Cientistas criaram pequenos diamantes puros a partir de petróleo

(dr) Alrosa PJSC

Uma equipa de cientistas desenvolveu uma técnica que permite criar pequenos diamantes em laboratório de uma forma mais rápida e simples, recorrendo a pouco calor e sem a necessidade de se usar um catalisador.

Em comunicado, os cientistas da Universidade de Stanford na Califórnia, nos Estados Unidos, revelam que a “receita” para criar estes diamantes de forma mais rápida e com menos energia envolve uma cuidadosa dinâmica entre calor e pressão.

A nova tecnologia envolve a extração de um tipo de molécula de carbono e hidrogénio encontrada no petróleo bruto e no gás natural, detalha o portal New Atlas.

Estas moléculas, que têm determinadas propriedades cristalinas, são depois pressionadas entre dois diamantes e aquecidas com um laser. Desta forma, foi possível “enganar a termodinâmica do que geralmente é necessário para a formação dos diamantes”, disse o o mineralogista Rodney Ewing, um dos cientistas envolvidos no estudo.

No entanto, importa frisar, os diamantes criados são extremamente pequenos, podendo ser comparados, em termos de largura, a um cabelo humano. Por esse mesmo motivo, o seu uso torna-se também muito limitado.

Na natureza, os diamantes são formados a centenas de quilómetros de profundidade no subsolo, onde as temperaturas atinge os milhares de graus.

Já os diamantes sintéticos, cuja exploração é feita há mais de 60 anos, requerem muita energia e tempo. Por norma, é adicionado um catalisador – geralmente um metal – para que o processo não seja tão longo, acabando este por reduzir o volume do material final.

Os cientistas de Stanford quiseram agora encontrar uma forma de criar diamantes em laboratório de forma mais rápida e simples. “Queríamos ver um sistema limpo, no qual uma única substância fosse transformada em diamantes puros, sem catalisador”, explicou por sua vez o geólogo Sulgiye Park, autor principal do estudo.

Compreender o mecanismo pelo qual se deu esta transformação será importante para várias utilizações para além do mercado das jóias, sustentaram os cientistas. As propriedades físicas dos diamantes – a sua extrema dureza, transparência ótica, estabilidade química e a alta condutividade térmica – tornaram-nos um material valioso para a medicina, indústria e tecnologias da computação quântica.

“Se conseguirmos produzir pequenas quantidades destes diamantes puros, poderemos utilizá-los de forma controlada para aplicações específicas”, disse ainda Yu Lin, autor sénio do estudo, cujos resultados foram recentemente publicados na revista Science Advances.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Nicotina contribui para cancro do pulmão formar metástases no cérebro

A nicotina, uma substância não carcinogénica presente no tabaco, contribui para que o cancro no pulmão se dissemine no cérebro, formando metástases, concluiu um estudo publicado na revista Journal of Experimental Medicine. Uma equipa de investigadores …

Nas montanhas suíças, há quartos de hotel sem paredes nem teto

Dois artistas concetuais suíços criaram sete "quartos de hotel" ao ar livre, sem paredes nem teto, mas com vistas para as montanhas da Suíça e de Liechtenstein. A dupla suíça, os irmãos gémeos Frank e Patrik …

Risco de segunda vaga de covid-19 é alto em França

Um estudo publicado esta sexta-feira revela que a chamada "imunidade de grupo" está longe de ser alcançada em França. O risco de uma segunda vaga de covid-19 em França é "extremamente elevado", de acordo com um …

Desvendado mistério das cartas censuradas entre a rainha Maria Antonieta e o seu suposto amante

A natureza da relação entre a rainha Maria Antonieta e o conde sueco Axel de Fersen continua a intrigar os historiadores há mais de um século. Eram realmente amantes? Agora, graças a uma nova análise …

Ministra do Madagáscar afastada por querer gastar 1,8 milhões em rebuçados para disfarçar sabor de "Covid-Organics"

A ministra da Educação do Madagáscar foi destituída esta quinta-feira, depois de ter proposto gastar 1,8 milhões de euros em rebuçados, para distribuir em escolas e atenuar o sabor de uma infusão para a covid-19. A …

Santa Clara 3-2 SC Braga | Açorianos estreiam-se na nova casa com vitória sobre os minhotos

O Santa Clara venceu hoje o Sporting de Braga por 3-2, em jogo da 25.ª jornada da I Liga de futebol em que se assinalou também a estreia da Cidade do Futebol como palco de …

O maior e mais antigo monumento Maia já conhecido foi descoberto no México

O maior e mais antigo monumento já conhecido construído pela civilização Maia, batizado como Aguada Fénix, foi encontrado no sudeste do México. De acordo com o site New Scientist, o Aguada Fénix é uma enorme …

Twitter bloqueia vídeo de campanha de Donald Trump com tributo a George Floyd

O Twitter bloqueou um vídeo de tributo a George Floyd feito pela campanha de reeleição do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A rede social colocou um rótulo no vídeo da página da conta @TeamTrump, dizendo …

Depois da covid-19, poder haver uma outra doença respiratória à nossa espera

Com o desconfinamento, vamos gradualmente regressando ao normal, mas agora possivelmente com um novo inimigo. A doença dos legionários pode estar escondida nos edifícios que deixamos para trás. Surtos globais de coronavírus forçaram o encerramento de …

Apple está a seguir iPhones roubados das lojas durante os protestos nos EUA

Os iPhones que têm sido roubados das lojas da Apple durante os protestos contra a violência policial, nos Estados Unidos, foram desativados e estão a ser seguidos pela empresa. De acordo com a revista Newsweek, as …