Cientistas descobrem uma mutação que torna as bactérias invencíveis

BBC

-

O mundo está no limiar de uma “era pós-antibiótico”, alertam cientistas na sequência da descoberta de bactérias resistentes a medicamentos da última linha de defesa humana contra infecções.

Um estudo publicado na Lancet identificou, em pacientes e animais na China, bactérias que resistem à colistina, um potente antibiótico.

Os autores concluem que essa resistência pode espalhar-se pelo mundo, trazendo consigo a ameaça de infecções intratáveis.

Se as bactérias se tornarem completamente resistentes a tratamentos – um “apocalipse antibiótico” -, a medicina pode ser lançada novamente numa espécie de Idade Média, quando infecções comuns causavam mortes, e cirurgias e tratamentos contra o cancro, que apostam em antibióticos, ficariam sob ameaça.

Mutação

Os cientistas chineses identificaram uma mutação genética, denominada gene MCR-1, que permite às bactérias se tornarem altamente resistentes à colistina (também conhecida como polimixina), antibiótico geralmente utilizado como último recurso no caso de ineficácia de medicamentos.

A resistência foi identificada em um quinto dos animais testados, 15% de amostras de carne crua e em 16 pacientes, e espalhou-se ainda por um leque de estirpes e espécies de bactérias, como E.coliKlebsiella pneumoniae e Pseudomonas aeruginosa.

Também há indícios de que esta resistência tenha chegado ao Laos e à Malásia.

O colaborador do estudo Timothy Walsh, da Universidade de Cardiff, afirmou à BBC que “todos os atores-chave estão agora em campo para tornar o mundo pós-antibiótico uma realidade”.

“Se o MRC-1 se tornar global, o que é uma questão de tempo, e se o gene se alinhar com outros genes resistentes a antibióticos, o que é inevitável, então teremos provavelmente chegado ao início de uma era pós-antibiótico”, alertou, explicando que “se nesse ponto um paciente estiver gravemente doente, por exemplo, com E.coli, não haverá praticamente nada a fazer”.

A resistência à colistina já tinha sido detetada antes, mas a diferença desta vez é que a mutação surgiu numa forma em que é facilmente partilhada entre bactérias.

“A taxa de transferência desse gene de resistência é ridiculamente alta, e isso não é bom”, disse o microbiologista Mark Wilcox, do centro de hospitais universitários de Leeds, na Inglaterra.

O centro de Wilcox tem lidado com inúmeros casos, todos os meses, em que “lutam para encontrar um antibiótico” – algo que há cinco anos seria muito raro, recorda.

Para o microbiologista, não houve um evento a marcar o início do “apocalipse antibiótico”, mas está claro que “estamos a perder a batalha”.

Intratável

A preocupação é que o novo gene da resistência se associe a outros que assolam hospitais, produzindo bactérias resistentes a todos os tratamentos – um cenário conhecido como pan-resistência.

“Se eu temo que chegaremos a uma situação de um organismo intratável? Basicamente, sim. Mas se isso acontecerá este ano, no próximo ou no seguinte, é muito difícil dizer”, afirmou Wilcox.

Há sinais de que o governo chinês está a agir de forma rápida para combater este problema. Walsh, da Universidade de Cardiff, terá encontros com os ministros da Agricultura e da Saúde da China para discutir um eventual banimento da colistina para uso na agricultura.

Laura Piddock, do grupo ativista britânico Antibiotic Action, defende que esse antibiótico “não deveria ser usado na saúde humana nem animal”.

“Espero que a era pós-antibiótico ainda não tenha chegado. Mas este é um alerta para o mundo.”

A investigadora considera que a chegada dessa era “depende da infecção, do paciente e de haver tratamentos alternativos disponíveis”, já que as combinações de antibióticos ainda podem ser eficazes.

Um comentário feito ao artigo na Lancet aponta que as implicações do novo estudo são “enormes”.

A não ser que haja mudanças significativas, os médicos vão enfrentar “um número crescente de pacientes para os quais teremos que dizer: ‘Desculpe, não há nada que possa fazer para curar a sua infecção'”.

ZAP / BBC

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. O parlamento português está altamente infectado de bactérias muito mais agressivas e perigosas para a continuidade da espécie humana e ninguém parece preocupado com este estado de coisas, veja-se as leis agora aprovadas!.

RESPONDER

O "Asteróide do Apocalipse" está a cuspir rochas para o Espaço

A sonda OSIRIS-REx da NASA chegou ao Bennu, o "Asteróide do Apocalipse", em dezembro de 2018 e, apenas uma semana depois, descobriu algo incomum: o asteróide estava a lançar partículas para o Espaço. A câmara de …

Projeções dão vitória esmagadora de Boris Johnson

O partido Conservador venceu as eleições legislativas no Reino Unido com uma maioria absoluta de 368 deputados, segundo uma sondagem comum divulgada hoje pelas três estações televisivas britânicas BBC, ITV e Sky, segundo a qual …

Encontrada a obra de arte mais antiga da Humanidade

Um grupo de arqueólogos da universidade australiana de Griffith descobriu numa caverna na Indonésia a pintura rupestre de caça mais antiga do mundo, com cerca de 44 mil anos. A investigação, publicada na revista Nature, descreve …

Há uma petição para tornar o "Baby Yoda" num emoji

Mais de 18.500 pessoas assinaram uma petição online, na qual pedem à Apple que transforme o "Baby Yoda", uma das personagens da série The Mandalorian da plataforma de streaming Disney +, num emoji. A petição, …

Milagres e crucificação. Novo videojogo permite encarnar a pele de Jesus Cristo

Um novo videojogo permite aos jogadores viverem a vida de Jesus Cristo. Neste polémico jogo, poderá realizar alguns dos milagres mais célebres da bíblia e até combater contra Satanás. "I Am Jesus Christ" é um novo …

Porto 3-2 Feyenord | Dragão treme mas vence grupo

Foi chegar, ver, marcar, sofrer e, no final, festejar. Num duelo impróprio para cardíacos, o FC Porto venceu esta quinta-feira o Feyenoord por 3-2 e carimbou, pela quinta vez no seu historial, acesso à próxima …

Slovan 2-4 Braga | Minhotos vencem grupo em grande estilo

O Sporting de Braga somou a quarta vitória no Grupo K da Liga Europa e terminou no primeiro lugar, à frente do Wolverhampton. Os minhotos foram a Bratislava bater o Slovan por 4-2, depois de …

Culdesac Tempe. Vai nascer no Arizona o primeiro bairro sem carros dos EUA

Tempe, no Arizona, vai ser palco da primeira tentativa de criar uma sociedade "pós-automóvel" nos Estados Unidos. Em 2020, a Culdesac irá inaugurar um bairro em que ser-se dono de um veículo é contra as …

Chris recebeu um transplante (e o ADN do doador instalou-se em partes inesperadas do seu corpo)

Chris Long recebeu um transplante de medula óssea como tratamento para o seu diagnóstico recente de leucemia mielóide aguda e síndromes mielodisplásicas - duas condições raras que prejudicam a produção de células sanguíneas saudáveis. Quatro anos …

Startup do Porto "ganha" 6 milhões de euros para criar os gémeos digitais dos humanos

A startup portuguesa MyDidimo conseguiu um investimento de 6 milhões de euros, graças a um grupo de empresas portuguesas e de fundos comunitários, para apostar no desenvolvimento da tecnologia que permite criar "gémeos digitais" de …