Cientistas desenvolvem a primeira teoria matemática do humor

SXC

-

O estudo conseguiu perceber quais são as palavras que têm mais facilidade em serem consideradas engraçadas pelas pessoas e o porquê destas serem escolhidas.

Investigadores da Universidade de Alberta, no Canadá, conseguiram, pela primeira vez na história da matemática, criar uma teoria quantificável do humor.

A ideia partiu de um estudo anterior no qual os participantes eram convidados a avaliar uma sequência de letras e tentar perceber se eram, ou não, palavras reais.

Os investigadores começaram a notar uma tendência: a maioria das pessoas ria-se sempre que ouvia palavras inventadas como, por exemplo, “snunkoople”.

Foi a partir desse estudo que nasceu a dúvida de como uma palavra pode ser engraçada de forma inerente. Os resultados para esta questão foram agora publicados no Journal of Memory and Language.

De acordo com o principal autor do estudo, o professor de psicologia Chris Westbury, a resposta para esta pergunta estava na entropia, uma medida matemática que pode indicar quão ordenada ou previsível uma palavra pode ser.

Combinações de letras pouco comuns, como é o caso de “finglam”, são mais baixas em entropia do que outras palavras inventadas, como “clester”, que têm combinações mais prováveis.

“Essencialmente, tudo se resume à probabilidade das letras individuais. Portanto, se uma pessoa olha para uma palavra como, por exemplo, ‘yuzz-a-ma-tuzz’, vai descobrir que é uma palavra de baixa entropia porque tem letras improváveis como a letra Z”, explica Chris Westbury.

Inspirado pelas reações à palavra inventada no estudo anterior (“snunkoople”), o investigador decidiu determinar se era possível prever quais as palavras que as pessoas poderiam achar mais engraçadas, utilizando a entropia como referência.

Na primeira parte do estudo, os participantes foram convidados a comparar duas palavras inventadas e selecionar a opção que consideravam mais bem-humorada. Na segunda parte, avaliaram uma palavra que não existia e classificaram-na, numa escala de 1 a 100, sendo 100 muito engraçada.

“Os resultados mostram que, quanto maior fosse a diferença de entropia entre duas palavras, mais provável foi os participantes optarem pela que tinha menor entropia”, afirmou o professor.

Os participantes escolheram a palavra esperada pelo investigador cerca de 92% das vezes, um nível de precisão que este considera “incrível”.

“Ser capaz de prever com este nível de precisão é incrível. Quase nunca em psicologia se consegue prever o que alguém vai escolher 92% das vezes”, declara.

Esta resposta quase universal pode dizer muito sobre a natureza do humor e o seu papel na evolução humana ao longo dos tempos.

“Nós pensávamos que o humor era algo pessoal, mas os psicólogos evolucionistas têm vindo a perceber que o humor é um dispositivo de envio de uma mensagem. Quando alguém ri, deixa outra pessoa perceber que uma certa coisa não é perigosa”, explica.

O estudo não tem implicações na vida real, sobretudo para comediantes que possam vir a ter ideia de usar palavras inventadas para fazer boas piadas, mas os resultados podem vir a ser úteis em casos como o da nomenclatura de alguns produtos.

“Por exemplo, as pessoas podem reagir mal a um medicamento que tenha um nome engraçado e que seja indicado para uma doença grave”, conclui o investigador.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …