Cientistas conseguem “dissolver” água numa esmeralda

(dr) Moscow Institute of Physics and Technology

-

Pela primeira vez, físicos russos conseguiram “dissolver” água numa esmeralda, substituindo as ligações de hidrogénio que geralmente mantêm as moléculas juntas.

Sem a influência dessas ligações de hidrogénio, as moléculas de água alinharam-se de acordo com a interação dos seus polos positiva e negativamente carregados, ou dipolos – algo que os investigadores tentam fazer há anos.

Tal como um cubo de açúcar se dissolve na água, porque as suas moléculas se incorporam no líquido, nesta experiência, a água tornou-se incorporada nas “gaiolas” minúsculas da esmeralda.

Esta é uma descoberta interessante porque esta propriedade particular da água, conhecida como ferroeletricidade, já havia sido prevista por numerosos modelos de computador mas nunca tinha sido demonstrada antes.

Os investigadores do Instituto de Moscovo de Física e Tecnologia, na Rússia, dizem que este comportamento evasivo das moléculas da água e os minúsculos campos elétricos que geram podem ser cruciais mesmo dentro das nossas próprias células.

“A ferroeletricidade de moléculas da água pode desempenhar um papel fundamental no funcionamento dos sistemas biológicos e ter aplicações em células de combustível e de memória, emissores de luz e outros dispositivos eletrónicos em nanoescala”, escreveram os investigadores no artigo publicado na revista científica Nature Communications.

Propriedades

A molécula de água – H2O – é composta por dois átomos de hidrogénio e um átomo de oxigénio. Os dois átomos de hidrogénio são ligeiramente carregados positivamente e o átomo de oxigénio, por sua vez, negativamente.

Como as moléculas da água têm uma forte atração pelo polo negativo, o que é conhecido como o seu momento de “dipolo elétrico”, no estado sólido espera-se que exibam o tal fenómeno de ferroeletricidade, ou seja, quando um material arrefece, todos os dipolos se alinham num padrão ordenado.

Mas, no caso da água líquida, o alinhamento ferroelétrico não ocorre porque as moléculas ficam tão juntas que são dominadas por ligações de hidrogénio de curto alcance.

Estas ligações de hidrogénio formam-se porque o átomo de oxigénio carregado negativamente de uma molécula pretende ligar-se com o hidrogénio carregado positivamente de outra molécula – e isso mantém as moléculas de água constantemente desorganizadas e fluidas.

(dr) Moscow Institute of Physics and Technology

-

A experiência

Para superar isso, a equipa russa decidiu tentar separar as moléculas de água o suficiente para que a ligação de hidrogénio não ocorresse. Os investigadores prenderam então as moléculas de água dentro de “gaiola” em nanoescala na estrutura cristalina da esmeralda.

Isso fez com que as moléculas se mantivessem longe o suficiente para diminuir as ligações de hidrogénio, mas ainda perto o suficiente para que as forças dipolo-dipolo tivessem efeito.

Quando fizeram isso, os investigadores foram capazes de detetar pela primeira vez na história a água líquida a exibir o estado de ferroeletricidade.

ZAP / Hypescience

PARTILHAR

RESPONDER

Há mais três mortos e 756 novos casos de covid-19

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), nas últimas 24 horas registaram-se mais 756 casos de infeção por covid-19 e três pessoas morreram. A região de Lisboa e Vale do Tejo regista …

Mensagem em garrafa atravessou o Atlântico e foi encontrada nos Açores

Três anos depois de ter sido lançada ao mar, uma mensagem numa garrafa uniu dois adolescentes separados pelo Oceano Atlântico. Em 2018, durante um feriado (25 de novembro) no estado norte-americano de Rhode Island, no leste …

Afinal, autoagendamento só avança para maiores de 37 anos (e não 35)

O autoagendamento da vacina contra a covid-19 vai ficar disponível apenas para pessoas com mais de 37 anos esta segunda-feira, ao contrário do que informou, domingo, a task-force de vacinação. Ao contrário do que estava previsto, …

Retomado voo entre Portugal e a China após duas semanas de suspensão

Depois de ter sido suspensa por duas semanas, a ligação aérea entre Portugal e a China foi retomada este fim de semana. A ligação aérea entre Portugal e a China foi retomada este fim de semana, …

Líder do CDS diz que Portugal é uma "república das bananas" que já nem pune os criminosos

O líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, acusou o Governo de "descongestionar as cadeias à boleia de um pretexto sanitário". O regime especial de perdão das penas, aprovado em abril de 2020, continua em vigor, …

Há quatro mestrados portugueses entre os melhores do mundo segundo o Financial Times

Uma lista anual publicada pelo Financial Times ordena as 55 escolas de gestão em todo o mundo que mais se destacam nos 17 indicadores avaliados por esta publicação. O mestrado em Finanças da Nova School of …

Há cada vez mais denúncias de assédio. Motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso após importunar jovem

Um motorista de autocarros de Coimbra foi suspenso depois de ter sido filmado enquanto assediava uma jovem num veículo dos SMTUC, a empresa de transportes públicos da cidade. O caso está a dar destaque a …

"A pandemia precipitou uma epidemia." Fungo negro disparou pela Índia desde a segunda vaga

A mucormicose, uma doença fúngica rara e frequentemente mortal, explodiu em toda a Índia durante a pandemia de covid-19. “A pandemia precipitou uma epidemia”, disse Bela Prajapati, otorrinolaringologista no Hospital Civil, na Índia, ao The New …

Governo aponta "soluções" para rever tabela remuneratória da Função Pública (e quer limitar "mandatos" das chefias intermédias)

O Governo está a avaliar “várias soluções” para rever a tabela remuneratória da Função Pública que passam por “alongá-la” ou alterar os momentos de entrada em cada carreira. A informação foi avançada pela ministra Alexandra Leitão, …

Já abriram os primeiros concursos para gastar a bazuca. Costa destaca "orgulho" na boa gestão de fundos europeus

Arranca, nesta segunda-feira, o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), com a abertura dos dois primeiros concursos para obtenção de financiamento da chamada "bazuca" europeia. O primeiro-ministro António Costa destaca a "boa gestão" dos fundos …