Cientistas cultivaram um cérebro humano em laboratório

Cientistas norte-americanos alegam ter conseguido fazer crescer em laboratório uma versão quase completa de um pequeno cérebro humano, — o que pode representar um avanço revolucionário no tratamento de doenças neurológicas.

Segundo o jornal britânico The Guardian, Rene Anand, investigador da Universidade Estadual do Ohio, nos EUA, conseguiu fazer crescer em laboratório um pequeno cérebro que, “embora sem consciência, tem uma maturidade semelhante à de um feto de cinco semanas”.

“Não apenas o nosso cérebro se parece com um cérebro normal em desenvolvimento, como também os seus diversos tipos de células apresentam todos os genes de um cérebro normal”, disse Anand, doutorado em Farmacologia e responsável pelo programa de investigação em Biologia Molecular e Genética do Cancro da universidade.

Com o tamanho de uma ervilha, o cérebro inclui múltiplos tipos de células, todas as principais regiões do cérebro e uma medula espinhal, mas carece de sistema vascular, explicou o investigador.

Foi desenvolvido a partir de células de pele humana e, segundo os cientistas, é o modelo de cérebro humano mais completo que se conhece até agora.

O trabalho de Anand foi apresentado esta terça-feira, em Fort Lauderdale, na Florida, durante o  MHSRS, Military Health System Research Symposium.

“O poder deste modelo de cérebro é um bom sinal para a saúde humana, porque nos dá melhores opções e dados mais relevantes para testar e desenvolver tratamentos, do que os que obtemos com roedores”, afirmou Anand.

The Ohio State University

O modelo de cérebro de Rene Anad tem o tamanho de uma ervilha mas todas as funções de um cérebro com a maturidade de 5 semanas

O modelo de cérebro de Rene Anad tem o tamanho de uma ervilha mas todas as funções de um cérebro com a maturidade de 5 semanas

Zameel Cader, neurologista do John Radcliffe Hospital, em Oxford, afirma que, apesar de este trabalho parecer muito excitante, é ainda cedo para julgar definitivamente o seu impacto no mundo da Medicina.

“Quando alguém faz uma descoberta tão extraordinário como esta, temos que ser cautelosos nas apreciações”, diz o neurologista.

Mas se o avanço anunciado por Anand se revelar de facto eficaz, podemos mesmo estar perante uma revolução no modo como certas doenças são tratadas.

“Se alguém tiver uma doença hereditária no cérebro, por exemplo, podemos recolher uma pequena amostra de células da pele”, explica Anand, “e fazer um pequeno cérebro a partir da amostra, igual ao do doente, para fazer testes e encontrar o tratamento“.

E dirão até muitos dos nossos leitores que conhecem alguém com um cérebro ainda menor do que o modelo de Anand – e que provavelmente ficava a ganhar com uma troca.

FOX

-

AJB, ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. É só juntar um robot e as máquinas começam a dominar os humanos. mas apressem-se que o anabolizado do Schwarzenegger já tem quase 70 anos e não poderá andar cá muito tempo a dar cabo deles!!!

RESPONDER

Astrónomos detetam ponte azul de estrelas (e está prestes a explodir)

Uma equipa de astrónomos descobriu uma nova região na Via Láctea repleta de estrelas azuis brilhantes e escaldantes que estão prestes a explodir. A equipa de cientistas estava a criar o mapa mais detalhado dos braços …

Não são só os humanos. Até os cães-guia podem vir a ser substituídos por robôs

A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) não ameaça apenas automatizar o trabalho dos humanos. Os cães-guia, que ajudam pessoas com deficiência visual a navegar com segurança pelo mundo, podem ser os seus próximos alvos. Uma equipa …

Laboratório investigado em Madrid depois de vídeo mostrar maus tratos a animais

Um laboratório em Madrid, Espanha, está a ser investigado por alegados maus tratos a animais, depois de uma inspeção confirmar as suspeitas de abuso filmadas por um antigo funcionário. O vídeo divulgado pela Cruelty Free International …

Equipa realiza primeiro transplante de traqueia do mundo. Pode reverter danos causados pela covid-19

Uma equipa de cirurgiões realizou o primeiro transplante de traqueia humana do mundo. A cirurgia foi feita numa mulher com graves danos no órgão, revelou o Hospital Mount Sinai, em Nova Iorque. A recetora do transplante …

Em 2020, os mais velhos renderam-se aos "animais de estimação pandémicos"

Uma nova investigação revelou que as famílias com crianças não foram as únicas a aderir à tendência dos "animais de estimação pandémicos" em 2020. Os mais velhos também não resistiram. Segundo a National Poll on Healthy …

Tramado por uma turfeira. Homem confessa assassinato, mas corpo encontrado tinha 1600 anos

O que tinha tudo para ser um casamento feliz, acabou em tragédia. Num estranho caso em que uma simples planta ditou o desfecho de uma investigação criminal. Em 1959, a retratista e entusiasta de viagens Malika …

"Projeto Bernanke". Google terá usado programa secreto para dar vantagem ao seu sistema de anúncios

A Google terá usado durante anos um programa secreto que usava dados de lances anteriores na bolsa de publicidade digital da empresa para dar ao seu próprio sistema de compra de anúncios uma vantagem sobre …

Para "proteger a verdade histórica", Rússia divulga documentos que revelam atrocidades nazis em Stalingrado

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou documentos desclassificados que detalham atrocidades cometidas por soldados e oficiais nazis durante a II Guerra Mundial. A divulgação destes documentos, que foram publicados no site do Ministério da Defesa …

Espanha. Funcionários públicos podem trabalhar três dias em casa sem perder direitos

O Governo espanhol e os sindicatos de funcionalismo público chegaram, esta segunda-feira, a um acordo que prevê que os trabalhadores da Administração Pública podem trabalhar três dias por semana em casa com os mesmos direitos …

Rara coleção de um dos primeiros fotógrafos da História vai a leilão nos EUA

Quase 200 imagens de um dos primeiros fotógrafos da história, William Henry Fox Talbot, vão a leilão, em Nova Iorque, já este mês. A coleção de William Henry Fox Talbot será parte do leilão "50 obras-primas …