Cientistas descobrem porque é que as viúvas negras são tão letais

James Gathany / wikimedia

As viúvas negras produzem alfa-latrotoxinas, substância esta que toma conta do sistema nervoso central das vítimas, dominando-o

As viúvas negras produzem alfa-latrotoxinas, substância esta que toma conta do sistema nervoso central das vítimas, dominando-o

A viúva negra é a mais temida das aranhas e agora sabe-se porque é que, afinal, o seu veneno é tão letal: é tudo uma questão de evolução.

Uma equipa de investigadores da Universidade de Massachusetts, nos EUA, em colaboração com outros especialistas norte-americanos e britânicos, chegou à conclusão que as viúvas negras são tão fatais porque evoluíram mais depressa do que as aranhas comuns.

A ideia está expressa num estudo que foi apresentado na Sociedade de Biologia Comparativa e Integradora, nos EUA, e que é divulgado pelo site ScienceDaily.

De acordo com esta análise científica, as aranhas comuns e as viúvas negras terão compostos tóxicos similares, mas as segundas terão evoluído de forma mais rápida, ao longo dos anos.

Todas as aranhas têm um químico comum, denominado latrotoxinas, mas as viúvas negras produzem alfa-latrotoxinas, substância esta que toma conta do sistema nervoso central das vítimas, dominando-o.

“Se se for picado por uma viúva negra, a alfa-latrotoxina viajará para as regiões pré-sinápticas dos neurónios e insere-se a si própria na membrana. Isto provoca que todas as vesículas dos neurónios despejem todos os seus neuro-transmissores. E isso é o que é mesmo doloroso”, explica Jessica Garb, uma das autoras do estudo, citada pelo ScienceDaily.

Isto é o mesmo que dizer que a alfa-latrotoxina obriga os nervos a libertarem todos os seus sinais químicos ao mesmo tempo, inundando o sistema nervoso central e causando uma dor extrema.

No âmbito do estudo, foi analisada a genética das aranhas e a composição do seu veneno, bem como outros factores, e concluiu-se ainda que as viúvas negras constroem teias mais fortes do que as aranhas comuns que lhes permitem prender presas maiores.

Os cientistas consideram que este é, contudo, apenas o início das imensas descobertas que esperam encontrar em torno das míticas e complexas viúvas negras.

tomgehrke / Flickr

As viúvas negras constroem teias mais fortes do que as aranhas comuns

As viúvas negras constroem teias mais fortes do que as aranhas comuns

SV, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Os humanos estão a criar condições que podem iniciar uma nova pandemia

Os humanos estão a criar condições ambientais que podem levar a novas pandemias, indica um novo estudo da Universidade de Sydney. O novo estudo da Sydney School of Veterinary Science sugere que a pressão sobre os …

Governo aperta cerco, mas especialistas queriam mais. Desconfinamento pode estar em risco

Numa altura em que os números de casos diários não para de subir, a preocupação cresce. Apesar das novas medidas tomadas pelo Executivo na zona de Lisboa - a mais afetada do país - Portugal …

Guterres é hoje empossado para segundo mandato à frente da ONU. Marcelo estará presente

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, presta hoje juramento e toma posse para um segundo mandato durante uma sessão plenária da Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque. Desta forma, a …

Câmara de Lisboa proíbe instalação de ecrãs no espaço público durante Euro2020

A instalação de ecrãs no espaço público durante o período do Euro2020 não será autorizada pela Câmara Municipal de Lisboa, tendo em conta a situação pandémica, anunciou hoje o município. “A Câmara Municipal de Lisboa, tendo …

A sucção da tromba de um elefante é mais rápida do que a velocidade de um comboio-bala

Os elefantes conseguem sugar coisas a uma velocidade de 530 quilómetros por hora — mais rápido do que um comboio-bala japonês. A tromba dos elefantes é-lhes altamente útil, já que a usam tanto para comer como …

Mais de metade dos rios do mundo não flui todo o ano

Entre 51% e 60% dos 64 milhões de quilómetros de rios e riachos do planeta Terra não fluem periodicamente ou secam durante parte do ano. De acordo com a agência Europa Press, este é o resultado …

Astrónomos podem ter detetado as maiores estruturas giratórias do universo

Pela primeira vez, astrónomos acabam de encontrar evidências de que algumas das maiores estruturas do cosmos giram numa escala de centenas de milhões de anos-luz. A estrutura em questão é um filamento cósmico, uma estrutura longa …

"A melhor seleção do mundo é a Bélgica"

Elogios do selecionador da Dinamarca ao adversário, mas ainda mais elogios aos seus jogadores, apesar de nova derrota dinamarquesa. Dois jogos em casa, duas derrotas. Apesar de realizar os seus encontros em Copenhaga, a Dinamarca está …

Se extraterrestres visitassem a Terra "não estariam vivos", diz astrónomo do SETI

Especialistas do Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI), entidade que tem por objetivo a busca de vida no espaço, estão a afastar-se cada vez mais da ideia de encontrar inteligência extraterrestre igual à humana. Num artigo de …

Cientistas ajudam enxames de drones a evitar obstáculos (copiando o instinto dos pássaros)

Uma equipa de engenheiros da EPFL, na Suíça, desenvolveu um modelo de controlo preditivo que permite que enxames de drones voem em ambientes confusos com rapidez e segurança. Usar enxames de drones tem imensas vantagens, mas …