Cientistas criaram velcro biomédico para reparar corações

Caz Zyvatkauskas / news.engineering.utoronto.ca

A engenheira biomédica Milica Radisic

Uma equipa de engenheiros biomédicos conseguiu desenvolver uma estrutura especial que permite juntar tecidos do coração de forma tão fácil como quando se usa velcro.

A investigação levada a cabo na Universidade de Toronto, no Canadá, levou à criação de uma espécie de armação biocompatível que permite que lâminas de células do coração se encaixem como se estivéssemos a unir pedaços de velcro.

O mecanismo criado pela equipa liderada pela engenheira biomédica Milica Radisic foi baptizado como Biowire e permite que as células cardíacas cresçam em torno de uma sutura de seda, num processo que imita aquilo que acontece de facto no nosso organismo.

“Se se pensar numa fibra individual como uma estrutura 1D, então o próximo passo é criar uma estrutura 2D e depois montar essas duas numa estrutura 3D”, explica um dos co-autores do estudo, Boyang Zhang, citado pelo blogue da Faculdade de Ciências Aplicadas e de Engenharia da Universidade de Toronto.

Os cientistas envolvidos na investigação usaram um polímero especial denominado POMaC, um material biodegradável que é absorvido pelo próprio corpo em apenas alguns meses, para criar uma malha a duas dimensões onde as células se desenvolveram.

Visualmente, parece uma espécie de favo de mel, mas com buracos que não são simétricos e que permitem às células alinharem-se unidas. O estímulo com correntes eléctricas provoca a contracção das células musculares cardíacas e leva o polímero flexível a dobrar-se.

DR Radisic Lab

As três camadas da armação biomédica criada pela equipa de Milica Radisic da Universidade de Toronto.

O conceito do Biowire vai ao encontro da ideia que está na base do velcro e tem como “uma das principais vantagens o uso fácil“, nota Milica Radisic.

“Podemos construir grandes estruturas de tecido imediatamente antes de serem precisas e desmontá-las da mesma forma fácil. Não conheço outra técnica que permita esta capacidade”, acrescenta a engenheira biomédica.

O próximo passo dos investigadores é testar como é que o sistema funciona num coração real. A equipa de Milica Radisic já está a trabalhar nesse sentido com investigadores médicos.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Diário de oficial nazi revela localização de tesouro escondido na Polónia durante a 2.ª Guerra Mundial

Um diário que esteve na posse de uma sociedade secreta durante décadas contém um mapa que descreve a localização de mais de 30 toneladas de ouro escondidas pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial. Escrito há …

"Pés de café" ajudam robôs a andar mais rápido (e sem tropeçar)

Uma das principais aplicações para robôs com pernas é a exploração de locais de desastre. No entanto, para atravessar os escombros, estas máquinas precisam de ter "pés" firmes. Uma equipa de investigadores da Universidade da Califórnia, …

Famalicão 2-1 FC Porto | Dragões falham reentrada

O FC Porto ficou hoje com a liderança da I Liga portuguesa de futebol em risco, ao perder em casa do Famalicão, por 2-1, na 25.ª jornada, que marca o regresso após a paragem devido …

Empresas chinesas compram soja dos EUA apesar de suspensão imposta pelo Governo

Empresas estatais chinesas terão comprado pelo menos três carregamentos de soja aos Estados Unidos (EUA), mesmo após o Governo ter levantado uma suspensão. Esta surgiu depois de Washington afirmar que terminaria com o acordo comercial …

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …