

O ministro da Agricultura da Indonésia foi muito criticado por especialistas por alegar que um colar feito de eucalipto pode ajudar a impedir a transmissão da covid-19. Segundo o The Guardian, o ministro da Agricultura da …

SATA pede auxílio ao Estado no valor de 163 milhões de euros

A SATA, companhia aérea detida a 100% pela Região Autónoma dos Açores, precisa do valor até ao final do ano para pagar dívidas. A SATA pediu um auxílio ao Estado de 163 milhões de euros para …

Cortiça portuguesa usada em foguetões da Space X

A Corticeira Amorim forneceu a Space X, de Elon Musk, para componentes usados nos foguetões espaciais da empresa, adiantou o presidente da empresa, António Rios Amorim. "É o nosso maior cliente [deste segmento] neste momento desde …

Pandemia põe em risco mais de 40% dos empregos no Algarve

Além do Algarve, outros destinos turísticos europeus, como ilhas do sul da Grécia, Canárias e Baleares, estão também em risco. As regiões onde o turismo tem mais peso enfrentam um risco maior de destruição de emprego, …