Cientistas descobriram quando é que os humanos começaram a usar drogas

Nem sempre os humanos adotaram uma abordagem proibicionista em relação aos narcóticos. Essa é a conclusão de um novo estudo que descobriu quando é que começámos a usar drogas.

Compilando dados arqueológicos de todo o mundo, um novo estudo publicado na revista especializada Journal of Psychedelic Studies indica quando é que a humanidade começou a usar drogas diferentes, revelando que a nossa relação com substâncias que alteram a mente remonta a mais de 13 milénios atrás.

Giorgio Samorini, autor do estudo, conduziu, de acordo com o IFLScience, uma revisão aprofundada da literatura arqueológica existente, a fim de determinar as primeiras evidências do uso humano de canábis, ópio, cogumelos mágicos, álcool e muitas outras plantas psicoativas.

Os sinais mais antigos de uso de drogas em todo o mundo foram encontrados numa caverna no Monte Carmelo, em Israel, onde os grânulos de amido encontrados nas ferramentas exibiam malformações normalmente associadas à fabricação de cerveja. Datado do século 11 a.C., esse achado sugere que a nossa espécie já bebia cerveja há pelo menos 13 mil anos.

Estudos recentes revelaram que as primeiras plantas de canábis tiveram origem no planalto tibetano, mas a evidência mais antiga para uso humano da droga vem do Japão, onde foram encontrados macro-fósseis que continham partes da planta em peças de cerâmica de 8200 a.C.

Enquanto isso, as papoilas de ópio são normalmente associadas a países como o Afeganistão mas, de acordo com o estudo, foram criadas em Itália pela polinização cruzada deliberada de vários tipos de papoilas que não contêm ópio.

Foram encontradas várias formas intermediárias entre a papoula natural e a papoula do ópio num sítio arqueológico do Neolítico em Roma, onde os habitantes desenvolveram a primeira cepa narcótica da planta por volta de 5600 a.C.

Os cogumelos mágicos – que contêm um composto psicoativo chamado psilocibina -, foram experimentados pela primeira vez por humanos no deserto do Saara, onde pinturas pré-históricas com cerca de oito mil anos retratam figuras humanas a segurar cogumelos, de onde saem linhas pontilhadas que se conectam às suas cabeças. Segundo o autor do estudo, “esse detalhe parece indicar que o artista pretendia transmitir os efeitos psicoativos que o fungo exerce sobre a mente humana”.

As folhas de coca encontradas no chão de uma casa no norte do Peru foram datadas de 6.000 a.C, sugerindo que os humanos utilizavam a planta através da qual a cocaína é produzida há pelo menos oito mil anos.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

"Raro" busto do faraó Ramsés II encontrado no Egito

Um "raro" busto do faraó Ramsés II foi encontrado num terreno particular perto do templo de Ptah, perto da antiga cidade Memphis, a 30 quilómetros a sul do Cairo, anunciou esta semana o Ministério das …

Eldorado fiscal. Governo admite taxar reformados estrangeiros

O Governo admite vir a taxar reformados estrangeiros que vivem em Portugal, avançou o semanário Expresso, dando conta que o dossiê voltou ao Conselho de Ministros no encontro deste sábado. Os reformados estrangeiros que estão …

Francisco Rodrigues dos Santos anuncia candidatura à liderança do CDS

Francisco Rodrigues dos Santos anunciou, no Facebook, novidades para terça-feira, às 21h, num hotel do Porto. Luís Marques Mendes disse, na SIC, que será nessa altura que apresentará a sua candidatura à liderança do CDS. …

Até os dinossauros tinham piolhos

Insetos ancestrais semelhantes ao piolhos modernos parasitavam os dinossauros, alimentando-se das com suas penas, como evidenciado por um novo par de fósseis em âmbar. Por vezes, os pássaros modernos são infestados por piolhos que mastigam e …

Simeone confessa que gostava que João Félix "tivesse mais gasolina"

O treinador do Atlético de Madrid, Diego Simeone, elogiou João Félix no final da partida deste sábado contra o Osasuna, mas confessou que gostava que o internacional português "tivesse mais gasolina na fase final dos …

Ex-diretor do FBI admite que houve "negligência" na investigação da ingerência russa

O ex-diretor do FBI James Comey admitiu este domingo que “verdadeiras negligências” foram cometidas pela polícia federal no início da investigação sobre a ingerência da Rússia nas eleições presidenciais de 2016 nos Estados Unidos. Donald Trump, …

"Alcochete sempre". Equipa do Sporting vaiada à chegada aos Açores

A comitiva do Sporting foi este domingo vaiada à chegada ao hotel em Ponta Delgada, nos Açores, na véspera do jogo contra o Santa Clara. "Alcochete sempre", gritou um grupo de cerca de 30 adeptos à …

Os seus genes não são o único fator que determina o risco de Alzheimer

O desenvolvimento da doença de Alzheimer não está exclusivamente ligado à genética, sugere um artigo científico publicado recentemente. No primeiro estudo publicado sobre a doença de Alzheimer em trigémeos idênticos, os cientistas descobriram que, apesar de …

"Poções do amor" podem tornar-se na solução para uma relação eterna

Numa verdadeira fusão entre ficção e realidade, as nossas relações amorosas podem vir a ser salvas por uma "poção do amor". A solução passa por se recorrer à manipulação química do amor para tentar que …

Há uma segunda população estelar no disco espesso da Via Láctea

As estrelas que compõem o disco espesso da Via Láctea pertencem a duas populações estelares distintas, com características diferentes. Um novo estudo sobre a composição cinemática e química de uma amostra de estrelas nas proximidades do …