Cientistas criam esperma primitivo a partir de células da pele

Uma equipa de investigadores espanhóis conseguiu criar células germinativas, precursoras de espermatozóides ou óvulos, a partir de células da pele humana.

Cerca de 15% dos casais de todo o mundo são incapazes de ter um filho, e há décadas que a comunidade científica trabalha em alternativas aos actuais métodos de os ajudar: a barriga de aluguer e a adopção.

Entre outros, estudos houve já que instalaram pequenos motores no esperma, para o ajudar a nadar melhor. Um outro estudo produziu espermatozóides a partir de células estaminais de cobaias.

Agora, um grupo de investigadores espanhóis conseguiu um avanço neste campo, utilizando uma técnica para converter células adultas da pele em células estaminais.

Os resultados do estudo, liderado pelo ginecologista Carlos Simón, da Fundación Instituto Valenciano de Infertilidad, de Valência, foram publicados na revista Scientific Reports.

“O que é que se pode fazer, quando uma pessoa que quer ter um filho, não tem gâmetas ou óvulos”, pergunta Carlos Simón.

“É isto que queremos fazer: criar gâmetas para pessoas que não os tenham“, diz Simón à PHYS.org.

Os investigadores usaram uma técnica para reprogramar células da pele humana, inspirada numa técnica criada por Shinya Yamanaka e John Gordon, cientistas agraciados com o Prémio Nobel em 2012.

Depois de as células da pele terem sido revertidas para células estaminais, os cientistas introduziram seis marcadores genéticos, que desencadearam aspectos particulares do desenvolvimento do esperma.

Passado um mês, algumas das células estaminais tinham amadurecido e evoluído para células germinativas.

No entanto, estas células precisavam de amadurecer ainda mais antes de se tornarem esperma plenamente funcional, como os investigadores pretendiam que acontecesse.

Infelizmente, descobriram que isso não era possível em laboratório – é necessário implantar as células germinativas num organismo vivo, para que se transformem plenamente em esperma.

Para já, nada indica que esperma artificial derivado de pele venha a estar disponível em breve.

Além disso, muitos países têm ainda regulamentação que proíbem a criação de embriões artificiais.

É portanto necessário manter alguma prudência quando se trata de manipulação de genes ou de desenvolvimento de embriões artificiais.

Porque neste campo da ciência, em particular, os investigadores sabem que são sempre necessárias validações adicionais da segurança e eficácia de uma técnica, antes que seja amplamente aceite.

“Estamos a falar de um longo processo”, diz Carlos Simón, “estamos apenas a começar”.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Só umas “pequenas” correções…
    No texto diz algures: “… não tem gâmetas ou óvulos…”, mas óvulos são gâmetas…
    Embora por incrível que pareça a alguns, nenhuma mulher produz óvulos, mas sim a célula percursora deste… o oócito (ou ovócito) II…
    Outra coisa… ao longo do texto confunde-se muitas vezes esperma com Espermatozoides… Esperma é uma mistura de espermatozoides, líquido seminal e líquido prostático que é libertado na ejaculação… Espermatozoides são gâmetas masculinos…

RESPONDER

"DeepNude". Inteligência Artificial "tirou a roupa" a mulheres nas redes sociais

A empresa de informação Sensity alertou que mais de 100 mil imagens foram carregadas para um canal de Telegram onde um bot "tirou a roupa" de mulheres. A empresa de segurança Sensity revelou recentemente que existe …

Poluição atmosférica "custa" a cada citadino europeu 1.276 euros por ano

A poluição atmosférica "custa" 1.276 euros por ano a cada cidadão europeu residente em cidades, de acordo com um estudo da Aliança Europeia de Saúde Pública (EPHA) divulgado esta quarta-feira. O estudo chegou ao valor médio …

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …