Cientistas descobrem mais uma população de peixes que caminham

Investigadores da Universidade da Tasmânia localizaram no sul da Austrália um pequeno grupo de uma das espécies marítimas mais singulares do planeta.

Cientistas da Universidade da Tasmânia, na Austrália, confirmaram a existência de uma segunda população, de menos de 40 exemplares de uma das espécies de peixes mais singulares do mundo.

A possível existência de um novo grupo de peixes de mãos vermelhas, de nome científico, Thymichthys politus, foi divulgada por um naturalista viciado na costa Este da Tasmânia e confirmada pouco depois por cientistas que participavam numa exploração especializada. Não foram facilitados dados sobre a localização, de forma a evitar curiosos ou pescadores.

Até agora só era conhecida a existência de uma pequena colónia, também no sul da Austrália, desta curiosa espécie catalogada em “perigo de extinção” na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza.

O peixe de mãos vermelhas era considerado uma espécie limitada à baía Frederick Henry, segundo recorda a Universidade da Tasmânia, citada pelo La Vanguardia. O novo grupo de peixes da espécie, que teria entre 20 a 40 destes animais, habita a vários quilómetros da localização inicial.

O habitat desta segunda colónia reduz-se a um espaço de 50 por 20 metros, num fundo marinho que facilita os deslocamentos com a simples ajuda do movimento das barbatanas em forma de mão.

A descoberta aconteceu na semana passada durante os trabalhos de uma pesquisa sobre a vida nos recifes realizada pelo Instituto Marinho de Estudos Antárticos (IMAS) da Universidade da Tasmânia, depois de um cidadão ter avistado os peixes.

“Descobrir esta segunda população é um grande alívio porque duplica o número de exemplares que acreditamos existir no planeta”, disse o cientista Rick Stuart-Smith.

O investigador destacou que o novo habitat é distinto do primeiro, o que revela que o peixe não é completamente dependente das condições locais. “Encontrar uma nova população que é diferente da existente é emocionante, pressupõe que possa existir uma pool genética mais alargada, e que potencialmente podemos encontrar outra população”.

Estes peixes avermelhados, que medem cerca de 6 a 13,5 centímetros, foram vistos pela primeira vez no século XIX perto de Port Arthur, na Tasmânia, um dos lugares do planeta que aloja mais espécies raras e únicas em perigo.

O peixe de mãos vermelhas tem um corpo alargado e com protuberâncias em forma de verruga com as quais se move lentamente pelo leito marinho em busca de alimentos como crustáceos, segundo o Ministério do Ambiente australiano.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. O título está incorreto em termos científicos, pelo que sugiro a alteração .
    O texto está correto ao referir “uma segunda população”.
    Como qualquer aluno a partir do 8º ano, uma população é um conjunto de indivíduos da mesma espécie, que vivem num determinado local, num dado tempo.
    Já uma família (conceito biológico – categoria taxonómica) é um conjunto de géneros próximos (ou aparentados), sendo um género um conjunto de espécies aparentadas.
    Já agora, podiam substituir “piscina genética” por “fundo genético”. Em inglês a expressão usada é “genetic pool”, mas ou não se traduz ou deve traduzir-se por fundo genético que é o conjunto de todos os genes de uma população (ou de uma espécie).

    • Caro João Roque,
      Obrigado pelos seus reparos. A referência a ‘família’ no título foi corrigida para ‘população’, e optámos por usar a expressão ‘pool genética’.

RESPONDER

"Ministério da Verdade". Carta dos Direitos Digitais é lei digna de uma ditadura

A polémica Carta dos Direitos Digitais aprovada na Assembleia da República não reúne aprovação entre os especialistas e alguns não hesitam em considerá-la um "regresso à censura". A lei n.º 27/2021, que entra em vigor a …

França vai enviar uma segunda Estátua da Liberdade para os Estados Unidos

França vai enviar uma segunda Estátua da Liberdade para os Estados Unidos, a propósito do Dia da Independência que se avizinha, comemorado a 4 de julho. De acordo com a cadeia televisiva CNN, esta segunda Estátua …

Cerveja grátis, donuts e lotarias. Os truques que estão a ajudar os EUA a alcançar imunidade de grupo

Um número crescente de estados, cidades e empresas está a oferecer incentivos para encorajar as pessoas a vacinarem-se. E as ofertas estão cada vez maiores e melhores. Nova Jérsia, por exemplo, está a pagar uma cerveja …

Euro 2020: aplicação da UEFA pode originar problemas nas bancadas

Revenda de bilhetes não é controlada. Adeptos que não vão aos jogos são incentivados a transferir os ingressos. A aplicação oficial da UEFA, que permite comprar bilhetes para o Europeu 2020, também permite passar os bilhetes …

Parlamento Europeu pede levantamento de patentes de vacinas

O Parlamento Europeu (PE) apelou hoje à suspensão temporária de patentes para facilitar o acesso global à vacina e medicamentos para a covid-19. Numa resolução aprovada por 355 votos a favor, 263 contra e 71 abstenções, …

Encontrado esqueleto acorrentado em Inglaterra, uma rara evidência da escravidão romana

O esqueleto encontrado em Rutland, Inglaterra, foi identificado pelos cientistas como uma evidência rara e importante da escravidão na Britânia romana, sendo uma "descoberta internacionalmente significativa". Os restos mortais foram encontrados por trabalhadores da construção civil …

Trabalho infantil no mundo aumenta pela primeira vez em duas décadas

O número de crianças vítimas de trabalho infantil aumentou pela primeira vez em 20 anos, atingindo 160 milhões no mundo, anunciaram hoje a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a UNICEF. No relatório "Trabalho Infantil: estimativas …

Aplicação ajuda os casais a comunicar através do batimento cardíaco

Durante a pandemia, e com o distanciamento social, as pessoas perceberam ainda melhor o quão difícil pode ser estar separado de quem mais se ama. A pensar nisso, uma equipa criou uma aplicação que permite …

Os peixes-elefante também fazem pausas antes de partilhar algo importante

Cientistas descobriram que os peixes-elefante também fazem pausas quando querem passar uma informação importante a quem os está a ouvir. Por vezes, fazer uma pausa antes de dizer alguma coisa importante pode ser uma boa estratégia …

Moedas quer demissão de Medina por alegado envio de dados à Rússia

O candidato do PSD à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, disse esta quarta-feira que o presidente Fernando Medina terá de se demitir, caso se confirme que a autarquia enviou para a Rússia dados de três …