Cientistas criam papel que não precisa de tinta e pode ser impresso com luz

(dr) Wang et al. / American Chemical Society

-

Num esforço para conter os impactos da produção de papel no meio ambiente, investigadores das universidades da Califórnia, nos Estados Unidos, e Shandong, na China, desenvolveram um papel que permite ser impresso com luz.

Este material recebe as informações visuais através de luz UV e o conteúdo pode ser apagado ao ser aquecido a uma temperatura de 120°C. O processo pode ser repetido mais de 80 vezes.

O segredo para imprimir com luz está na química das nanopartículas, que mudam de cor conforme a temperatura. A camada deste material é aplicada sobre uma folha de papel comum.

“A maior importância do nosso trabalho é desenvolver uma nova classe de sistema fotoreversível para produzir um papel sem tinta que usa a luz e que tenha a mesma textura e aparência do que um papel convencional, mas que pode ser impresso e apagado repetidamente sem a necessidade de tinta adicional”, diz Yadong Yin, professor de química da Universidade da Califórnia, ao Phys.org.

“Este papel pode trazer grandes benefícios económicos e ambientais para a sociedade moderna”, destaca ainda.

Atualmente, a produção de papel causa um enorme impacto negativo no meio ambiente: a sua fabricação é uma das maiores fontes de poluição industrial, e o papel que acaba no lixo é um dos maiores componentes (cerca de 40%) das lixeiras e aterros sanitários.

Mesmo o processo de reciclagem contribui para esta poluição, sobretudo no momento de remover a tinta.

Em estudos anteriores, os investigadores encontraram alguns obstáculos ao tentar produzir um material estável, reversível, com baixo custo e baixa toxicidade, além da dificuldade de aplicar a camada em papel poroso comum. Agora, o novo papel mostra melhorias em todas as áreas, tornando a tecnologia mais aplicável ao nosso quotidiano.

“Acreditamos que este papel pode ter muitas aplicações práticas, sobretudo em casos em que a informação é temporária, como jornais, revistas, pósteres, notas e etiquetas”, explica Yin.

Algumas das versões conseguidas com o novo papel

Algumas das versões conseguidas com o novo papel

As novas camadas deste papel têm dois tipos de nanopartículas: o primeiro é feito com partículas azul da Prússia, um pigmento barato, não-tóxico que fica sem cor quando ganha eletrões; e dióxido de titânio (TiO2), um material fotocatalítico que acelera as reações químicas quando exposto à luz UV.

Quando o azul da Prússia e as nanopartículas de dióxido de titânio são misturados e colocados no papel, a porção que não recebe impressão aparece numa forma azul sólido. Para imprimir texto ou imagens, o papel é exposto à luz UV, que ativa as nanopartículas de TiO2. Essas partículas libertam eletrões que são captados pelas nanopartículas de azul da Prússia, que acabam por perder a coloração azul e ficam mesmo sem cor.

Assim que é impresso, o papel retém a sua configuração durante pelo menos cinco dias, com resolução alta (5-µm). Depois deste tempo, as porções sem cor vão-se tornando azuis novamente, de uma forma gradual. Para limpar o papel de forma mais rápida, o papel pode ser aquecido durante dez minutos.

Os cientistas acreditam que esse papel impresso com luz poderá ser mais barato no futuro, quando for produzido numa escala industrial.

Tem um preço competitivo comparado com o papel convencional. O preço das camadas em si é baixo e o custo da produção não vai ser caro, uma vez podem ser usados processos simples como o spray ou a submersão. O processo de impressão também será mais baixo do que o tradicional, já que não é preciso usar tinta. O mais importante é que o papel pode ser reutilizado 80 vezes, o que vai reduzir o custo total”, defende Yin.

O próximo passo da equipa é desenvolver uma impressora a laser para trabalhar com este tipo de papel, para permitir uma impressão mais rápida. “Também vamos pesquisar métodos eficientes de realizar uma impressão totalmente colorida”, adianta o cientista.

PARTILHAR

RESPONDER

Para além de autocarros, Cascais quer comboios gratuitos dentro do município

Desde 1 de janeiro de 2020, Cascais tornou-se no primeiro concelho do país a ter transportes públicos rodoviários gratuitos. Agora, quer alargar a iniciativa aos comboios. "Estamos a abrir um novo paradigma, que encara a mobilidade …

Governo convoca sindicatos para negociar aumentos acima dos 0,3%

O Governo convocou as estruturas sindicais da administração pública para voltar a negociar a proposta dos aumentos salariais de 0,3% para este ano. De acordo com a agência Lusa, o Governo convocou as estruturas sindicais da administração …

Governo prepara injeção final de 1400 milhões no Novo Banco

Desde a venda, em outubro de 2017, o Estado já injetou 1,9 mil milhões de euros no Novo Banco. Agora, o Fundo de Resolução estuda injetar mais 1,4 mil milhões. O Fundo de Resolução e o …

Em Espanha, há jogadores a serem pressionados a sair para países árabes

Jogadores do UD Almería estão a ser pressionados pelo dono do clube a sair para clubes de países árabes. Alguns atletas já apresentaram queixa ao sindicato. O xeique Turki Al-Sheikh, dono do Almería, da segunda divisão …

Chuva forte inunda Hospital de São José, em Lisboa

As chuvas fortes que se fizeram sentir esta quinta-feira inundaram o Hospital de São José, em Lisboa, deixando algumas salas alagadas. A informação é avançada pelo Correio da Manhã, que publicada algumas fotografias nas quais se …

Aos 58 anos, Carlos Sainz volta a fazer história ao conquistar o seu terceiro Dakar

Carlos Sainz reforçou o estatuto de piloto mais veterano a conquistar o Dakar, ampliando assim por mais um par de anos o recorde que já lhe pertencia. O espanhol Carlos Sainz (Mini) conquistou a terceira vitória …

Alunos até ao 6.º ano vão poder ficar nas escolas das 9 às 17 horas

O princípio da Escola a Tempo Inteiro (ETI), que permite prolongar o horário escolar dos alunos do 1.º ciclo através de Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC), vai ser também alargado aos estudantes do 2.º ciclo. …

Bruno Fernandes corre risco de não fazer o último jogo contra o Benfica

Com a transferência de Bruno Fernandes para o Manchester United quase fechada, o internacional português corre o risco de não alinhar esta sexta-feira no dérbi com o Benfica. A notícia avançada hoje pelo Correio da Manhã …

Carreiras chama "traidor" a Rio (e considera que Passos Coelho voltará a unir o partido)

O autarca de Cascais, Carlos Carreiras, classifica Rui Rio como "traidor" e considera que, "se e quando decidir voltar", Pedro Passos Coelho voltará a unir o PSD. Carlos Carreiras, presidente da maior autarquia social-democrata do país, …

Docentes com mais de 60 anos podem deixar de dar aulas

Tiago Brandão Rodrigues colocou em cima da mesa a opção de docentes com mais de 60 anos poderem deixar de dar aulas e passar a desempenhar outras atividades nas escolas. Na nota de apresentação do Orçamento …