Cientistas descobriram como visualizar alterações genéticas em cérebros vivos

Athit Perawongmetha / World Bank

-

Cientistas descobriram como visualizar as alterações da atividade genética em cérebros vivos, uma técnica que pode ajudar a entender se os medicamentos funcionam como é suposto em tratamentos de Alzheimer, esquizofrenia e outros distúrbios neurológicos.

Os investigadores concentraram-se nas moléculas que regulam o modo como o ADN se envolve em torno das proteínas que servem como unidades estruturais do nosso material genético.

Essas moléculas, chamadas de Histona deacetilases (HDAC), foram encontradas em doentes com Alzheimer – em níveis elevados – na zona do cérebro que regula a memória.

Um grupo de investigação, liderado por Hsiao-Ying Wey e Tonya Gilbert, da Harvard Medical School, passou sete anos a desenvolver o composto químico – Martinostat – que se liga ao cérebro e identifica onde estão essas HDAC e em que quantidade.

No estudo, publicado pela Science Translational Medicine, os cientistas injetaram o químico em oito pacientes saudáveis ​​e conseguiram analisar, pela primeira vez, o modo como essas moléculas funcionam em humanos vivos.

Mira Jakovcevski, uma investigadora epigenética do Instituto Max Planck de Psiquiatria, afirmou que “no passado, os cientistas que estudaram o tecido cerebral de pacientes psiquiátricos – com doenças como depressão e dependência – encontraram, após a morte, níveis elevados de HDAC“.

Mas os estudos realizados em cérebros humanos mortos não eram suficientemente credíveis porque o nível de moléculas tem tendência a mudar rapidamente depois da morte.

Além disso, os cientistas que estudam um tecido morto, normalmente só conseguem olhar para uma região de cada vez, enquanto que a análise do cérebro vivo permite observar várias regiões ao mesmo tempo.

“É extremamente importante conhecer diretamente a forma como as moléculas são distribuídas no cérebro vivo, e esta é uma maneira muito elegante de fazê-lo” sublinhou Jakovcevski.

De acordo com Jacob Hooker, diretor de radioquímica e co-autor do estudo, os investigadores que têm acompanhado, até hoje, o efeito dos medicamento para tratar a doença de Alzheimer, não conseguem ver diretamente como funciona.

Com o descobrimento do químico Martinostat, os cientistas conseguirão ver, em exames cerebrais, se o medicamento está a atuar na molécula correta.

Os investigadores já receberam financiamento para estudar pessoas com esquizofrenia, Alzheimer e doença de Huntington.

BZR, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

PSD a 3 deputados da maioria na Madeira. CDS afasta geringonças

Miguel Albuquerque, político experiente, apreciador de música e apaixonado por rosas, voltou hoje a vencer as eleições regionais da Madeira, mas tem agora pela frente a ‘espinhosa’ tarefa de negociar um entendimento que garanta estabilidade …

Porto 2-0 Santa Clara | E vão cinco vitórias consecutivas na Liga

O FC Porto respondeu ao triunfo do Benfica no sábado em Moreira de Cónegos com a quinta vitória consecutiva na Liga, na recepção ao Santa Clara, por 2-0. Num jogo morno, com uma segunda parte mal jogada …

Mazda entra na corrida e prepara lançamento do seu primeiro carro elétrico

A Mazda garantiu o lançamento do seu primeiro carro elétrico já no próximo ano. O veículo será apresentado no Salão Automóvel de Tóquio. A corrida dos veículos elétricos acelera a todo o vapor e a Mazda …

Descobertas evidências de um reino bíblico em pleno deserto israelita

A bíblia faz referência a um reino de Edom, do século X antes de Cristo. Novas evidências sugerem que este reino poderá ter estado assente no deserto de Arava, no Israel. A análise de arqueólogos a …

PSD vence regionais na Madeira mas perde maioria absoluta

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais na Madeira, com 37% a 41% dos votos, o que lhe retira a maioria absoluta no parlamento, segundo a projeção da RTP/Católica. O Partido Social Democrata venceu as …

No Afeganistão, há mulheres a arriscar a vida por um golo

As jogadores da seleção de futebol feminino do Afeganistão não treinam no seu país por razões de segurança. Muitas sofreram abusos sexuais e correm risco de vida para poderem jogar futebol. Pelo menos alguma vez na …

Cientista diz que avanços científicos podem levar à extinção humana

A evolução da ciência e tecnologia pode ser fundamental para evitar catástrofes, mas, ironicamente, pode também ser a causadora do fim da nossa espécie. O estudo das mudanças climáticas baseia-se em simulações cada vez mais de …

A ilha mais remota do mundo tem nome português

Tristão da Cunha é uma ilha com apenas 250 habitantes, onde ninguém fala português. Não há hotel nem aeroporto. Há quem parta em busca de um lugar sossegado para evitar as grandes multidões turísticas. Caso esteja …

Costa não tinha dúvidas. O parecer da PGR sobre familiares é “absolutamente inequívoco”

O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que o parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as incompatibilidades entre governantes e negócios com empresas de familiares é “absolutamente inequívoco”. “O parecer é absolutamente inequívoco sobre …

Jovens do mundo inteiro ocupam a ONU em inédita Cimeira do Clima

Mais de 500 jovens, representantes de mais de 140 países, ocuparam este sábado o espaço habitualmente destinado aos diplomatas da ONU. A United Nations Youth Climate Summit, primeira cimeira da juventude sobre o clima, em Nova …