Cientistas desenvolvem a primeira teoria matemática do humor

SXC

-

O estudo conseguiu perceber quais são as palavras que têm mais facilidade em serem consideradas engraçadas pelas pessoas e o porquê destas serem escolhidas.

Investigadores da Universidade de Alberta, no Canadá, conseguiram, pela primeira vez na história da matemática, criar uma teoria quantificável do humor.

A ideia partiu de um estudo anterior no qual os participantes eram convidados a avaliar uma sequência de letras e tentar perceber se eram, ou não, palavras reais.

Os investigadores começaram a notar uma tendência: a maioria das pessoas ria-se sempre que ouvia palavras inventadas como, por exemplo, “snunkoople”.

Foi a partir desse estudo que nasceu a dúvida de como uma palavra pode ser engraçada de forma inerente. Os resultados para esta questão foram agora publicados no Journal of Memory and Language.

De acordo com o principal autor do estudo, o professor de psicologia Chris Westbury, a resposta para esta pergunta estava na entropia, uma medida matemática que pode indicar quão ordenada ou previsível uma palavra pode ser.

Combinações de letras pouco comuns, como é o caso de “finglam”, são mais baixas em entropia do que outras palavras inventadas, como “clester”, que têm combinações mais prováveis.

“Essencialmente, tudo se resume à probabilidade das letras individuais. Portanto, se uma pessoa olha para uma palavra como, por exemplo, ‘yuzz-a-ma-tuzz’, vai descobrir que é uma palavra de baixa entropia porque tem letras improváveis como a letra Z”, explica Chris Westbury.

Inspirado pelas reações à palavra inventada no estudo anterior (“snunkoople”), o investigador decidiu determinar se era possível prever quais as palavras que as pessoas poderiam achar mais engraçadas, utilizando a entropia como referência.

Na primeira parte do estudo, os participantes foram convidados a comparar duas palavras inventadas e selecionar a opção que consideravam mais bem-humorada. Na segunda parte, avaliaram uma palavra que não existia e classificaram-na, numa escala de 1 a 100, sendo 100 muito engraçada.

“Os resultados mostram que, quanto maior fosse a diferença de entropia entre duas palavras, mais provável foi os participantes optarem pela que tinha menor entropia”, afirmou o professor.

Os participantes escolheram a palavra esperada pelo investigador cerca de 92% das vezes, um nível de precisão que este considera “incrível”.

“Ser capaz de prever com este nível de precisão é incrível. Quase nunca em psicologia se consegue prever o que alguém vai escolher 92% das vezes”, declara.

Esta resposta quase universal pode dizer muito sobre a natureza do humor e o seu papel na evolução humana ao longo dos tempos.

“Nós pensávamos que o humor era algo pessoal, mas os psicólogos evolucionistas têm vindo a perceber que o humor é um dispositivo de envio de uma mensagem. Quando alguém ri, deixa outra pessoa perceber que uma certa coisa não é perigosa”, explica.

O estudo não tem implicações na vida real, sobretudo para comediantes que possam vir a ter ideia de usar palavras inventadas para fazer boas piadas, mas os resultados podem vir a ser úteis em casos como o da nomenclatura de alguns produtos.

“Por exemplo, as pessoas podem reagir mal a um medicamento que tenha um nome engraçado e que seja indicado para uma doença grave”, conclui o investigador.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

China. Cientistas testam vacina contra a SIDA em seres humanos

Um grupo de cientistas chineses vai testar uma vacina "duradoura" contra o vírus da sida, em 160 voluntários, na primeira vez que uma vacina deste género atinge a segunda fase de testes, segundo a imprensa …

Empresa de Sérgio Ramos multada em 250 mil euros por cortar dezenas de árvores ilegalmente

A cidade de Alcobendas, em Espanha, decidiu em sessão plenária extraordinária multar a empresa Aguileña de Inversiones SA, veiculada ao futebolista Sérgio Ramos, em 250.000 euros devido ao abate ilegal de dezenas de árvores. Segundo escreve a …

Postal enviado de Hong Kong em 1993 chegou aos Estados Unidos esta semana

Uma norte-americano recebeu, esta semana, um postal oriundo de Hong Kong e datado de 1993 em perfeitas condições de preservação. Agora, falta encontrar os verdadeiros destinatários. Tal como conta a emissora norte-americana CNN, a mulher, Kim …

Além de programas e subscritores, Netflix está a perder (sobretudo) confiança

A Netflix apresentou, neste segundo semestre do ano, um crescimento global aquém das expectativas e, pela primeira vez, assistiu a uma perda de subscritores naquele que é o seu principal mercado. Estes resultados não agradaram …

Criança descobre fóssil de crocodilo gigante pré-histórico que habitou Amazónia

O rapaz de onze anos estava a pescar com o pai, nas margens brasileiras do rio Acre, quando descobriu a mandíbula de um crocodilo gigante pré-histórico que habitou a Amazónia há oito milhões de anos. Uma …

Protestos, detidos e estado de emergência. Um super-telescópio está a agitar o Havai

Centenas de manifestantes estão reunidos, na base da montanha Mauna Kea, no Havai, para contestar a construção no seu pico de um super-telescópio, avaliado em mil milhões de dólares. Segundo o Washington Post, os anciãos havaianos, conhecidos …

A Brienne de A Guerra dos Tronos propôs-se a um Emmy. E conseguiu a nomeação

A atriz Gwendoline Christie, que interpreta a cavaleira Brienne of Tarth em A Guerra dos Tronos, propôs-se a um Emmy depois de a produtora HBO não a ter indicado para os maiores prémios da televisão. Christie …

Espiões nos recreios das escolas para ver se as crianças falavam Catalão

O Governo regional da Catalunha autorizou que elementos de uma organização não governamental se introduzissem nos recreios das escolas para aferirem se as crianças e os professores falavam Catalão ou Espanhol. A iniciativa foi levada a …

Bill Gates já não é o segundo homem mais rico do mundo

O fundador da Microsoft, Bill Gates, já não é o segundo homem mais rico do mundo. Segundo o ranking elaborado pela Bloomberg, o empresário foi destronado pelo francês Bernard Arnaut, dono da empresa de artigos …

Passageira tenta abrir porta do avião em pleno voo e obriga piloto a aterrar de emergência

Uma passageira que se comportou de forma agressiva e descontrolada durante um voo que seguia de Londres para a Turquia obrigou o piloto a regressar ao aeroporto de Stansted, escoltado por dois jatos militares. O incidente …